• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.27.2018.tde-26122018-165312
Documento
Autor
Nome completo
Daniela dos Santos Domingues Marino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Vergueiro, Waldomiro de Castro Santos (Presidente)
Andraus, Gazy
Bari, Valéria Aparecida
Crippa, Giulia
Título em português
As gibitecas como polos fomentadores de cultura e de exercício da cidadania
Palavras-chave em português
cidadania
cultura
gibitecas
histórias em quadrinhos
Resumo em português
O presente trabalho visa buscar maior compreensão acerca do papel das gibitecas como espaços que servem a um propósito mais amplo que apenas armazenar revistas de histórias em quadrinhos. Como apontam Bari (2008), Nogueira (2017) e Vergueiro (1994), o aumento no número de espaços dedicados exclusivamente à leitura de histórias em quadrinhos no Brasil tem sido observado desde o início dos anos 1990, da mesma forma que observou Vergueiro (2017) em relação ao aumento no número de publicações em quadrinhos no país. Diversos fatores podem ter contribuído para o aquecimento do mercado nacional de quadrinhos, entre eles, o advento da internet, que possibilita que os autores possam divulgar seus trabalhos a uma quantidade cada vez maior de leitores; a indicação dos Parâmetros Curriculares Nacionais para que os quadrinhos sejam usados em sala de aula; a possibilidade de publicação de histórias em quadrinhos por meio de editais estaduais; e o processo de legitimação das histórias em quadrinhos como bens culturais de mesmo valor que outras expressões artísticas, como previsto em Carvalho (2017). A hipótese na qual se baseia a pesquisa é de que as gibitecas podem constituir polos de fomento à cultura e de exercício da cidadania ao promoverem eventos para divulgação dos quadrinhos e disponibilizam seus acervos gratuitamente aos cidadãos das comunidades onde estão inseridas. A partir da perspectiva de teóricos da Comunicação como Jesus Martin-Barbero (1997, 2000) e Nestór Canclini (1999) sobre a importância dos eventos sociais para a compreensão dos fenômenos de comunicação, principalmente no que tange à América Latina; e as considerações de teóricos da cultura como Raymond Williams (1961, 2008) e dos Estudos Culturais de Matellart e Neveu (2002) sobre os aspectos sociais do acesso à cultura, o objeto a ser analisado é composto pelos eventos ocorridos na Gibiteca Municipal de Santos entre os anos de 2013 e 2016, período em que o local presenciou o aumento de mais de 100% de atividades oferecidas aos seus frequentadores em comparação aos anos anteriores. Para a análise destes eventos são utilizados estudo de caso, etnografia, entrevistas e pesquisa bibliográfica que buscam relacionar as considerações dos autores elencados à observação participativa da autora ao longo dos anos mencionados. O acesso à cultura como uma forma de exercer a cidadania é defendido por Marshall (1967) e complementado por teóricos da Geografia Cultural (CUCHE, 2002; COSGROVE; 2007; CORRÊA, ROSENDAHL, 2007) quando se referem à relevância de certos espaços para a construção e aquisição de conhecimento para determinados grupos. Em relação a esses grupos, que no caso da Gibiteca são seus frequentadores, suas interações remetem ao que Pustz (2000) atesta sobre a existência de uma cultura específica de histórias em quadrinhos, cujos elementos constitutivos são específicos e compartilhados pelas pessoas que consomem seus produtos. Assim, por meio da exposição dos dados coletados e da bibliografia pertinente à pesquisa, foi possível concluir se a hipótese inicial se confirma, possibilitando então, que o debate acerca da relevância das gibitecas seja expandido.
Título em inglês
The comics libraries as places of promotion of culture and exercise of citizenship.
Palavras-chave em inglês
citizenship
comic books
comics libraries
culture
Resumo em inglês
This study aims to seek deeper comprehension about the role of the comics libraries (gibitecas) as places that serve to a greater purpose than only store comic books. As Bari (2008), Nogueira (2017) and Vergueiro (1994) indicate, the increase in the number of places dedicated exclusively to comic books reading in Brasil has been noticed since the 1990's, as well as the number of comic books releases, as observed by Vergueiro (2017). Many factors may have contributed to the warming of the national comics market, among them, the internet, that enables artists to broadcast their works to a larger number of comic readers; the indication of the National Curricular Parameters (Parâmetros Curriculares Nacionais) so that the comics are used in the classroom; the possibility of publishing comic books by public edicts; and the legitimizing comics process as cultural products with the same value as other artistic expressions, as in Carvalho (2017). The hypothesis on which the research is based is that the gibitecas can constitute means to promote culture and exercising the citizenship by promoting events to divulge comics and making their collections available to the citizens of the communities where they are inserted. From the perspective of Communication theorists such as Jesus Martin-Barbero (1997, 2000) and Nestór Canclini (1999) on the importance of social events for understanding communication phenomena, especially in Latin America; and the considerations of cultural theorists such as Raymond Williams (1961, 2008) and Matellart and Neveu (2002) Cultural Studies on the social aspects of access to culture, the object to be analyzed is composed of the events that took place in the Gibiteca Municipal de Santos between the years of 2013 and 2016, during which time the place witnessed an increase of more than 100% of activities offered to its visitors, compared to previous years. For the analysis of these events we use a case study, ethnography, interviews and bibliographical research that seek to relate the considerations of the authors listed to the participant observation of the author over the mentioned years. Access to culture as a way of exercising citizenship is defended by Marshall (1967) and complemented by cultural geography theorists (CUCHE, 2002; COSGROVE; 2007; CORRÊA, ROSENDAHL 2007) when they refer to the relevance of certain spaces for the construction and acquisition of knowledge for certain groups. In relation to these groups, which in the case of Gibiteca are their regulars, their interactions refer to what Pustz (2000) attests about the existence of a specific culture of comic books, which constitutive elements are specific and shared by the people who consume their products. Thus, through the exposition of the collected data and the bibliography pertinent to the research, it was possible to conclude if the initial hypothesis is confirmed, allowing then, that the debate about the relevance of the gibitecas is expanded.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-12-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.