• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2005.tde-10052006-100037
Documento
Autor
Nome completo
Suzete dos Anjos Calvete
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Teixeira, Luzimar Raimundo (Presidente)
Damaso, Ana Raimunda
Tricoli, Valmor Alberto Augusto
Título em português
"Estudo das capacidades motoras de adolescentes obesos"
Palavras-chave em português
flexibilidade
força
medidas e avaliação
obesidade
Resumo em português
O objetivo do estudo foi analisar a força muscular e a flexibilidade de adolescentes obesos, com idade entre 15 e 18 anos. Para tanto, a amostra foi constituída de 179 adolescentes, sendo 85 obesos e 94 eutróficos, de ambos os gêneros. Foram realizadas as medidas de massa corporal e estatura. Para classificar obesidade e eutrofia foram adotados como referência os valores de corte do índice de massa corporal proposto por MUST, DALLAL e DIETZ (1991). A avaliação das capacidades motoras constou dos testes de preensão manual, abdominal modificado, flexão e extensão dos braços em suspensão na barra e oito medidas de flexibilidade com o fleximeter. Os principais resultados demonstraram que os adolescentes obesos, quando comparados aos adolescentes eutróficos de mesma faixa etária e gênero, apresentaram valores inferiores com diferenças significantes na força/resistência da região abdominal, na força/resistência dos membros superiores e na flexibilidade dos movimentos de flexão do quadril e flexão do joelho (p≤0,05). Não houve diferenças significantes na força de preensão manual e na flexibilidade dos movimentos de flexão lateral da coluna cervical, flexão/extensão do tronco, abdução do ombro, abdução do quadril, flexão plantar e dorsal do tornozelo (p≤0,05). Conclui-se que a obesidade influenciou, negativamente, somente nas tarefas motoras em que a própria massa corporal se constituiu em uma resistência natural ao esforço e na amplitude de movimento de regiões corporais em que o acúmulo de massa de gordura corporal foi maior.
Título em inglês
STUDY OF MOTOR CAPACITIES OF OBESE ADOLESCENTS
Palavras-chave em inglês
flexibility
measurement and assessment
obesity
strength
Resumo em inglês
The aim of the study was to analyse the muscular strength and the flexibility in obese adolescents between 15 and 18 years of age. In order to do so, the sample was comprised of 179 adolescents: 85 obese and 94 eutrophic, of both genders. The body mass and height were measured. To classify obesity and eutrophy, the cut-off values of body mass index proposed by MUST, DALLAL and DIETZ (1991) were adopted. The evaluation of the motor capacities consisted of the following tests: handgrip, modified sit-up, modified pull-up and eight measures of flexibility with the fleximeter. The main results demonstrated that the obese adolescents, when compared to the eutrophic adolescents of the same age group and gender, presented inferior values with significant differences in the abdominal muscular endurance, upper limb muscular endurance and in the flexibility of hip flexion and knee flexion movements (p≤0.05). No significant differences in the handgrip strength and in the flexibility of cervical spine lateral flexion, flexion and extension trunk, shoulder abduction, hip abduction, ankle flexion and extension movements (p≤0.05). We concluded that obesity had a negative influence only on the motor tasks in which the body mass itself represented a natural resistance to the effort and in the range of motion of body areas in which the accumulation of body fat mass was larger.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
1_Capa.pdf (74.02 Kbytes)
siginifica que o arquivo pode ser somente acessado dentro da Universidade de São Paulo.
Data de Publicação
2006-05-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.