• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2011.tde-25052012-102959
Documento
Autor
Nome completo
Fábio Carvalho Bergamo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Evangelista, Fabiana de Sant'Anna (Presidente)
D'Avila, Kátia de Angelis Lobo
Ramires, Paulo Rizzo
Título em português
Influência do gene da enzima conversora de angiotensina sobre as respostas metabólicas induzida pelo treinamento físico aeróbio em camundongos diabéticos
Palavras-chave em português
Diabetes experimental
Metabolismo energético
Sistema renina angiotensina
Treinamento físico.
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do treinamento físico (TF) sobre as alterações do metabolismo energético induzidas pelo diabetes em camundongos com 1 e 3 cópias do gene da enzima conversora de angiotensina (ECA). Para isso, camundongos machos C57BL/6 geneticamente modificados com 1 e 3 cópias do gene da ECA foram induzidos ao diabetes por estreptozotocina (STZ), e separados em 4 grupos de acordo com a realização ou não de TF com natação: 1 cópia sedentário (1S, n=14), 1 cópia treinado (1T, n=15), 3 cópias sedentário (3S, n=10), e 3 cópias treinado (3T, n=11). Os principais resultados foram: não houve diferença no ganho de peso corporal, porém o peso do depósito de gordura retroperitoneal e diâmetro de adipócito foram menores no grupo 3T comparado ao 1S, 1T e 3S; menor consumo de ração diária do 1S comparado ao 1T, 3S e 3T; maior consumo de oxigênio de repouso do 3S comparado ao 1T e 3T; melhor capacidade de realizar exercício físico e menor glicemia de jejum do 1T comparado ao 1S e 3S (1T=305±34 vs. 1S=479±47 e 3S=496±49 mg/dl); maior concentração de leptina no 1T comparado ao 1S (1T=5,65±0,33 vs 1S=4,07±0,43 ng/ml) xi e maior atividade lipolítica no 1T comparada aos grupos 1S, 3S e 3T (1T=288±50 nmol/106cels/h vs. 1S=79±37, 3S=123±37 e 3T=50±20 nmol/106cels/h); Não houve diferença estatística entre os grupos na tolerância à glicose, na atividade da enzima lipogênica ácido graxo sintase, na atividade da enzima citrato sintase, na tipagem de fibras e na razão capilar/fibra muscular do músculo sóleo. Esses resultados demonstraram que as adaptações metabólicas promovidas pelo TF no diabetes são parcialmente associadas ao genótipo da ECA
Título em inglês
Influence of angiotensin converting enzime gene on metabolic responses induced by aerobic physical training in diabetic mice
Palavras-chave em inglês
Energy metabolism
Experimental diabetes
Physical training.
Renin-angiotensin system
Resumo em inglês
The main purpose of this study was to evaluate the effects of physical training (PT) on changes in energy metabolism induced by diabetes in mice harboring 1 and 3 copies of angiotensin converting enzyme (ACE) gene. For this, transgenic adult male mice (C57BL/6) with 1 or 3 copies of ACE gene were induced to diabetes by Streptozotocin (STZ) and separated into groups sedentary or physical trained with swimming: 1 copy sedentary (1S, n = 14), 1 copy trained (1T, n = 15), 3 copies sedentary (3S, n = 10) and 3 copies trained (3T, n = 11). The main results were: body weight gain was not different among groups, but 3T group reduced retroperitoneal fat pad and adipocyte diameter compared to 1S, 1T and 3S groups; daily food intake was lower in 1S compared to 1T, 3S and 3T groups; resting oxygen uptake was higher in 3S compared to 1T and 3T; physical exercise ability increased and fasting glucose decreased only in 1T group compared to 1S and 3S (1T=305±34 vs. 1S=479±47 e 3S=496±49 mg/dl); serum leptin increased in 1T compared to 1S (1T=5,65±0,33 vs 1S=4,07±0,43 ng/ml), and lipolytic activity was higher in 1T compared to 1S, 3S and 3T groups (1T=288±50 nmol/106cels/h vs. 1S=79±37, 3S=123±37 e 3T=50±20 nmol/106cels/h). There were no statistical differences among groups in glucose tolerance, lipogenic activity of fat acid synthase, activity of citrate synthase enzyme, fibre type composition and capillary-to-fibre ratio of soleous muscle. These results demonstrated that metabolic adaptations promoted by PT in diabetes are partially associated with ACE genotype
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-05-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.