• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.3.2018.tde-27042018-091442
Document
Auteur
Nom complet
Thomás Migliorini Covello
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2018
Directeur
Jury
Maranhão, Flávio Leal (Président)
Andery, Paulo Roberto Pereira
Fajersztajn, Hermes
Titre en portugais
Implantação de sistema de produção ritmada em obra de infraestrutura.
Mots-clés en portugais
Construção civil (Aspectos administrativos)
Sistemas de produção
Resumé en portugais
A Construção Civil responde por grande consumo de recursos humanos, materiais e equipamentos, porém o modelo tradicional de gestão das construtoras baseia-se em processos simples de conversão associados a grandes desperdícios, perdas de produtividade e atrasos. A adoção de fluxo contínuo de atividades é uma alternativa para melhorar os processos de um projeto e pode ser alcançada através da utilização de um sistema de produção ritmada, gerando vantagens competitivas às construtoras. Em obras de infraestrutura, devido à complexidade dos projetos e a dificuldade em estabelecer elementos repetitivos, a implantação de tal sistema de produção é pouco comum. Este trabalho tem como objetivos: avaliar criticamente a implantação de um sistema de produção ritmada em uma obra de infraestrutura, relacionar os desafios encontrados no processo, verificar evoluções de produtividades e de aderência ao planejamento ao longo do projeto e demonstrar que a produção ritmada é capaz de atender diversos princípios da filosofia lean construction. A metodologia adotada foi a de revisão bibliográfica de sistemas de produção, filosofia lean e lean construction, com alguns exemplos de aplicações práticas, seguida do estudo de caso da obra de construção de uma estação de Metrô em São Paulo. Na obra em questão foi adotado um método consistindo em levantamento de informações, identificação de elementos repetitivos, definição de seções de construção, determinação de ritmo de trabalho, planejamento de atividades, programação, acompanhamento e controle. Este trabalho conclui que o sistema de produção ritmada, assim como o método apresentado, pode ser implantado em outras obras de infraestrutura. As vantagens do sistema estão no aumento da produtividade das equipes de armação e forma, crescimento da aderência ao planejamento, melhoria de acompanhamento e controle da execução, melhor integração entre os diferentes departamentos da construtora e nova organização de trabalho com encarregados multidisciplinares. Como avanços a serem implantados têm-se: adoção do sistema em fases anteriores do empreendimento, uso do Building Information Modeling (BIM) e desenvolvimento da integração da construtora com fornecedores e clientes.
Titre en anglais
Implementation of rythmical production system in a infrastructure project.
Mots-clés en anglais
Lean construction
Production management
Rhythmic production system
Resumé en anglais
Civil construction industry responds to a high consumption of human, material and equipment resources, but the traditional model of construction management is based on simple conversion processes associated with large wastes, productivity losses and delays. The adoption of continuous flow of activities is an alternative to improve the processes of a project and can be achieved by using a rhythmic production system, creating competitive advantages to construction companies. In infrastructure, due to the complexity of the projects and the difficulty in establishing repetitive elements, the implementation of such system is uncommon. The objective of this work is to critically evaluate the implementing of a rhythmic production system in an infrastructure project, to relate the challenges faced during the process, to verify evolutions of productivities and of adherence to the planning throughout the project and to show that this system can meet various principles of lean construction philosophy. The methodology adopted was literature review of production systems, lean philosophy and lean construction, with some examples of practical application, followed by a case study of the construction of a subway station in São Paulo. In the project studied a method was adopted consisting in information gathering, identification of repetitive elements, definition of construction sections, determination of work rhythm, activities planning, programming, monitoring and control. This work concludes that the rhythmic production system, as well as the presented method, can be implemented in other infrastructure projects. The advantages of the system are increased productivity of steel assembly and framing teams, growth of adherence to planning, improved follow-up and control of execution, better integration between different departments of the construction company and new work organization with multidisciplinary managers. As advances to be implemented are: adoption of the system in previous phases of the project, use of Building Information Modeling (BIM) and development of the contractor's integration with suppliers and customers.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2018-04-27
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.