• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.27.2013.tde-20022014-120150
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana Ferreira Lopes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Gervaiseau, Henri Pierre Arraes de Alencar (Presidente)
Hikiji, Rose Satiko Gitirana
Morettin, Eduardo Victorio
Título em português
Serras da desordem, Corumbiara e a memória
Palavras-chave em português
cinema brasileiro
documentário
índios isolados
memória
questão indígena
Resumo em português
Esta dissertação analisa os filmes Serras da desordem (2006) de Andrea Tonacci e Corumbiara (2009) de Vincent Carelli a partir da perspectiva da construção de uma memória dos vencidos. Esses filmes tratam de casos de massacres cometidos contra indígenas brasileiros em situação de isolamento, que, a pesar de terem sido amplamente divulgados na imprensa, nunca foram apurados e os culpados jamais foram condenados judicialmente. O objetivo desta pesquisa é o de compreender as estratégias utilizadas por cada um dos realizadores na reconstituição do passado e no estabelecimento no presente da memória dos grupos retratados nesses filmes. O conceito de memória usado nesta dissertação tem base nos estudos de Maurice Halbwachs. Sua aplicação nesta pesquisa demonstrou que a reconstituição do passado traz à tona a memória daqueles que historicamente vem sendo silenciados pela cultura hegemônica e letrada. Apesar da aproximação desses filmes do ponto de vista temático, a reconstituição do passado se dá de maneira distinta em cada um deles. Em Serras da desordem, Andrea Tonacci utiliza principalmente o procedimento da reencenação no presente dos episódios relacionados ao massacre por aqueles que vivenciaram essa história. Enquanto que em Corumbiara, Vincent Carelli utiliza o testemunho daqueles que sobreviveram aos massacres e dos que vivenciaram as consequências dos atentados como o principal recurso de rememoração.
Palavras-chave em inglês
Brazilian cinema
Brazilian Indians
documentary
isolated Indians
memory
Resumo em inglês
The present thesis analyzes the films The Hills of Disorder (2006) by Andrea Tonacci and Corumbiara -­- they shoot Indians, don't they? (2009) by Vincent Carelli, and its based on memories of those who were vanquished. Both films deal with cases of massacres that were perpetrated against Brazilian Indians living in an isolated situation; cases that, although widely publicized by the press, were never investigated, and their perpetrators were never convicted in Court legally sentenced. The aim of this study is to understand the strategies that are used by each of these two filmmakers in order to reconstruct the past and to establish, in the present, the memory of the groups who are portrayed in their films. The concept of memory used in this paper is based on Maurice Halbwachs's studies. Its application to the present study has shown that a reconstruction of the past elicits the memory of those who have been historically silenced by hegemonic, literate culture. Even though these films are related as regards their theme, the reconstruction of the past takes place distinctly in each of them. In The Hills of Disorder, Andrea Tonacci mainly uses the procedure of a present-­-time reenactment of the events concerning the massacre, by those who have experienced the story. In Corumbiara, by contrast, Vincent Carelli uses the testimonies of those who have survived the massacres and those who have experienced the consequences of the attacks as his main resource for remembrance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-03-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.