• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.3.2017.tde-28032017-112527
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Kamekichi Ohnuma
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Cardoso, Francisco Ferreira (Presidente)
Assumpcao, Jose Francisco Pontes
Silva, Sergio Alfredo Rosa da
Título em português
Modelo de processos para a gestão de subempreiteiros : estudo de casos em empresas construtoras de edifícios.
Palavras-chave em português
Construção civil
Edificações
Empresas
Estrutura organizacional
Resumo em português
Sob a ótica das empresas construtoras, a evolução do setor da construção civil e, particularmente da construção de edifícios, tem sido caracterizada pela necessidade de um melhor tratamento da interface cliente-fornecedor, seja em um ambiente inter-organizações (empresa construtora com seus fornecedores de materiais, de serviços de execução, de projetos etc.) seja em um ambiente intra-organização (entre os departamentos/funções da empresa). De fato, ao atuar na sua interface com seus fornecedores, a empresa construtora consegue melhor responder a diferentes critérios competitivos que permitem que ela se imponha face a seus concorrentes, num mercado cada vez mais disputado (qualidade, custos, prazo, tecnologias etc.). Dentre esses fornecedores, os de serviços de execução ou subempreiteiros aparecem como tendo um papel cada vez mais importante, devido a uma tendência marcante no sub-setor pela subcontratação de tais serviços. Nesse contexto de mudança de paradigmas, a busca por uma integração interna na empresa entre os diversos processos (ou departamentos) envolvidos no relacionamento com estes fornecedores acaba sendo uma condição a ser alcançada para que as empresas consigam melhorias (de qualidade, produtividade etc.) na forma de gestão dos subempreiteiros (SEs). O presente trabalho objetiva assim propor um Modelo de Processos para a Gestão de Subempreiteiros (MPGSEs) voltado às empresas construtoras de edifícios. Toda a pesquisa ocorre com base numa revisão bibliográfica e em três estudos de caso realizados em empresas construtoras. Num primeiro momento, focam-se os principais conceitos envolvidos na gestão por processos, comparando-a à pratica corrente de uma empresa estruturada por departamentos. Realiza-se também um estudo dos principais motivos que têm levado as empresas construtoras a adotarem a estratégia da subcontratação dos serviços de execução.Finalmente, são discutidas as principais atividades envolvidas numa gestão de SEs com o propósito de se estruturar um modelo de gestão, abrangendo o planejamento, a contratação e o gerenciamento da produção. A pesquisa revela que há em evidência nas empresas construtoras pesquisadas uma sistemática na forma de gestão dos SEs, principalmente em decorrência da implementação de sistemas de gestão da qualidade com base na série de normas NBR ISO 9000. No entanto, observa-se que ainda existe a possibilidade da proposição de melhorias, seja na compatibilização entre os processos de macroplanejamento & orçamento da obra, de seleção para contratação, de controle da qualidade e de medição dos serviços, ou numa definição mais clara entre as atribuições/responsabilidades que estejam envolvidas no processo de produção.
Título em inglês
Process model for the management of subcontractors
Palavras-chave em inglês
Building
Construction companies
Management
Subcontractor
Resumo em inglês
For the general contractor companies, the evolution of the Brazilian's building construction sector has been characterized by the need of a better treatment of the interfaces client-supplier. This concerns as well the inter-organizational environment (general contractor company with its suppliers, subcontractors, designers etc.) as the intra-organization environment (with regard to the company's departments). In fact, by improving the interfaces thanks to a functional integration with its suppliers, the general contractor company gets better to answer to different competitive approaches than its competitors, in a more and more disputed market (by quality, costs, time, technologies etc.). Furthermore, in the deeply changing scenario presently faced by the building sector actors, subcontractors become one of the main agents for such companies. In this context of news paradigms, this research aims to provide a better understanding of the internal functional integration's concerning the several processes (or departments) involved in the relationship of the general contractor company with its subcontractors. This integration is a new condition to be reached for the companies that are looking for improvements (of quality, productivity etc.) in the subcontractors' management. In this scenario, this work proposes a Process Model for the Management of Subcontractors to be used by general contractor companies. The study is based on a literature review and also on a case study which illustrates how this practice is conducted in three building companies working in Sao Paulo - Brazil. Firstly, the discussion presented is about the process management concepts and its perceptions linked with departmental organizational structures aspects. Another point of the investigation that was approached concerns the best way to understand the strategy of subcontracting, which has been adopted by many construction building companies in Brazil and elsewhere.Finally, the main activities involved in the subcontractors' management are discussed with the purpose of structuring a flow management model. This one involves all the steps of the planning, the procurement and the production control process. The research reveals that, in the three general contractor companies investigated, there is a systematic practice concerning subcontractors' management, mainly due to the implementation of quality management systems (based on the ISO 9000 standards). However, it has been observed that the possibility of the proposition of improvements still exists, regarding the integration among the general planning and the budget process with the procurement process, as well as the lack of harmony between the quality control process and the payment process, or thanks to a clearer responsibility definition among the agents that are involved in the production process as a whole.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-03-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.