• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2012.tde-22052012-162526
Documento
Autor
Nome completo
Carla de Araujo Risso
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Mayra Rodrigues (Presidente)
Bastos, Mônica Rugai
Martins, Ferdinando Crepalde
Saliba, Elias Thome
Soares, Rosana de Lima
Título em português
O ato da sociedade paulista  - Opinião pública e censura ao teatro de 1957 a 1968: manifestações populares presentes nos processos do Arquivo Miroel Silveira da Biblioteca da ECA/USP
Palavras-chave em português
Censura Teatral
Imprensa
Opinião Pública
Teatro
Resumo em português
Na sociedade de massas, os processos de comunicação dos grupos estão, de modo imediato, sob a influência dos meios de comunicação de massa ou intermediados por líderes de opinião. Partindo de questões como a opinião pública, a identidade cultural e a contextualização histórica e social, esta pesquisa focou-se nos processos de censura ao teatro profissional presentes no Arquivo Miroel Silveira, bem como sobre as páginas dos principais veículos de mídia impressa da cidade de São Paulo. O universo de amostra contemplou peças que contêm abaixo-assinados, telegramas, cartas e manifestos populares em seus processos de censura: Perdoa-me Por Me Traíres, de Nelson Rodrigues (1957), censurada em nome da defesa da moral e dos bons costumes; A Semente, de Gianfrancesco Guarnieri (1961), com encenação restrita a um só teatro por abordar questões ideológicas; e Roda Viva, de Chico Buarque (1968), que depois de dois atentados a depredação do Teatro Ruth Escobar em São Paulo e a agressão ao elenco em Porto Alegre foi censurada pelo Governo Federal. Quanto ao estudo da imprensa, todos os jornais pesquisados mantêm relação cronológica com as peças selecionadas. Paralelamente, efetuou-se uma investigação em Portugal com o objetivo de delinear as relações de poder que estruturam a prática censória nos países de língua portuguesa. A peça escolhida para estudo além-mar foi A Promessa, de Bernardo Santareno (1957), obra que ocasionou protestos durante sua encenação na cidade do Porto. Com essa outra perspectiva, pretendeu-se compreender e caracterizar a cultura, a moral e os valores da época para além das barreiras espaciais, fixando-se no território da estrutura simbólica da língua. Apesar das diferenças em relação à liberdade de imprensa nos dois países no período estudado, verificou-se que a metodologia da censura teatral e as manifestações públicas se davam de forma muito semelhante. Tanto no Brasil como em Portugal, o envolvimento da imprensa nos casos em que ocorreram manifestações públicas pró ou contra a censura teatral seja na divulgação das peças, na divulgação dos autores, ou até mesmo na fomentação de opiniões não foi o único fator a desencadear os eventos. Os casos estudados permitem a conclusão de que a trama do tecido social é permeada por diversos discursos circulantes capazes de influenciar a tomada de atitudes no âmbito de microcosmos sociopolíticos. A partir dessa influência, os pequenos grupos, dispostos a expor as suas opiniões publicamente, adquirem o poder de alterar as deliberações da censura teatral, tanto no sentido de proibição como no sentido de liberação. Na totalidade da amostragem verificou-se que, de alguma forma, a encenação da obra teatral foi prejudicada frente à rejeição de uma parcela, mesmo que minúscula, da população. E é possível concluir que a opinião pública é capaz de alterar as deliberações da censura, tanto no sentido de proibição como no sentido de liberação, ou seja, a Censura não é impermeável à sociedade na qual se estabelece.
Título em inglês
The act of paulista society The public opinion and theater censorship between 1957/1968: popular manifestations in the processes of Arquivo Miroel Silveira, Library of ECA/USP. 2012
Palavras-chave em inglês
Press
Public opinion
Theater censorship
Resumo em inglês
In a mass society, the communication processes of small groups are constantly under the influence of the mass media or intermediated by opinion leaders. Based on concepts as public opinion, cultural identity and historical and social contextualization, this study was designed to deal with the censorship process over the theatrical scene in São Paulo, studying the reviews in the press and the previous censorship documents that are in Miroel Silveira Files (ECA/USP). Three plays which contains petitions, telegrams, letters and any sort of popular manifestation were selected: Perdoa-me Por Me Traíres (Forgive me for Cheating Me), by Nelson Rodrigues (1957), was censored in the name of the moral principles; A Semente (The Seed), by Gianfrancesco Guarnieri (1961), a play with the ideological content communism was restricted to one theater; and Roda Viva (The Wheel of Life), by de Chico Buarque (1968), which suffered two attacks by a Command Hunt for Communists (CCC Comando de Caça aos Comunistas) the invasion of Ruth Escobar Theater in São Paulo and the aggression toward the cast in Porto Alegre and was prohibited. In order to establish a parallel between countries that speak Portuguese, this study examines as well the power relations and the practices of censorship in Portugal. The portuguese play chosen was A Promessa (The Promise), by Bernardo Santareno (1957), which motivated some protests in Oporto. Crossing the ocean that separates the two countries and based on the symbolical structures of the languages, this other perspective gave the comprehension of the culture, the moral and the social values at the 50s. Despite the differences in freedom of the press, the research indicated that the methodology of theater censorship and the public protests are very similar in Portugal and Brazil. In both of these places, the public manifestations about censorship happened as consequence of many events, one of them was press reviews. This study allows the conclusion that the social fabric is sewed by intermingled speech, capable of influencing the attitudes in the field of socio-political microcosms. Under this influence, small groups willing to express their opinions have the power of changing the determinations of theater censorship as well as forcing the prohibition or obtaining the liberation. This research indicates that the proper presentations of theater plays were hindered even if a small part of the population felt threatened by their content.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-06-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.