• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.39.2014.tde-25062014-074945
Documento
Autor
Nombre completo
Ademir Felipe Schultz de Arruda
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2014
Director
Tribunal
Moreira, Alexandre (Presidente)
Aoki, Marcelo Saldanha
Paes, Roberto Rodrigues
Título en portugués
Territorialidade e nível do adversário: efeitos nas respostas hormonais e comportamentais em jogadores de basquetebol
Palabras clave en portugués
Ansiedade
Estresse
Testosterona
Resumen en portugués
O objetivo da presente dissertação foi investigar o efeito da territorialidade e do nível do adversário nas respostas hormonais e comportamentais de jogadores de basquetebol. Para tanto, foram realizados dois estudos. No primeiro, investigou-se o efeito da territorialidade nas respostas hormonais e comportamentais decorrentes de jogos oficiais de basquetebol. Dezoito jogadores, do sexo masculino, de duas equipes da categoria sub-19 (ranqueadas em primeiro e segundo lugar na competição) foram avaliados. As equipes jogaram entre si e, portanto, cada equipe realizou um jogo "em casa" e um jogo "fora de casa". Amostras de saliva foram coletadas antes e após as duas partidas, para análise dos hormônios testosterona (T) e cortisol (C). Antes do aquecimento, os atletas responderam um questionário de ansiedade pré-competitiva, (Competitive State Anxiety Inventory-2; CSAI-2), e 30 minutos após a partida, classificaram a magnitude do esforço através do método da percepção subjetiva de esforço da sessão (PSE da sessão). A concentração de T PRÉ-jogo foi maior na condição "casa" (versus "fora de casa"); verificou-se um aumento da concentração de T e C do momento PRÉ- para o PÓS-jogo, independentemente do local do jogo; correlações significantes foram apresentadas entre as respostas hormonais e comportamentais. Esses resultados sugerem a ocorrência do fenômeno da territorialidade, e confirmam que a competição é um evento estressor capaz de alterar a concentração hormonal. No segundo estudo, a influência do nível do adversário nas respostas hormonais e comportamentais de jogadores de basquetebol foi investigada. Dez atletas de uma equipe sub-19 foram avaliados em três jogos oficiais distintos e em uma sessão de treinamento (ST). Em cada um dos jogos oficiais, a equipe enfrentou adversários de diferentes níveis de qualificação, a saber: jogo fácil (JF), jogo médio (JM) e jogo difícil (JD). A classificação do nível do adversário foi realizada por um membro da comissão técnica no início da temporada e monitorada de acordo com a posição de cada uma das equipes durante o campeonato. Foram realizadas coletas de saliva antes e após as quatro condições (três jogos e uma sessão de treinamento) para análise da concentração de T e C. Antes do aquecimento, em todas as condições, os jogadores responderam o questionário CSAI-2 e, aproximadamente 30 minutos após o jogo, responderam a PSE da sessão. A concentração de T aumentou de PRÉ para PÓS no ST e JD; a concentração de T PRÉ-JD foi maior em relação a situação PRÉ-ST. A concentração de C aumentou de PRÉ para PÓS em ST, JM e JD, e a concentração C PRÉ- e PÓS-JD foi maior quando comparada aos mesmos momentos na ST. As ansiedades somática e cognitiva se mostraram maiores no JM e JD em relação ao JF. A autoconfiança foi maior na ST quando comparado com o JM e JD. A PSE da sessão foi maior nos JM e JD em relação à ST. Os resultados do presente estudo indicam que jogos oficiais contra adversários de diferentes níveis podem promover diferentes respostas hormonais e perceptuais
Título en inglés
Territoriality and level of the opponent: effects in hormonal and behavioral responses in basketball players
Palabras clave en inglés
Anxiety
Stress
Testosterone
Resumen en inglés
The aim of this dissertation was to investigate the effect of territoriality and the level of opponent on hormonal and behavioral responses in basketball players. Two studies were conducted. In the first one, in order to investigate the effect of territoriality on hormonal and behavioral responses from official basketball matches, eighteen male players, from two under-19 teams (ranked matches in first and second place in the competition) were investigated. The teams played against each other, so each team performed a game "at home" and "away from home" game. Saliva samples were collected before and after the two matches for hormone analysis [testosterone (T) and cortisol (C)]. Before warm-up, a pre-competitive anxiety questionnaire was answered (Competitive State Anxiety Inventory-2, CSAI-2), and 30 minutes after the matches, the athletes classified the magnitude of effort by means of session-RPE. It was observed a higher value for T PRE game during "at home" condition when compared to "away from home"; there was a rise in T and C concentrations from moment PRE to POST in both conditions ("at home" and "away"); significant correlations were observed between hormonal and behavioral responses. These results show the occurrence of territoriality phenomenon, demonstrated by the higher T concentration during "at home" PRE game moment, and that official competitive condition is a stressor event capable of altering hormonal concentration. In the second study, the purpose was to verify the influence of the level of the opponent on hormonal and behavioral responses in basketball players. Twelve athletes from an under-19 team were evaluated in three different official matches and one training session (TS). Each official match was played against an opponent with different level of quality: weak match (WM), medium match (MM) and strong match (SM). The classification of the level of the opponent was made by a member of the coaching staff at the beginning of the competitive season and monitored in accordance with the position of the teams during the championship. Saliva samples were collected before and after the four conditions (three games and a training session) for T and C analyzing. Before warm-up, players answered the CSAI-2 questionnaire and approximately 30 minutes after the game, answered session-RPE. It was demonstrated an increase in T concentration from PRE to POST moments in response to TS and SM conditions and T concentration during PRE-SM was higher when compared to PRE-TS condition. The concentration of C increased from PRE to POST moments during TS, MM, and SM and C concentration during PRE and POST-SM were higher compared to the same moments for TS condition. Athletes reported higher values of somatic and cognitive anxieties in MM and SM when compared to WM condition. Self-confidence values were greater during TS compared to MM and SM. Session-RPE presented higher scores in MM and SM compared to TS. The results of the present investigation indicate that official games against opponents of different levels may promote hormonal and perceptual responses of distinct magnitudes
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2014-07-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.