• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.3.2006.tde-09032007-163934
Documento
Autor
Nome completo
Aline Akabochi Fabreti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Piveli, Roque Passos (Presidente)
Gonçalves, Ricardo Franci
Reali, Marco Antonio Penalva
Título em português
Pós-tratamento de efluente de lagoa de estabilização através de processo físico-químico.
Palavras-chave em português
Processo físico-químico
Tratamento de esgoto
Resumo em português
Neste trabalho estudou-se o pós-tratamento de efluente de lagoa anaeróbia e lagoa facultativa por processo físico-químico à base de coagulação, floculação e separação sólido-líquido. A motivação principal para o desenvolvimento da pesquisa foi a dificuldade que os sistemas de lagoas de estabilização apresentam para atender aos limites de qualidade da água impostos pela Resolução Nº 357/2005 do CONAMA para os corpos receptores. Os efluentes de lagoa anaeróbia e lagoa facultativa utilizado nesta pesquisa são provenientes da Estação de Tratamento de Esgoto de Lins-SP. Para o pós-tratamento utilizou-se um sistema de fluxo contínuo, em escala piloto, de coagulação, floculação e decantação lamelar ou flotação com ar dissolvido para a separação de sólidos, determinando-se dosagens prévias de sulfato de alumínio ou cloreto férrico em ensaios em escala de laboratório. Após a escolha da dosagem a ser trabalhada em escala piloto, foram feitas seis repetições para cada dosagem, variando o tipo de efluente, o tipo de coagulante, o processo de separação sólido-líquido. Através dos processos testados foi possível remover fósforo de forma a obter-se concentração da ordem de 1,0 mg P/L. Utilizando a dosagem de 24 mg Al/L no tratamento do efluente da lagoa facultativa, este processo obteve os melhores resultados de remoção de DQO, SST, Clorofila a e coliformes, além de ter apresentado bons resultados de remoção de fósforo. O pós-tratamento físico-químico aplicado ao efluente da lagoa anaeróbia também apresentou boa eficiência na remoção de fósforo, na utilização do sulfato de alumínio tanto na flotação quanto na sedimentação atingiu valores em torno de 0,2 mg P/L. Este estudo permite ainda concluir que o tratamento do efluente da lagoa anaeróbia por processo físico-químico é mais eficiente com relação a remoção de fósforo e menos oneroso que se aplicado ao efluente da lagoa facultativa. Porém a maior eficiência na remoção de DQO e patogênicos ocorreram no pós-tratamento do efluente da facultativa.
Título em inglês
Post-treatment of stabilisation pond effluent by physico-chemistry process.
Palavras-chave em inglês
Physico-chemistry process
Wastwater treatment
Resumo em inglês
It was studied in this paper the anaerobic and facultative pond effluent post-treatment through physico-chemical process based on coagulation, flocculation and solid-liquid separation. The main motivation to develop such research was the difficulty that the stabilization pond systems present to be in accordance with the limits of water quality imposed by Resolution number 357/2005 of Brazilian Federal Environmental Council Legislation to receiving bodies. The anaerobic and facultative pond effluents used in this survey come from Sanitary Wastewater System from Lins-SP. For post-treatment was used a continuous flow system, in a pilot scale of coagulation, flocculation and multiple-tray clarification or dissolved air flotation to separate solids, by determining previous dosages of alum or ferric chloride in experiences in laboratory scale. After the dosage choice to be worked in a pilot scale were made six repetitions for each dosage, varying the effluent type, the kind of coagulant and solid-liquid separation process. Through tested processes it was possible a phosphorus removal in order to get a concentration around 1,0 mg P/L. By making the use of 24 mg Al/L dosage on the facultative pond effluent treatment this process got the best removal results of COD, TSS, chlorophyl A and coliforms, yet having presented good results on phosphorus removal. The physico-chemical post-treatment given to anaerobic pond effluent also presented a good efficiency regarding to phosphorus removal, by using alum both in the flotation and sedimentation reached values around 0,2 mg P/L. This search also allows us to conclude that the anaerobic pond effluent treatment through physicochemical process is more efficient relating to phosphorus removal and less harmful than that applied to facultative pod effluent. But, the greatest efficiency on COD and pathogenic removal occurred in the facultative effluent post-treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-03-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.