• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.3.2009.tde-01072009-142706
Documento
Autor
Nombre completo
Marcelo Mattos de Castro de Aragão
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2009
Director
Tribunal
Botter, Rui Carlos (Presidente)
Lima Júnior, Orlando Fontes
Mendes, André Bergsten
Título en portugués
Caracterização e dimensionamento de um sistema de cabotagem industrial.
Palabras clave en portugués
Cabotagem
Logística
Simulação
Resumen en portugués
Surgiu em 2003 no Brasil uma modalidade de transporte aquaviário, destinada à movimentação de madeira na costa do país, cuja frota de embarcações navega entre dois portos, geralmente com carga em um sentido e vazio em outro. Esta modalidade permite a operação com um pequeno tempo de parada nos portos, operando com poucas interrupções e movimentando expressiva demanda. Dado que a frota serve exclusivamente a uma empresa e a uma carga homogênea denominouse esse sistema como cabotagem industrial. No Brasil atualmente três empresas operam na cabotagem industrial: Aracruz Celulose, Veracel e Arcelor Mittal Tubarão, empresas estas que serviram de base para delinear o presente trabalho, cujo principal propósito consiste em examinar as premissas básicas desde a elaboração do projeto até a implantação do sistema de cabotagem industrial, fornecendo diretrizes básicas para a adoção e utilização deste sistema de transporte. A premissa fundamental deste sistema é basicamente a substituição de um transporte puramente rodoviário por outro em que as pontas, quando rodoviárias, são menores, menos significativas em relação aos custos envolvidos e aos impactos gerados no tráfego de caminhões por rodovias estaduais e federais, quando comparadas ao sistema original, além de impactos ambientais. Para a realização do trabalho foi utilizada a abordagem do enfoque sistêmico, onde o sistema foi dividido em diversos subsistemas, e após a determinação das diretrizes e fatores críticos da cabotagem industrial, identificou-se que a principal dificuldade está relacionada com o dimensionamento do sistema, por envolver inúmeras atividades complexas e aleatórias. Com o intuito de se atenuar esta dificuldade, desenvolveu-se um modelo de simulação como ferramenta de auxílio à decisão no que tange ao dimensionamento do sistema. Além disso, foram avaliados os casos existentes, e nestes identificou-se ganhos oriundos da implementação da cabotagem industrial, tais como: reduções do tráfego nas estradas, dos índices de acidentes, nos custos de transporte, nas emissões de gases poluentes, além da economia com combustível. Adicionalmente, esse sistema apresentou um melhor histórico de sinistro e de integridade de carga, quando comparado ao transporte rodoviário.
Título en inglés
Characterization and sizing of a industrial short sea system.
Palabras clave en inglés
Closed cycle
Industrial short sea
Logistics
Simulation
Sizing
Resumen en inglés
It appeared in 2003, in Brazil, a modality of waterway transport, intended for the wooden transport at the Brazilian coast, which fleet of vessels navigates between two ports, full in one direction and empty in the other one. This modality has as characteristics a low time at the ports, operating with few interruptions and transporting a huge demand. Once that the fleet is used exclusively by a company and the cargo is homogenous, this system is called industrial short sea. In Brazil, nowadays, three companies operate in the industrial short sea: Aracruz Cellulose, Veracel and Arcelor Mittal Tubarão. These companies have been used as source of information to delineate the present study, which intends to analyze the basic premises since the elaboration of the project until the implementation of the industrial short sea system, supplying basic guidelines for the adoption of this transport system. The main premise of this system is the substitution of one purely road transport for another one where the distance between the extremes, when road, are lower, less significant in relation to the involved costs and the traffic of trucks at the state and federal highways, when compared with the original system. This study has utilized the systemic approach, dividing the system in several subsystems, and after the determination of the guidelines and critical factors of the industrial short sea, it was identified that the main difficulty is related with the sizing of the system, because of the uncountable complex and random activities. With the intention of attenuating this hassle, simulation software was developed as a support tool to the decision regarding the sizing of the system. Moreover, case studies have been analyzed, and it has been found vantages when industrial short sea was adopted, such as reduction of: road traffic, road accident rate, transport costs, emission of pollutant gases and fuel expenditure. Additionally, this system has presented a better description concerning theft and cargo integrity, when compared with the road transport.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2009-07-07
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.