• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.27.2020.tde-22012020-173051
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Zimermann
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Soares, Ismar de Oliveira (Presidente)
Denadai, Marcia Regina
Consani, Marciel Aparecido
Machado, Eliany Salvatierra
Título em português
Educomunicação socioambiental como política pública: a mobilização cidadã no ecossistema Babitonga
Palavras-chave em português
Comunicação
Educação ambiental
Educomunicação socioambiental
Políticas públicas ambientais
Unidades de conservação
Resumo em português
Esta investigação desenvolve-se sob as matrizes teóricas da Educomunicação, área que apresenta a inter-relação entre os campos da Educação e da Comunicação, incidindo sobre a educação formal, não formal e informal. Neste contexto, destacamos a importância da educação ambiental (EA), como elemento que difunde um processo de desenvolvimento para sustentabilidade e tem como ponto de partida a conscientização da sociedade. Nossa pesquisa está orientada para (1) identificar em que medida o conceito de Educomunicação, incorporado ao Programa Nacional de Educação Ambiental no Ministério do Meio Ambiente, permanece válido e efetivo como orientador para implantação de ações, projetos e programas no âmbito das políticas públicas ambientais. (2) Problematizar os referenciais educomunicativos no âmbito de sua apropriação por agentes sociais que desenvolvem projetos de educação ambiental hoje no Brasil. Para o desenvolvimento desta investigação, optamos pela metodologia de pesquisa qualitativa utilizando a técnica de análise de conteúdo (AC) para conhecer, aprofundar e colocar em prática a interpretação dos dados da pesquisa. Como resultados a Educomunicação Socioambiental como uma vertente consolidada do que chamamos aqui de "abordagem educomunicativa" reafirmando seus diferenciais, mas, ao mesmo tempo, apontando seus pontos de convergência e intersecção com outras matrizes epistemológicas, como educação e comunicação populares. Assim, entendemos que se trata de uma política pública de alcance nacional, que persistiu nas últimas duas décadas, que se evidencia na adoção de pressupostos educomunicativos apoiando processos formativos em Educação Ambiental (EA), como é o caso do conjunto de atividades de sensibilização e mobilização socioambiental e cultural promovidas pelo Projeto Babitonga Ativa que envolveu seis municípios do estado de Santa Catarina na região sul do Brasil.
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
Communication
Conservation units
Environmental Education
Environmental public policies
Socio-environmental educommunication
Resumo em inglês
This research develops on the theoretical matrices of educommunication area that presents the interrelationship between education and communication disciplines focusing on no formal, informal and formal education. In this context we highlight the importance of the environmental education as an element that diffused a process of development for sustainability and has a starting point in the awareness of society. Our research is oriented to identify to what extent the concept of educommunication, incorporated to the National Program of Environmental Education in the Ministry of the Environment, remains valid and effective as a guide for implementation of action projects and programs in the scope of environmental public policies. To problematize the educommunicative references in the scope of its appropriation by social agents that develop projects of Environmental Education in Brazil. For this, we had analysed the integrated agenda of eco citizenship, a document obtained from a participatory process that guided the development of the actions of the active Babitonga project in Santa Catarina. For the development of this investigation, we opted for the qualitative research methodology using the content analysis technique to know, deepen and to put into practice the interpretation of the research data. As an investigation results, the socio-environmental educommunication, presents itself as a consolidated aspect of what we call here the "educommunicative approach" reaffirming its differentials, but at the same time highlighting its points of convergence and intersection with other epistemological matrices, such as popular education and communication. Thus, we understand that it is a national public policy scope, which has persisted over the last two decades and is evidenced in the adoption of educommunicative assumptions supporting the formative processes in environmental education, such as the set of activities of sensitization and social and environmental mobilization promoted by the Babitonga project that has involved 6 municipalities in the state of Santa Catarina in southern Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-01-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.