• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.3.2017.tde-11072017-073039
Documento
Autor
Nome completo
Mauro Zilbovicius
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1997
Orientador
Banca examinadora
Fleury, Afonso Carlos Correa (Presidente)
Alves Filho, Alceu Gomes
Carvalho, Ruy de Quadros
Muscat, Antonio Rafael Namur
Spink, Peter Kevin
Título em português
Modelos para produção, produção de modelos: contribuição à análise da gênese, lógica e difusão do modelo japonês.
Palavras-chave em português
Engenharia de Produção
Indústria automobilística
Modelos de produção
Produção enxuta
Resumo em português
Este trabalho analisa o processo histórico pelo qual modelos de organização da produção aparecem, consolidam-se e, eventualmente, desaparecem ou se transformam, no campo da engenharia de produção. Este processo é, ao mesmo tempo, o processo pelo qual se desenvolvem o modo de pensar e a metodologia da engenharia de produção. Após revisão da literatura a respeito da continuidade versus mudança dos modelos de produção, a partir do advento das práticas japonesas, é feita uma discussão histórica e conceitual a respeito da gênese e difusão do modelo clássico, da lógica e da prática desenvolvida no Japão e do esgotamento do modelo clássico. Por fim, analisa-se o processo de construção de um novo modelo, desenvolvido no ocidente a partir das práticas identificadas no Japão. A reflexão desenvolvida é ilustrada com entrevistas com tomadores de decisão em empresas montadoras de automóveis no Brasil. O Taylorismo, o Fordismo, o Modelo Japonês e a Lean Production são analisados enquanto quadros de representação da eficiência produtiva utilizados por tomadores de decisão nas empresas. Enquanto tal, esses modelos difundem-se, institucionalizam-se e tornam-se referências consideradas legítimas para as decisões organizacionais. A perspectiva histórico-conceitual adotada permite apontar o papel desempenhado por modelos institucionalizados enquanto referenciais para a tomada de decisão.
Título em inglês
Production models, models production: a contribution for analysis of genesis, logics and diffusion of the japanese model production.
Palavras-chave em inglês
Automobile industry
Lean production
Models
Production
Resumo em inglês
This thesis analyzes the historical process by which models for production organization are generated, consolidate, and disappear or are transformed in the field of Production Engineering. This encompasses, at the same time, the process through which the way of thinking as well the methodology of Production Engineering is developed. Following a literature review of continuity versus change in production models since the onset of Japanese practices, an historical and conceptual discussion is made regarding the genesis and diffusion of the classical model, the logic and practice developed in Japan and the exhaustion of the classical model. Finally, the process of building a new model in the West, from practices identified in Japan, is analyzed. The argument is illustrated through interviews with decision makers in automotive companies in Brazil. Taylorism, Fordism, Japanese model and Lean Production are analyzed while framework of representation of efficiency used by decision makers in companies. As such, these models diffuse, institutionalize, and become legitimate references for organizational decisions. The adopted historical and conceptual perspective allows to point out the role of institutionalized models as reference for decision making. The effects of institutionalization are discussed, indicating risks, for analysts and practitioners, of not understanding what is in fact changing in the field. Differences between change processes in the West and in Japan are pointed out.The conceptual distinction between models and practices is emphasized both as a fundamental issue in order to understand the actual transformations in plants and as a necessary condition for developing strategies of change with real possibilities of success.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MauroZilbovicius_T.pdf (15.32 Mbytes)
Data de Publicação
2017-07-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.