• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.3.2016.tde-28092016-112348
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Kazuo Ikenami
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Salerno, Mário Sérgio (Presidente)
Gomes, Leonardo Augusto de Vasconcelos
Oliveira, André Ribeiro de
Título em português
A abordagem "ecossistema" em teoria organizacional: fundamentos e contribuições.
Palavras-chave em português
Ecossistema
Empreendedorismo
Gestão da inovação
Mercados dinâmicos
Organização (Administração)
Startups
Teoria organizacional
Resumo em português
Este trabalho teve por objetivo avançar no entendimento acerca do constructo "ecossistema" quando aplicado na área da teoria organizacional, especificamente dentro do campo da gestão da inovação. A investigação desse termo foi considerada importante por despertar o interesse tanto da comunidade científica quanto dos empreendedores. Após uma revisão de literatura com as principais publicações sobre esse tema, percebeu-se que essa abordagem utilizava conceitos de outras teorias, principalmente da teoria de sistemas, cadeia de valor e teoria de rede. A partir dessa constatação, o estudo chegou a seguinte questão de pesquisa: "Como a abordagem de Ecossistema explica - de maneira original em relação à cadeia de valor e a teoria de rede - a atividade empreendedora de base tecnológica em sua fase nascente?". Dessa discussão, intuiu-se que a lógica de ecossistema propiciava maiores benefícios em momentos de instabilidade de um empreendimento, onde o caminho a ser perseguido era incerto. Essa característica, se confirmada seria de particular proveito para os empreendimentos inseridos nos chamados mercados dinâmicos, que são ambientes constantemente envoltos em incertezas. A fim de testar essa hipótese, foram formuladas quatro proposições: (P1) A lógica de ecossistema tem boa aderência em empreendimentos nascentes, pois ela consegue adaptar-se às mudanças que não foram previstas no escopo inicial do planejamento; (P2) A cadeia de valor, pelo fato de não considerar atores complementadores perde capacidade de avaliar um empreendimento em fase inicial; (P3) A cadeia de valor, por se tratar de uma ferramenta de análise de melhoria contínua, tem dificuldades para lidar com mudanças disruptivas, que altere seu estado estável; (P4) O mapeamento de uma rede pode ser difícil e custoso, dificultando sua execução prática. A investigação dessas proposições foi conduzida por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas com quatro empresas nascentes de base tecnológica. Em relação à proposição (P1), concluímos que além da adaptação esperada da abordagem ecossistema perante as mudanças ocorridas na trajetória planejada do empreendimento, o ecossistema consegue ainda sugerir que metas concretas a serem perseguidas pelo empreendimento a fim de conseguir sobreviver e evoluir para os próximos estágios. A proposição (P2) também foi confirmada na pesquisa de campo, sugerindo que os atores complementadores são sim de relevância significante para que o cliente reconheça valor à oferta da firma focal. Além disso, esta pesquisa sugere ainda que de todos os complementos da sua oferta, devem ser monitorados com especial cuidado aqueles que estão na fronteira da inovação tecnológica. A proposição (P3) não pode ser verificada neste trabalho e a proposição (P4) precisa de maior verificação para uma conclusão segura. A pesquisa conclui com um posicionamento otimista em relação à abordagem "ecossistema", acreditando ser uma abordagem promissora para o gerenciamento de empreendimentos inseridos em ambientes de alta velocidade. Por se tratar de um estudo exploratório, sugere que as investigações não se encerrem neste trabalho, apresentando por fim alguns caminhos que podem ser aprofundados.
Título em inglês
The "ecosystem" approach in organizational theory: foundations ans contributions.
Palavras-chave em inglês
Dynamic markets
Ecosystem
Entrepreneurship
Innovation management
Organizational theory
Startups
Resumo em inglês
This dissertation is an attempt to push forward the knowledge boundary concerning the construct "ecosystem" placed in the organizational theory, precisely within the innovation management field. The investigation was considered important because it arouses the interest both of the scientific community than the managers and entrepreneurs. After the literature review, which included the most important publications about the theme, it came to our sight that this approach use concepts of different theories, mainly the system theory, the value chain and the network theory. Along with this finding, this study arrive to the following research question: "How does the Ecosystem approach explains - in an original basis facing the value chain and the network theory - the entrepreneurship activity in technological startups?". From this debate, an insight sparkles, saying that the ecosystem logic offers more benefits during the instability phases of a business, when the way to follow is uncertain. This feature, assuming to be right, would be particular useful for organizations placed in dynamic markets, which are environments surrounded by uncertainties. In order to test this hypothesis, four propositions were formulated: (P1) The ecosystem logic has good adherence in startups, because it can adapt to the changes that were not expected in the first planning scope; (P2) because the value chain do not consider the complementors, it loses capability to evaluate a business startup; (P3) the value chain is a tool for continuous improvement , and therefore, have difficulties to deal with disruptive changes that modifies an organization stable state; (P4) mapping a network is complex and costly, hampering its practical execution. The investigation of these propositions was conducted through semi structured interviews performed with four startups. Concerning to the proposition (P1), we concluded that beyond the adaptation expected in the first place, the ecosystem can also suggest objective goals to be chased so that the ecosystem can survive and evolve to the next stage. The proposition (P2) was also confirmed in the field research, suggesting that the complementors have significant relevance on the client's value perception regarding the focal firms' offer. Besides, this research also proposes that not every complementors should be tracked from the focal firm, but only the ones that are at the technological innovation boundary edge. The proposition (P3) couldn't be verified in this study while the proposition (P4) needs more investigation to a reliable conclusion. The research concludes with a positive perspective about the ecosystem, believing it is a promising approach for organizations residing in high velocity markets. Since this is an exploratory study we strongly suggest that the investigations do not end in this dissertation, where is presented some possible paths so that this work can be continued.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-09-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.