• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.39.2016.tde-23112016-103503
Documento
Autor
Nome completo
João Paulo dos Anjos Souza Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Forjaz, Cláudia Lúcia de Moraes (Presidente)
Barros, Mauro Virgilio Gomes de
Basso, Luciano
Fermino, Rogério César
Gualano, Bruno
Título em português
Risco cardiovascular, atividade física e aptidão física: associações, agregação familiar e heritabilidade em famílias nucleares de Muzambinho - MG
Palavras-chave em português
Ambiente
Atividade motora
Epidemiologia genética
Família nuclear
Fatores de risco
Resumo em português
A doença cardiovascular é a principal causa de morte no mundo e no Brasil. A manifestação da doença cardiovascular aterosclerótica, a mais comum das doenças cardiovasculares, é evidenciada principalmente na vida adulta, entretanto o processo aterosclerótico inicia-se na infância e, em ambas as fases, este processo se atrela à presença de fatores de risco cardiovascular. Por outro lado, a prática regular de atividade física e a manutenção de uma aptidão física elevada auxiliam no controle do risco cardiovascular. Entretanto, as relações entre esses aspectos (risco cardiovascular, atividade física e aptidão física) são influenciadas por fatores genéticos e ambientais. Visando o entendimento mais profundo dessas associações em um contexto socioeconômico pouco explorado, uma cidade de pequeno porte, esta tese teve por objetivo investigar em famílias nucleares de Muzambinho - MG: i) a associação entre indicadores de risco cardiovascular e de atividade e aptidão físicas em crianças/adolescentes e adultos e; ii) a agregação familiar e a heritabilidade desses fenótipos. Para tanto, foram utilizados dados coletados entre 2008 e 2009, em 139 famílias de Muzambinho, compostas por 237 pais e 246 filhos, nos quais foram avaliados: composição corporal (índice de massa corporal e circunferência da cintura), fatores metabólicos (glicemia e colesterolemia de jejum), fatores cardiovasculares (pressão arterial sistólica e diastólica), indicadores de atividade física (volume semanal de atividade física total) e a aptidão física (aptidão aeróbica e força manual). A análise estatística incluiu análise exploratória, regressões simples e múltiplas e técnicas de análise de Epidemiologia Genética. Observou-se que nas crianças/adolescentes, os indicadores de obesidade diminuíram com o aumento da aptidão aeróbica, enquanto que a glicemia e o risco cardiovascular global diminuíram com o aumento do volume semanal de atividade física total. Nos adultos, o índice de massa corporal diminuiu com o aumento da força manual, enquanto que a pressão arterial diastólica diminuiu com o aumento do volume semanal de atividade física total. Nas famílias de Muzambinho, os indicadores de risco cardiovascular apresentaram agregação familiar e heritabilidade baixas a moderadas, o que também foi observado para a força muscular manual. Esses resultados sugerem que, numa população com características semelhantes às da população de Muzambinho, as associações entre risco cardiovascular e atividade/aptidão física variam de um indicador para outro e que há influência genética e do ambiente compartilhado pela família nos indicadores de risco cardiovascular e na força manual
Título em inglês
Cardiovascular risk, physical activity and physical fitness: associations, familial aggregation and heritability in nuclear families of Muzambinho - Minas Gerais State
Palavras-chave em inglês
Environment
Genetic epidemiology
Motor activity
Nuclear family
Risk factors
Resumo em inglês
Cardiovascular disease is the leading cause of death in the world and in Brazil. Atherosclerotic cardiovascular disease, the most common cardiovascular disease, usually triggers cardiovascular events during adulthood; however, the atherosclerotic process begins during childhood. In addition, at both phases of life, this process is associated with the presence of cardiovascular risk factors. On the other hand, regular physical activity and maintaining high fitness help in controlling cardiovascular risk. However, the relationships among all these aspects (cardiovascular risk, physical activity and physical fitness) are influenced by genetic and environmental factors. To develop a deeper understanding about these associations under an underexplored socioeconomic context, a small size city, this thesis had as an objective to investigate, in nuclear families from Muzambinho - MG: i) the association between cardiovascular risk and physical activity and fitness in children/adolescents and adults; and ii) the familial aggregation and heritability of these phenotypes. For that, the study used the data collected between 2008 and 2009 in 139 families of Muzambinho, consisting of 237 parents and 246 children. At that time, body composition (body mass index and waist circumference), metabolic factors (glycemia and fasting blood cholesterol), cardiovascular factors (systolic and diastolic blood pressures), physical activity marker (total weekly volume of physical activity) and physical fitness (aerobic fitness and manual strength) were assessed. Statistical analysis includes exploratory analysis, simple and multiple regressions and Genetic Epidemiology analysis techniques. Results in children/adolescents showed that obesity markers decreased with increasing aerobic fitness, while glycemia and global cardiovascular risk decreased with increasing total weekly volume of physical activity. In adults, body mass index deceased with increasing manual strength, and diastolic blood pressure decreased with increasing total weekly volume of physical activity. In Muzambinho's families, cardiovascular risk markers presented low to moderate familiar aggregations and heritabilities, which was also observed for manual strength. These results suggest that, in a population similar to Muzambinho's population, the associations between cardiovascular risk and physical activity and fitness vary from one marker to another, and that genetic and familiar common environment factors influence cardiovascular risk markers and manual strength
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-11-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.