• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Giovana Siqueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Morettin, Eduardo Victorio (Presidente)
Adamatti, Margarida Maria
Cardenuto Filho, Reinaldo
Eugênio, Marcos Francisco Napolitano de
Martins, Pablo Gonçalo Pires de Campos
Título em português
Cineastas mineiros em trânsito (1968-1970): política, cultura e memória
Palavras-chave em português
Carlos Alberto Prates Correia
Cinema brasileiro
Cinema Marginal
Cinema Novo
Geraldo Veloso
história e cinema
Maurício Gomes Leite
Minas Gerais
Revista de Cinema
Sylvio Lanna
Resumo em português
Esta tese se dedica à análise dos filmes: A vida provisória (1968), de Maurício Gomes Leite; Sagrada família (1970), de Sylvio Lanna; Crioulo doido (1970), de Carlos Alberto Prates Correia e Perdidos e malditos (1970), de Geraldo Veloso, com o objetivo de compreender uma questão central apresentada por essas obras: na virada dos anos de 1968/1970, para pensar o Brasil seria necessário voltar a Minas Gerais, mesmo no limite de sua negação física. Seus diretores partem de uma formação comum: o cineclubismo vivido no Centro de Estudos Cinematográficos de Minas Gerais (CEC) e o exercício da crítica cinematográfica desenvolvida na Revista de Cinema e em jornais diários na cidade de Belo Horizonte. A migração para o Rio de Janeiro, ocorrida na década de 1960, e a formação profissional nessa nova cidade, marca a história de todos esses realizadores, bem como imprime aos filmes perspectivas que, segundo nossa análise, criam trânsitos sinuosos entre os dois maiores movimentos do cinema moderno brasileiro: o Cinema Novo e o Cinema Marginal.
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
Brazilian cinema
Carlos Alberto Prates Correia
Cinema Marginal
Cinema Novo
Geraldo Veloso
history and cinema
Maurício Gomes Leite
Minas Gerais
Revista de Cinema
Sylvio Lanna
Resumo em inglês
This thesis is dedicated to the analysis of the films: A vida provisória (1968), by Maurício Gomes Leite; Sagrada família (1970), by Sylvio Lanna; Crioulo doido (1970), by Carlos Alberto Prates Correia and Perdidos e malditos (1970), by Geraldo Veloso, aiming to understand a central issue presented by these works: at the turn of the years 1968/1970, it would be necessary to return to Minas Gerais in order to think Brazil, even at the limit of the city's physical negation. These directors had a common background: the cinephilia exercised in the Centro de Estudos Cinematográficos from Minas Gerais (CEC), as well as the exercise of the film criticism developed in magazines and newspapers from its capital, Belo Horizonte, such as the Revista de Cinema. The migration to Rio de Janeiro in the 1960s and the professional formation in this new city marks the history of all these filmmakers, as well as the films which, according to our analysis, create sinuous transits between the two major movements of the Brazilian modern cinema: the Cinema Novo and the Cinema Marginal.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.