• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.27.2017.tde-21032017-110232
Documento
Autor
Nome completo
Tariana Brocardo Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Farias, Luiz Alberto Beserra de (Presidente)
Batista, Leandro Leonardo
Mercedes, Sônia Seger Pereira
Silva, Cilene Victor da
Título em português
Comunicação de risco na perspectiva da área nuclear no Brasil
Palavras-chave em português
área nuclear
comunicação de risco
crise
energia nuclear
risco
Resumo em português
O presente trabalho objetiva refletir sobre a comunicação da área nuclear no Brasil na perspectiva dos profissionais responsáveis por realizá-la. Dado que a comunicação do setor acontece no âmbito público e trata de temáticas associadas a risco, ela é investigada na óptica da comunicação pública e da comunicação de risco, sobre o que também reflete este trabalho, além de lidar com os elementos da cultura brasileira presentes no processo comunicacional. Nesse contexto, observou-se a presença de mitos da comunicação de risco e o alinhamento da percepção por parte das organizações com as políticas de comunicação eficaz de risco específicas da área nuclear. O método do estudo realizado é caracterizado por ser de tipo descritivo, de abordagem qualitativa, com coleta de dados primários, feita por meio de entrevista com escolha de amostra não-probabilística e com análise de conteúdo categorial. Entrevistaram-se oito profissionais sêniores das áreas técnica, de gestão e de comunicação de três organizações da área nuclear - CNEN, Eletronuclear e IPEN - entre outubro de 2015 e março de 2016, presencialmente e por telefone. Como resultados principais, foram encontrados a pluralidade de conceitos de risco para os diferentes entrevistados, bem como de públicos identificados como estratégicos para o estabelecimento ou estreitamento de relacionamento por parte das organizações e a diversidade de porta-vozes apontados como ideais responsáveis pela comunicação. Houve apontamentos tanto na direção de uma comunicação dialógica, ideal, quanto unidirecional, de transmissão de mensagens cunhadas pelas organizações para assimilação por parte do público, apesar das constantes referências a transparência e clareza. A presença do mito da comunicação de risco de que a área trata de assuntos muito complexos para o entendimento do público e do traço cultural do brasileiro de postura de espectador também foi marcante, tal qual a percepção de que a aceitação pública da energia nuclear é uma das principais barreiras para a comunicação com a sociedade, que segue com medo desta área ainda desconhecida. Com esses resultados, visa-se a contribuir com o Brasil no apoio aos agentes públicos do setor na tomada de decisão em relação ao estabelecimento de estratégias e planos de comunicação para o melhor relacionamento com os diferentes segmentos da sociedade brasileira.
Título em inglês
Risk communication in the perspective of the nuclear sector in Brazil
Palavras-chave em inglês
crisis
nuclear power
nuclear sector
risk
risk communication
Resumo em inglês
This study aims to reflect on the communication held by the nuclear sector in Brazil in the perspective of the professionals responsible for it. As the industry's communication takes place in the public environment and deals with issues associated with risk, it is investigated from the viewpoint of public communication and risk communication, on which also reflects this work, in addition to dealing with the elements of the Brazilian culture present in the process. In this context, there was observed the presence of risk communication myths and the alignment of perception by organizations with the effective risk communication policies specifically designed for the nuclear field. The research method is characterized by being descriptive, with qualitative approach, with collection of primary data made through interviews with non-probability sampling and categorical content analysis. There were interviewed eight senior technical, management and communication professionals of three organizations in the nuclear field - CNEN, Eletronuclear and IPEN - between October 2015 and March 2016, in person and by phone. The main results found were the plurality of concepts of risk for different respondents, as well as several audiences identified as strategic for the establishment or strengthening of relationship by organizations and the diversity of spokespersons pointed out as ideally responsible for communicating. There were notes both toward a dialogic communication, ideal, and the unidirectional transmission of messages created by organizations for the public´s assimilation, despite constant references made to transparency and clarity. The presence of the risk communication myth that states the field deals with issues which are too complex for public understanding and the cultural trait which focuses on the viewer posture of Brazilians in the interviews was also striking, as is the perception that the lack of public acceptance of nuclear energy is the main barrier to communication with society, who is afraid of this still unknown field. With these results, the aim is to contribute to Brazil in supporting public sector agents in decision-making in relation to the establishment of strategies and communication plans for improving the relationship with the different segments of Brazilian society.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-03-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.