• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.39.2009.tde-22062012-103944
Documento
Autor
Nome completo
Hamilton Augusto Roschel da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Tricoli, Valmor Alberto Augusto (Presidente)
Aoki, Marcelo Saldanha
Lancha Junior, Antonio Herbert
Santos, Ronaldo Vagner Thomatieli dos
Uchida, Marco Carlos
Título em português
Efeito agudo de diferentes velocidades de exercício excêntrico na sinalização da hipertrofia muscular
Palavras-chave em português
Isocinético
mTOR
Treinamento de força
Resumo em português
Atualmente, alguns pesquisadores tem se dedicado ao estudo do efeito da manipulação do treinamento de força sobre a ativação das vias de sinalização intracelular para hipertrofia. Tem-se sugerido que o grau de tensão muscular desempenhe um papel importante nesta sinalização. Dentre os diferentes tipos de ações musculares, as ações excêntricas (AE) reconhecidamente proporcionam maior grau de tensão à estrutura do músculo esquelético. Em particular, AE de alta velocidade parecem exercer um efeito interessante sobre os ganhos de hipertrofia muscular. Porém, pouco se sabe sobre o efeito da manipulação da velocidade sobre as vias de sinalização da hipertrofia. Assim, o presente estudo teve como objetivo verificar o efeito agudo da AE de alta e baixa velocidade sobre a sinalização para hipertrofia muscular. Vinte sujeitos foram aleatoriamente divididos em dois grupos. Um realizou cinco séries de oito AE máximas à 20º/s (EXC20) e o outro à 210o/s (EXC210) do exercício extensão de joelhos. Amostras do músculo vasto lateral foram obtidas antes, imediatamente após e duas horas após o exercício. As análises de quantificação protéica de Akt e p70S6K totais não apresentaram diferenças significantes intra ou inter grupos. A avaliação da fosforilação das mesmas proteínas revelou um efeito principal de tempo, indicando um aumento da fosforilação nos tempos imediatamente após e duas horas após o término do exercício em relação à amostra controle (p<0,05), porém não foram observadas diferenças entre os grupos. Para os dados de expressão gênica de MGF e mTOR, não foram observadas diferenças intra ou inter grupos. Em conclusão, a manipulação aguda da velocidade das AE parece não influenciar a fosforilação ou expressão gênica das proteínas em questão
Título em inglês
Effect of an acute bout of eccentric exercise at Different velocities on muscle hypertrophy signaling
Palavras-chave em inglês
Isokinetic
mTOR
Strength training
Resumo em inglês
Recently, many studies have focused on the effects of strength training variables manipulation on the activation of intracellular signaling pathways for skeletal muscle hypertrophy. It has been suggested that the muscle tension plays a major role in such process. Eccentric muscle actions (EE) are notorious for imposing a greater amount of tension on the active muscle. In particular, EE performed at high velocities seems to exert an interesting effect on hypertrophy gains. However, little is known about the effect of EE velocity manipulation on hypertrophy pathways signaling. Thus, the present study aimed to investigate the acute effect of low and high velocity EE on muscle hypertrophy signaling. Twenty subjects were randomly assigned to either a slow velocity group 20o/s (ECC20) or fast group 210o/s (ECC210). Muscle biopsy samples were taken before, immediately after and two hours after the completion of five sets of eight maximal repetitions at the designated velocity, knee extension exercise. Akt and p70S6K analysis did not reveal any differences inter or intra groups. Akt and p70S6K phosphorylation results indicated a main effect for time (p<0,05), with increased phosphorylation values for immediately after and two hours after time points in comparison to control samples. MGF and mTOR mRNA analysis did not return any inter or intra groups differences. In conclusion, the acute manipulation of EE velocity does not seem to differently influence the phosphorylation or expression of the proteins studied
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-06-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.