• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2013.tde-06052014-152110
Documento
Autor
Nome completo
Eliza Bachega Casadei
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Mayra Rodrigues (Presidente)
Bucci, Eugênio
Heller, Barbara
Prado, Jose Luiz Aidar
Soares, Rosana de Lima
Título em português
Os códigos padrões de narração e a reportagem: por uma história da narrativa do jornalismo de revista no século XX
Palavras-chave em português
Códigos de Narração
História
Jornalismo
Reportagem
Revista
Resumo em português
As mudanças formais na narrativa jornalística nem sempre obedeceram a regras sancionadas institucionalmente, estando ligadas, muitas vezes, a sistemas de escrita tão amplamente utilizados que se tornaram padrões, mesmo que não reconhecidos oficialmente por qualquer organização ou expostas em algum livro escrito. A partir do pressuposto de que as estratégias discursivas utilizadas por jornalistas obedecem, em seus contornos gerais, a determinados modos padrões de narração que instauram códigos de reconhecimento socialmente compartilhados, a presente pesquisa tem como objetivo estudar como esses modos padrões de narração se modificaram ao longo do tempo, instaurando mudanças na narrativa jornalística no decorrer da história da reportagem em revista no século XX no Brasil. Utilizaremos como aparato teórico e metodológico um entrecruzamento entre o entendimento de Michel de Certeau acerca das práticas simbólicas, a estruturação da narrativa proposta por Paul Ricoeur e a noção de código a partir dos contornos que Roland Barthes deu a esse conceito. Com isso, o nosso objetivo é verificar como são articuladas as repetições e as translações de significado na composição jornalística a partir de sua estrutura narrativa, de sua forma de organização codificada e padronizada, bem como o modo como essa configuração mudou ao longo do tempo, instaurando regimes narrativos, historicamente marcados, nas revistas brasileiras. Como corpus de trabalho, foram escolhidos os seguintes títulos: Revista da Semana, O Cruzeiro, Fatos e Fotos, Realidade e Manchete, Veja, Época e IstoÉ. Uma vez que o próprio realismo pode ser entendido como a manifestação de um sistema de códigos convencionais, posto que é construído, justamente, a partir de uma série de procedimentos estilísticos que estão ancorados em regras culturais de representação, procuraremos estudar os diferentes modos narrativos padrões que o jornalismo de revista mobilizou ao longo do século XX como forma imaginariamente legitimada de construção de realidade.
Palavras-chave em inglês
History
Journalism
Magazine
Narration Codes
Report
Resumo em inglês
The formal changes in journalistic narrative do not always obey institutionally sanctioned rules and are often linked to writing systems that are so widely used that they become standards, even if not officially recognized by any organization or exposed in some written book. Assuming that the discursive strategies used by journalists obey, in their general outlines, certain standard ways of narration, which are socially shared, the present research project aims to study how these standard ways of storytelling have changed over time, introducing changes in journalistic narrative throughout the history of reporting in Brazilian magazines from the twentieth century. To achieve this objective, we will use as a theoretical and methodological approach an interaction between Michel de Certeau's understanding about symbolic practices, the structuring of narrative proposed by Paul Ricoeur and the notion of code from the contours that Roland Barthes gave to this concept, in order to see how these repetitions and these translations of meaning are articulated in the composition of journalistic narratives. We will study as well how this configuration has changed over time, establishing narrative schemes, historically marked, in Brazilian magazines. In order to study these questions, we chose these following publications: Revista da Semana, O Cruzeiro, Fatos e Fotos, Realidade e Manchete, Veja, Época and IstoÉ. Once realism itself can be understood as a manifestation of a conventional coding system, since it is constructed precisely from a number of stylistic procedures that are anchored in cultural norms of representation, we aim to study the different narrative standard modes that journalism magazine mobilized throughout the twentieth century as a form of reality construction.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ElizaCasadei.pdf (2.65 Mbytes)
Data de Publicação
2014-05-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.