• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2011.tde-18012012-145655
Documento
Autor
Nome completo
Bruna Mangialardo Moron
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2011
Orientador
Banca examinadora
Magalhães, Ana Carolina (Presidente)
Buzalaf, Marilia Afonso Rabelo
Mendes, Fausto Medeiros
Título em português
Comparação entre diferentes métodos para produção e análise de lesão de cárie artificial em esmalte e dentina
Palavras-chave em português
Cárie dentária
Dentina
Desmineralização
Dureza
Esmalte dentário
Resumo em português
Este trabalho comparou diferentes protocolos para a produção de lesão de cárie artificial em esmalte e dentina bovinos entre si e com lesões cariosas naturais (para o esmalte), utilizando análises de dureza superficial e longitudinal e microradiografia transversal, as quais foram relacionadas. Para o estudo in vitro, 40 espécimes de esmalte foram desmineralizados com: GEL MC (gel de metilcelulose 8% e ácido lático 0,1M, pH 4,6, 37ºC, 14 dias); GEL PA (solução de ácido poliacrílico - carbopol 0,2% e ácido lático 0,1M saturado com hidroxiapatita, pH 4,8, 37ºC, 16h); MDHP (solução de ácido lático 0,05M com cálcio, fosfato e tetraetil metilenodifosfanato, pH 5,0, 37ºC, 6 dias); e TAMPÃO (solução de ácido acético 0,05M com cálcio, fosfato e fluoreto, pH 5,0, 37ºC, 16h). Já os 60 espécimes de dentina foram desmineralizados com: GEL MC II (gel de carboximetilcelulose 6% e ácido lático 0,1M, pH 5,0, 37ºC, 14 dias); TAMPÃO II (solução de ácido acético 0,05M com cálcio, fosfato e fluoreto, pH 4,5, 37ºC, 7 dias); TAMPÃO III (solução de ácido acético 0,05M com cálcio e fosfato, pH 5,0, 37ºC, 7 dias) e MDHP II (solução de ácido lático 0,05M com cálcio, fosfato e tetraetil metilenodifosfanato, pH 5,0, 37ºC, 7 dias). No estudo in situ participaram 11 voluntários os quais utilizaram dispositivos palatinos de resina acrílica contendo dois espécimes de esmalte e dois de dentina bovinos, protegidos com uma tela plática, por 14 dias. Durante este período, os voluntários gotejaram uma solução de sacarose a 20% 8x/dia sobre o esmalte e 4x/dia sobre a dentina, para o desenvolvimento do biofilme. A desmineralização foi avaliada por dureza superficial-SH e longitudinal-CSH (KgF/mm2) e microradiografia transversal-TMR (%vol min). Foram ainda comparadas as lesões produzidas artificialmente em esmalte com as lesões naturais (mancha branca) de dentes extraídos. Os dados de CSH e TMR foram relacionados a cada distância e também submetidos individualmente à análise de variância para comparação entre os protocolos (p<0,05). Verificou-se que os diversos protocolos produziram diferentes tipos de lesões cariosas artificiais em esmalte e dentina. O grupo IN SITU, para ambos os substratos, produziu uma lesão profunda, com grande perda mineral integrada, porém com a menor camada superficial pseudo intacta. Já os grupos GEL MC I e II produziram lesões mais rasas e com menor perda mineral integrada. Os grupos MDHP I e II assim como TAMPÃO I, II e III produziram lesões subsuperficiais em esmalte e dentina. No geral, as lesões produzidas em dentina foram mais profundas e mais desmineralizadas quando comparadas ao esmalte. As lesões de mancha branca apresentaram-se com grande variabilidade em relação à profundidade e presença de camada superficial. Quanto ao método de avaliação, não houve uma relação linear entre CSH e TMR. Com base nos resultados, pode-se concluir que os métodos para produção de lesão cariosa diferem significativamente em relação às características de dureza e conteúdo mineral, podendo ter um impacto em uma subsequente des-remineralização e os métodos de análise não apresentam relação linear, sendo que a dureza deve ser interpretada criteriosamente em relação à perda mineral.
Título em inglês
Comparison of different methods to produce and to analyze artificial enamel and dentin caries lesion
Palavras-chave em inglês
Demineralization
Dental caries
Dentin
Enamel
Hardness
Resumo em inglês
This study compared different methods to produce artificial dental caries in bovine enamel and dentin among them and with natural carious lesions (white sport lesion for enamel only) using surface and cross section hardness and transversal microradiography tests, which were submitted to relation analyses. For the in vitro study, 40 bovine enamel specimens were demineralized with: MC GEL (8% methylcellulose gel and 0.1M lactic acid, pH 4.6, 37ºC, 14 days), PA GEL (0,2% poliacrilic acid - carbopol and 0.1M lactic acid saturated with hydroxyapatite, pH 4.8, 37°C, 16h); MDHP (0,05M lactic acid solution with calcium, phosphate and tetraethyl methyl diphosphonate, pH 5.0, 37ºC, 6 days) and BUFFER (0.05M acetic acid solution with calcium, phosphate and fluoride, pH 5.0, 37ºC, 16h). Sixty dentin specimens were demineralized with: MC GEL (6% carboximetilcelulose gel and 0.1M lactic acid, pH 5.0, 37ºC, 14 days); BUFFER II (0.05M acetic acid solution with calcium, phosphate and fluoride, pH 4.5, 37ºC, 7 days); BUFFER III (0.05M acetic acid solution with calcium and phosphate, pH 5.0, 37ºC, 7 days) and MDHP II (0.05M actic acid with calcium, phosphate and tetraethyl methyl diphosphonate, pH 5.0, 37ºC, 7 days). For the in situ study, 11 volunteers wore acrylic resin palatal appliances containing two bovine enamel and dentin specimens, protected with plastic mesh, for 14 days. During this period, the volunteers dripped a 20% sucrose solution 8 times/day on enamel and 4 times/day on dentin, for the development of biofilm. Demineralization was assessed by surface (SH), cross-sectional (CSH) hardness and transversal microradiography (TMR). In addition, comparisons were made between artificially enamel caries lesions and natural lesions. The CSH and TMR data were correlated to each distance and also individually subjected to analysis of variance for comparison between protocols (p<0.05). It was found that the different protocols produced different types of artificial caries lesions in both enamel and dentin. The IN SITU protocol, for both substrates, produced a deep lesion with high integrated mineral loss, but with a thin surface layer. MC GEL I and II produced shallow lesions with low integrated mineral loss. MDHP I and II as well as BUFFER I, II and III protocols produced subsurface lesions in enamel and dentin. In general, the lesions produced in dentin were deeper and more demineralized when compared to enamel. The white spot lesions presented a high variability regarding lesion depth and surface layer. It was not found a linear relationship between CSH and TMR. Based on the results, it can be concluded that the protocols to produce artificial caries lesion significantly differ regarding hardness and mineral content, which in turn can influence further de-remineralization processes. The response variables do not present a linear relationship. Thus, hardness analysis should be carefully interpreted in respect to mineral loss.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-01-19
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • MORON, B.M., et al. Different protocols to produce artificial dentine carious lesion in vitro and in situ: hardness and mineral content correlation. Caries Research, 2013, vol. 47, p. 162-170.
  • MORON, B.M., et al. Comparison of cross-sectional hardness and transversal microradiography of artificial carious enamel lesions induced by different demineralizing solutions/gels. In 22nd Academic Conference of the Bauru School of Dentistry Dr. Waldyr Antonio Janson, Bauru, 2009. Journal of Applied Oral Science., 2009. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.