• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2008.tde-19022009-152920
Documento
Autor
Nome completo
Janice Muriel Fernandes Lima da Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Pinna, Mario Cesar Cardoso de (Presidente)
Britski, Heraldo Antonio
Oliveira, Claudio de
Ribas, Camila Cherem
Toledo, Lurdes Foresti de Almeida
Título em português
Biodiversidade e sistemática molecular de Phreatobiidae (Ostariophysi, Siluriformes) - com uma proposta sobre sua posição filogenética em Siluriformes e uma discussão sobre a evolução do hábito subterrâneo
Palavras-chave em português
Phreatobius
Amazônia
Estigofauna
Freático
Hiporreico
Sistemática
Resumo em português
Amostras de diferentes espécies de Phreatobius foram coletadas para obtenção de dados moleculares potencialmente informativos do gene nuclear RAG-2 para resolver as relações filogenéticas do gênero. Apresento resultados de sequências. Os dados de Phreatobius foram combinados com sequências equivalentes de representantes de várias outras famílias de Siluriformes, e analisados via máxima parcimônia (total de 966 pares de base de RAG-2 para 176 táxons). As análises resultaram em 172 árvores com 5213 passos. O resultado do consenso estrito indica fortemente que Phreatobius forma um grupo monofilético (sustentado por 33 sinapomorfias moleculares) com Pseudopimelodidae e Pimelodidae, e Conorhynchos + Heptapteridae. Hipóteses anteriores posicionando Phreatobius exclusivamente com Heptapteridae não foram sustentadas. Os resultados apresentados requerem que Phreatobius seja alocado na sua própria família, Phreatobiidae (disponível em nível subfamiliar). Uma revisão taxonômica de Phreatobiidae mostra que existem ao menos sete espécies, das quais apenas três descritas: Phreatobius cisternarum, Phreatobius dracunculus, Phreatobius sanguijuela, Phreatobius sp. "Anapixi", Phreatobius sp. "Jaú", Phreatobius sp. Tarumanzinho", Phreatobius sp. "Viruá". A hipótese de relações filogenéticas dentro de Phreatobiidae mostra que Phreatobius cisternarum é grupo-irmão do clado composto por (Phreatobius sp. "Viruá" (P. dracunculus + Phreatobius sp. "Tarumanzinho")). O mapeamento filogenético demonstra que o hábito subterrâneo evoluiu uma única vez na família e o ambiente freático foi invadido duas vezes.
Título em inglês
Biodiversity and molecular phylogeny of Phreatobiidae (Ostariophysi, Siluriformes) - with a proposal about its phylogenetic placement within Siluriforme and a discussion on the evolution of the subterranean habit
Palavras-chave em inglês
Phreatobius
Amazon
Estygofauna
Hyporheic
Phreatic
Systematics
Resumo em inglês
Samples from different species of Phreatobius were collected in order to obtain molecular data from nuclear RAG-2 gene sequence potentially informative to resolve phylogenetic relationships of the genus. The data on Phreatobiidae were combined with equivalent sequence information from representatives of several other siluriform families, and analyzed by maximum parsimony (a total of 966 bp RAG-2 for 176 taxa). The analyses resulted in 172 trees, with 5213 steps. The strict consensus results strongly indicate that Phreatobius forms a monophyletic group (supported by 33 molecular synapomorphies) with Pseudopimelodidae, Pimelodidae, and Conorhynchos + Heptapteridae. Previous hypotheses aligning Phreatobius exclusively with Heptapteridae were not supported. Results herein presented requires that Phreatobius be allocated in its own family, as Phreatobiidae (already available at subfamilial level). A taxonomic revision of Phreatobiidae shows that at least seven species exist, only three of which currently described: Phreatobius cisternarum, Phreatobius dracunculus, Phreatobius sanguijuela, Phreatobius sp. "Anapixi", Phreatobius sp. "Jaú", Phreatobius sp. Tarumanzinho", Phreatobius sp. "Viruá". A hypothesis of relationships within Phreatobiidae shows that P. cisternarum is sister-group of a clade composed of (P. sp. "Viruá" (P. dracunculus + P. sp. "Tarumanzinho")). Phylogenetic mapping shows that subterranean habit has evolved once in the family and the phreatic environment was invaded twice.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
janice_cunha.pdf (2.35 Mbytes)
Data de Publicação
2009-03-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.