• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2016.tde-04082016-202650
Documento
Autor
Nome completo
Marcelie Priscila de Oliveira Rosso
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2016
Orientador
Banca examinadora
Buchaim, Rogério Leone (Presidente)
Bastos, Roosevelt da Silva
Rosa Junior, Geraldo Marco
Título em português
Estudo comparativo entre as técnicas de sutura término-lateral e coaptação com selante de fibrina na regeneração do nervo facial, associada ou não ao laser de baixa potência
Palavras-chave em português
Adesivo tecidual de fibrina
Nervo facial
Regeneração nervosa
Terapia a laser de baixa intensidade
Resumo em português
As lesões na face estão mais comuns na sociedade atual, envolvendo acidentes automobilísticos, quedas ou consequências iatrogênicas após procedimentos. Essas lesões podem afetar os nervos responsáveis pela musculatura facial repercutindo em alterações físicas, emocionais e psicossociais, por exemplo, no sistema estomatognático, na voz, na expressão e estética faciais, nos sentimentos e convívio social do indivíduo. Pesquisas atuais estão almejando melhores técnicas para o processo de reparo nervoso periférico e reabilitação funcional dessas lesões. As técnicas tradicionais como sutura epineural término-lateral e coaptação por meio de selante de fibrina são utilizadas com essa finalidade. O objetivo deste estudo foi avaliar a reparação do ramo bucal do nervo facial lesionado por meio da técnica términolateral de duas diferentes formas: sutura epineural e o novo selante heterólogo de fibrina, associadas ou não ao tratamento com laser de baixa potência. Foram utilizados trinta e dois ratos (Rattus norvegiccus, Wistar) com 80 dias de vida, distribuídos aleatoriamente em Grupo Controle (GC; n=8), e Grupos Experimentais (Grupo Experimental Sutura - GES e Grupo Experimental Fibrina GEF; n=12; Grupo Experimental Sutura Laser GESL e Grupo Experimental Fibrina Laser GEFL; n=12). Os animais do GC não receberam intervenção cirúrgica; no GES foi realizado, no lado direito da face, a secção do ramo bucal do nervo facial, onde o coto proximal foi suturado à tela subcutânea e o coto distal suturado de forma término-lateral ao ramo zigomático do nervo facial; no GEF, no lado esquerdo da face, foram realizados os mesmos procedimentos do GES, porém foi utilizada a coaptação com selante de fibrina do coto distal. Os grupos GESL e GEFL, além das técnicas descritas, receberam tratamento com aplicação de Laser Arseneto de Gálio Alumínio (GaAlAs), pulso contínuo, comprimento de onda de 830 nm, 6 J/cm2, por 24 segundos, três vezes por semana durante cinco semanas, em três pontos dos locais operados de ambos os lados. Foi realizada também a análise funcional do movimento das vibrissas de todos os grupos na 5ª e 10ª semanas pós-cirúrgica. Os animais foram eutanasiados 10 semanas após a cirurgia e as fibras nervosas foram analisadas morfologicamente, utilizando microscopia óptica e eletrônica, e morfometricamente por meio das medidas da área e diâmetro da fibra, área e diâmetro do axônio, espessura e diâmetro da bainha de mielina. Foi possível observar a regeneração no coto distal de fibras mielínicas e amielínicas. Nas variáveis mensuradas, ocorreu diferença significante na área da fibra nervosa entre os grupos GEF e GEFL. A recuperação funcional dos movimentos das vibrissas apresentou melhores resultados nos grupos com uso do selante de fibrina (GEF e GEFL), sendo que os grupos associados à laserterapia foram os que mais se aproximaram do GC. Portanto, concluiu-se que os dois métodos analisados para reparação nervosa periférica foram efetivos, permitindo o brotamento axonal no coto distal, e que a laserterapia proporcionou melhores resultados, tanto morfométricos quanto funcionais.
Título em inglês
Comparative study between the techniques of end-to-side suture and coaptation with fibrin sealant in the facial nerve regeneration, associated or not to the low-power laser
Palavras-chave em inglês
Facial nerve
Fibrin tissue adhesive
Laser therapy low-level
Nerve regeneration
Resumo em inglês
The injuries on the face are more common in today's society, involving motor vehicle accidents, falls or iatrogenic consequences after procedures. These injuries can affect the nerves responsible for facial muscles reflecting in physical, emotional and psychosocial changes, for example in the stomatognathic system, in voice, facial expression and aesthetics, feelings and social life of the individual. Current researches are aiming best techniques to the process of peripheral nerve repair and functional rehabilitation of these injuries. Traditional techniques such as end-to-side epineural suture coaptation by fibrin sealants are used for this purpose. The objective of this study was to evaluate the repair of buccal branch of the facial nerve injured by end-toside technique in two different ways: epineural suture and the new heterologous fibrin sealant, associated or not to treatment with low power laser. Thirty-two rats (Rattus norvegicus, Wistar) were used. They were 80 days old and were randomly divided into Control Group (CG, n=8) and Experimental Groups (Experimental Suture Group ESG and Experimental Fibrin Group - EFG; n=12; Experimental Suture Laser Group ESLG and Experimental Fibrin Laser Group - EFLG; n=12). The CG animals did not receive surgery; the ESG was performed on the right side of the face, the section of the buccal branch of the facial nerve, where the proximal stump was sutured to the subcutaneous tissue and the distal stump sutured end-to-side portion of the zygomatic branch of the facial nerve; EFG on the left side of the face, the same procedures were carried ESG, but was used coaptation with fibrin sealant of the distal stump. The groups ESLG and EFLG, and the techniques described, have been treated with the application of Laser Gallium Aluminum Arsenide (GaAlAs), continuous pulse, wave length 830 nm, 6J /cm2 for 24 seconds, three times per week for five weeks, at three points of the local operated from both sides. It also performed a functional analysis of the movement of the vibrissae of all groups in the 5th and 10th post-operativeweeks. The animals were euthanized 10 weeks after surgery and the fibers were morphologically analyzed, using light and electron microscopy, and morphometrically by means measures the area and diameter of the fiber, area and diameter of the axon, thickness and diameter of the myelin sheath. It was possible to observe regeneration in the distal stump of myelinated and unmyelinated fibers. The measured variables, there was a significant difference in the area of the nerve fiber between the EFG and EFLG groups. Functional recovery of the movements of the vibrissae the best results in the groups with fibrin sealant use (EFG and EFLG), and the groups associated with laser therapy were the most nearly CG. Therefore, it follows that the two methods discussed for peripheral nerve repair was effective, allowing for axonal sprouting in the distal stump, and that the laser treatment yielded better results, both morphometric and functional.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.