• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2007.tde-14112007-104704
Documento
Autor
Nome completo
Ivan Wallan Tertuliano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Correa, Umberto Cesar (Presidente)
Benda, Rodolfo Novellino
Meira Junior, Cassio de Miranda
Título em português
Estrutura de prática e freqüência de feedback extrínseco na aprendizagem de habilidades motoras
Palavras-chave em português
Aprendizagem motora
Estrutura de prática
Freqüência de feedback
Processo adaptativo
Resumo em português
O objetivo desse estudo foi investigar os efeitos de diferentes estruturas de prática e freqüências de fornecimento de feedback na aprendizagem de habilidades motoras. Foram participantes 144 crianças entre 11 e 12 anos de idade. A tarefa foi o saque por cima do voleibol, executada com o objetivo de fazer com que a bola acertasse o centro de um alvo redondo localizado no lado oposto da quadra. As crianças foram distribuídas em oito grupos que resultaram da combinação das práticas constante, aleatória, constante-aleatória e aleatória-constante com as freqüências de fornecimento de feedback, 100% e 33%. O feedback utilizado foi o conhecimento de performance (CP), sendo que o mesmo foi baseado em uma lista de hierarquia de fornecimento de CP. O estudo envolveu duas fases experimentais: estabilização e adaptação, com a execução de 130 e 30 tentativas, respectivamente. Na fase de estabilização foi manipulada a variável independente ? tipo de prática e freqüência de CP ?, sendo que a prática aleatória foi manipulada em termos de diferentes regiões do saque. As variáveis dependentes referiram-se à pontuação relativa à meta do saque e ao padrão de movimento. Utilizou-se para análises intragrupo o teste de Friedman e para as análises entre grupos o teste Kruskal Wallis. Os resultados mostraram que não houve melhora no desempenho durante a fase de estabilização e que na fase de adaptação o desempenho de todos os grupos foi piorado. Sendo assim, os resultados não permitem concluir sobre os efeitos de diferentes estruturas de prática e freqüências de feedback extrínseco, uma vez que não foi observada a aprendizagem do saque por cima do voleibol
Título em inglês
Practice schedule and extrinsic feedback frequency in motor skill learning
Palavras-chave em inglês
Adaptive process
Frequencely of feedback
Motor learning
Practice schedule
Resumo em inglês
The purpose of this study was to investigate the effects of different practice schedules and different frequencies of external feedback in the motor skills learning. Participated in the study 144 children with ages between 11 and 12 years the took was the overhead serve of volleyball, which was performed with the objective of making the ball hit the center of a round target placed on the opposing court. The children were distributed in eight groups that resulted of the combination of the constant, random, constant-random, and random-constant practices schedules with the feedback frequencies of 100% and 33%. Knowledge of performance (KP) was used, and it was based on a hierarquy list of KP. The study involved two experimental phases: stabilization and adaptation, with 130 and 30 trials, respectively. In stabilization phase the independent variables ? practice schedule and KP frequency -, being that practice variability was in terms of different serving regions. Dependent variables were related to target accuracy and pattern of movement. The Friedman?s test was used for intragroup analyses and the Kruskal Wallis test for the comparisons between groups. The results showld that there isn?t improvement in the performance during the stabilization phase, and in the adaptation phase the performance of all groups was worsed. Therefore, the results not permit conclued about the effects of different practice schedules and KP frequencies, seen that was not observed the learning of the It was also observed the learning of the overhead serve in voleyball
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Agradecimentos.pdf (8.72 Kbytes)
Anexos_completo1.pdf (75.40 Kbytes)
Capa.pdf (3.59 Kbytes)
dissertacaocorrigida.pdf (515.31 Kbytes)
Folhaderosto.pdf (4.06 Kbytes)
Data de Publicação
2007-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.