• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2010.tde-04112010-145325
Documento
Autor
Nome completo
Maria Cristina Moreira de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Costa, Felisberto Sabino da (Presidente)
Beltrame, Valmor
Corradin, Flavia Maria Ferraz Sampaio
Coutinho, Eduardo Tessari
Martins, José Batista Dal Farra
Título em português
Militância e linguagem na rota da educação
Palavras-chave em português
Dramaturgia
Educação
Linguagem
Militância
Teatro
Teatro de Animação
Resumo em português
Este estudo tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento da produção acadêmica, elegendo como objeto de estudo a linguagem do teatro de militância. Para tanto, procedemos à investigação da atuação de três grupos, considerando o contexto sociopolítico e a estética, ambos como norteadores intrínsecos para a compreensão da linguagem. Abordamos estruturas desta prática, que vai além de disponibilizar-se como instrumento de debate ideológico, para entrar na rota da educação em processos educativos de vida, formais ou informais, com vistas à formação social do cidadão. O método de amostragem intencional elegeu o Teatro União e Olho Vivo (TUOV) e o Ventoforte (SP), que ideológica e historicamente relacionam-se ou identificam-se na figura de seus idealizadores César Vieira e Ilo Krugli e o Grupo Teatral Amador Campograndense (GUTAC) (MS), que igualmente comunga com os dois primeiros. No procedimento de amostragem de fontes, selecionamos para análise espetáculos que utilizam dramaturgia própria e recursos do teatro de animação na encenação. Ambas atingem resultados simbólicos e o estado dialógico entre as criações teatrais na busca de relação definida entre forma e material. Este processo promove a elaboração de uma linguagem que atua como elemento transformador do indivíduo e do meio social, constituída pelos componentes políticos e estéticos de um projeto teatral, tomados como inseparáveis, o que confirma nossa hipótese.
Título em inglês
Militancy and language in education route: three theater groups' experiences: TUOV, Ventoforte (SP) e GUTAC (MS).
Palavras-chave em inglês
Animation Theater
Dramaturgy
Education
Language
Militancy
Theater
Resumo em inglês
This research aims to contribute with the development of academic production by taking the militant theater language as main object. We investigate the activity of three theater groups considering the aesthetical and sociopolitical background as guiding factors for the comprehension of the language examined. Therefore, the structures of their practices, which are not only instruments available for ideological debate, are approached as education routes that take part in formal or informal learning processes towards citizens social education. Deliberate sampling method elected Teatro União Olho Vivo (TOUV) and Ventoforte (SP) both ideological and historically identified in the persons of Cesar Vieira e Ilo Krugli, who created the groups and Grupo Teatral Amador Campograndense (GUTAC) (MS), which also communes with the former groups. For the source sampling, we selected performances that put into practice their own dramaturgy and make use of animation theater resources in their staging. Both procedures lead to symbolical results and a dialogical condition that enable theater productions to seek a definite relationship between material and form. This process promotes the development of a language that works as a changing element for both individuals and social environment. This language is thus constituted by the political and aesthetical components of a theater project taken as indivisible, and this confirms our hypothesis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
5601142.pdf (1.07 Mbytes)
Data de Publicação
2010-11-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.