• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.39.2016.tde-05042016-074915
Documento
Autor
Nome completo
Renata Alvares Denardi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Correa, Umberto Cesar (Presidente)
Moreira, Alexandre
Ré, Alessandro Hervaldo Nicolai
Tani, Go
Ugrinowitsch, Herbert
Título em português
A decisão da largada do levantador do voleibol na perspectiva de dinâmica ecológica
Palavras-chave em português
Bola de segunda
Habilidade motora
Interações espaço-temporais
Tomada de decisão
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi investigar a decisão do levantador do voleibol de largar a bola no campo adversário no segundo toque, com base em variáveis espaço-temporais que refletem a interação jogador-ambiente de jogo. Foram filmados 20 jogos de voleibol (10 masculinos e 10 femininos) do Campeonato Paulista - divisão I (2013), dos quais foram selecionadas 172 sequências de jogadas de levantadores, sendo 86 largadas e 86 levantamentos (controle). Os deslocamentos dos jogadores foram capturados pelo software TACTO, desde o início do passe até o contato do levantador com a bola. Foram consideradas 37 variáveis (espaço-temporais) para análise por meio da MANOVA, sendo estas resultantes das seguintes medidas: (i) distância do levantador à rede; (ii) distância percorrida pelo levantador para chegar até à bola; (iii) distância do passe; (iv) área adversária; (v) distância entre os bloqueadores; (vi) distância entre o levantador e os bloqueadores; e (vii) distância dos bloqueadores à rede. Quando pertinente, foram observadas as respectivas velocidades e variabilidades dessas medidas. Uma análise complementar buscou compreender a natureza das largadas, por meio de comparações relativas à sua efetividade, sua ocorrência nas diferentes transições do rali, o tipo de largada e largadas executadas por homens e mulheres. Os resultados revelaram que largadas diferiram de levantamentos em relação às seguintes variáveis que envolviam o time atacante: distâncias inicial e final do levantador à rede, distância e velocidade de deslocamento do levantador para chegar até à bola, e velocidade do passe. Em relação ao time adversário, as variáveis foram apenas espaciais: área final e distância final entre o levantador e os bloqueadores. Concluiu-se que variáveis espaço-temporais que refletem as interações dos jogadores no jogo de voleibol foram cruciais para a tomada de decisão de largar do levantador. Foi destacada a relação entre os dois times e a importância dessas interações também nas duas fases de transição do rali. Interações espaciais foram críticas para determinar o tipo de largada que seria utilizado. E ainda, interações interpessoais e extrapessoais influenciaram a decisão de largar
Título em inglês
The volleyball setter's decision-making of tipping in the ecological dynamics
Palavras-chave em inglês
Decision-making
Motor skill
Spatiotemporal interactions
Tip
Resumo em inglês
This study aimed to investigate the volleyball setter's decision-making of tipping based on spatiotemporal variables involving the interaction between players and their game environment. Twenty volleyball games (10 male and 10 female) of the Paulista championship - division I (2013) were recorded, from which 172 actions of the setters were selected. The actions were 86 tips and 86 sets (control group). Players' displacements were captured using TACTO software, from the beginning of the pass to the contact of the setter to the ball. Thirty-seven spatiotemporal variables were considered in a MANOVA analysis. They were extracted from the follow measures: (i) distance between the setter and the net; (ii) distance between the setter and the ball; (iii) pass distance; (iv) area between opponents; (v) distance between blockers; (vi) distance between the setter and the blockers; (vii) distance between the blockers and the net. When appropriate it was considered the velocity and variability of these measures. Complementary analysis aimed to understand the tips, comparing its effectiveness, its occurrence in different rally transitions, types of tips and tips according to sex. Results revealed that tips and sets were different according these spatiotemporal variables of the attacking team: initial and final distances between the setter and the net, distance and velocity between the setter and the ball, and pass velocity. Only spatial variables related to the defending team were significant: final area and final distance between the setter and the blockers. In conclusion, spatiotemporal interactions involving the players' behavior in the game environment were crucial for setter's decision-making of performing the tip. The relation between the two teams and the importance of their interactions were highlighted also in the two phases of rally transition. Spatial interactions were critical to determine the type of tip. Moreover, interpersonal and extrapersonal interactions influenced this specific setters' decision
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-04-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.