• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2014.tde-10102014-163019
Documento
Autor
Nome completo
Thais Feitosa Leitão de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2014
Orientador
Banca examinadora
Ferreira Júnior, Osny (Presidente)
Carvalho, Izabel Maria Marchi de
Gonçales, Eduardo Sanches
Santos, Christiano de Oliveira
Sarmento, Viviane Almeida
Título em português
Avaliação da influência do septo nasal na expansão de maxila cirurgicamente assistida por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico
Palavras-chave em português
Atresia maxilar
Expansão de maxila cirurgicamente assistida
Septo nasal
Tomografia computadorizada de feixe cônico
Resumo em português
A expansão da maxila cirurgicamente assistida (EMCA) é um procedimento cirúrgico indicado para a correção da atresia maxilar em pacientes que já atingiram a maturação óssea. Os efeitos da EMCA são observados não só nos arcos dentários, maxilas e mandíbula, mas também na cavidade nasal, já que o septo nasal encontra-se localizado no centro do assoalho nasal, apoiado sobre a sutura palatina mediana. O objetivo deste estudo foi identificar a posição do septo nasal antes e após a separação cirúrgica das maxilas e avaliar sua influência na movimentação da maxila do lado que foi deslocado. Foram avaliadas 56 tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC) adquiridas no tomográfo i-CAT Classic®, com voxel de 0,3mm, de 14 indivíduos submetidos à EMCA nos períodos préoperatório e pós-operatório de 15, 60 e 180 dias. Inicialmente, as imagens pósoperatórias foram visualizadas nas reformatações multiplanares, para identificar a qual maxila, direita ou esquerda, o septo nasal permaneceu ligado após a EMCA. Numa segunda etapa, foram realizadas medidas lineares nas imagens correspondentes aos períodos pré e pósoperatórios. Essas medidas foram realizadas na reformatação axial imediatamente acima do aparelho expansor, de forma padronizada para cada paciente, e consistiram da distância entre uma linha de referência central, que passava na espinha nasal anterior e no centro do forame incisivo, dividindo o paciente em lado direito e esquerdo, até os caninos e molares direitos e esquerdos. O índice kappa intraexaminador foi > 0,9. Para comparar as diferenças entre as médias dos dois grupos (lado ligado ao septo nasal e não ligado ao septo nasal) foi utilizado o teste t. Em 78,6% dos pacientes o septo nasal permaneceu ligado à maxila esquerda e em 21,4%, ligado à maxila direita. Em relação às medidas lineares, tanto na região de caninos como na região de molares, observouse que, no período pré-operatório, não havia diferença entre os lados direito e esquerdo. Após a EMCA, houve diferença estatisticamente significante (p<0,05), observando que houve menor movimentação da maxila a qual o septo nasal permaneceu ligado. Portanto, podese concluir que a expansão maxilar ocorre de forma assimétrica, pois a maxila que permanece ligada ao septo nasal, após a EMCA, movimenta-se menos do que a maxila não ligada ao septo nasal.
Título em inglês
Evaluation of the influence of the nasal septum in surgically assisted maxillary expansion using cone computed tomography
Palavras-chave em inglês
Cone Beam computed tomography
Maxillary atresia
Nasal septum
Surgically assisted rapid palatal expansion
Resumo em inglês
The Surgically assisted rapid palatal expansion (SARPE) is a surgical procedure indicated for the correction of maxillary constriction in adult patients. The effects of EMCA are observed not only in dental, maxillary, and mandibular arches, but also in the nasal cavity, since the septum is located in the center of the nasal floor and rests on the median palatine suture. The purpose of this study the position of the nasal septum before and after surgical separation of the maxillary, was to identify and evaluate their influence on the movement of the jaw which remained attached. Fifty six cone beam computed tomography (CBCT) scanner acquired i-CAT Classic, with 0.3 mm voxel. Fourteen individuals submitted to SARPE in the preoperative and postoperative periods of 15, 60, and 180 days which were evaluated. Initially, postoperative images were visualized using multiplanar reformatting to identify which jaw, right or left, the nasal septum remained bound after the SARPE. In a second step, linear measurements in the images corresponding to the pre- and postoperative periods were performed. These measurements were performed in the axial immediately above the expander reformatting, standardized form for each patient, and consisted of the distance from a central reference line, passing the anterior nasal spine and the center of the incisive foramen, dividing the patient's right side and left to the canines and molars on the right and left. The intraobserver kappa index was > 0.9. To compare the differences between the means of two groups (side connected to the nasal septum and not connected to the nasal septum) a t test was used. In 78.6% of patients, the nasal septum remained attached to the left maxilla and 21.4% on right jaw. Regarding linear measurements, both in the region of canines as in the molar region, it was observed that, in the preoperative period, there was no difference between the right and left sides. After the SARPE, a statistically significant difference (p < 0.05) was observed, noting that there was less movement of the maxilla which the nasal septum remained connected. Therefore, it can be concluded that the expansion jaw is asymmetrical because the jaw remains on the nasal septum after SARPE and moves less than maxilla not connected to the nasal septum.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.