• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.41.2014.tde-03062014-091049
Documento
Autor
Nombre completo
Gustavo Heiden
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2014
Director
Tribunal
Pirani, Jose Rubens (Presidente)
Baumgratz, José Fernando Andrade
Forzza, Rafaela Campostrini
Prado, Jefferson
Roque, Nádia
Título en inglés
Systematics of Baccharis (Asteraceae: Astereae)
Palabras clave en inglés
Baccharidinae
Compositae
Phylogeny
Taxonomy
Resumen en inglés
A comprehensive phylogenetic hypothesis for the predominantly Neotropical American genus Baccharis is necessary to test its monophyly and clarify the infrageneric relationships within the genus. Given its great morphological diversity and wide geographic distribution, phylogenetic studies based on molecular data to test the monophyly of the genus and investigate the relationships of its infrageneric groups are here proposed, allowing the recognition and taxonomic revision of smaller and monophyletic taxa. Therefore, a phylogenetic hypothesis for Baccharis is provided based on 248 species sampled, four molecular regions (ETS, ITS, trnH-psbA, trnL-F) and Bayesian analyses. The results confirm subtribe Baccharidinae as a monogeneric group, and support a wide definition of Baccharis s.l., monophyletic and including all genera that were previously segregated from it. Comprehensive lists of infrageneric taxa and taxa accepted at species level were compiled to move towards a phylogeny-based infrageneric classification of Baccharis. Seven main lineages were recovered, treated here at subgeneric level, and in this process all subgenera recognized before had to be recircumscribed to constitute monophyletic taxa. Four subgenera roughly match previous subgeneric concepts, while two subgenera are synonyms. Two earlier segregated genera and two formerly existing sections are moved to the subgeneric rank. The survey of names published in the ranks of sections and series accounted 68 sections and 13 series; four new sections are described and three new statuses at the rank of section are proposed to accommodate taxa not corresponding to any previously described section, while 22 sections were considered synonyms. This procedure allowed the recognition of 47 sections, though this number is supposed to decrease after future studies are accomplished with a larger sampling. The names accepted at species level totalize 433 taxa that were here assigned to the most inclusive infrageneric category possible in the light of the data currently available. Baccharis subgen. Tarchonanthoides Heering, a group restricted to the southeastern South American grasslands and savannas, was chosen as a good target to first tackle for a taxonomic revision, due its small size, restricted area of occurrence when compared to the remaining subgenera, and morphological distinctiveness. This is the first attempt to provide a taxonomic revision of a subgenus of Baccharis according to a phylogenetic framework, and under no geographic constraint. The recircumscription of Baccharis subgen. Tarchonanthoides involves the synonymization of Lanugothamnus, and the exclusion of one section in order to keep the subgenus monophyletic. Other taxonomic and nomenclatural actions necessary are designation of lectotypes, a new status and new combinations, new synonymizations and clarification of the species concepts formerly misapplied to some names. Two recircumscribed sections and 13 species are accepted within the taxonomically revised B. subgen. Tarchonanthoides, which diversified mainly in open vegetations from southeastern South America in Brazil, Paraguay, Uruguay and Argentina. General morphological descriptions of the infrageneric taxa are provided, as well as a taxonomic key, descriptions, data on etymology, distribution and habitats, phenology, conservation status, etnobotany and vernacular names, and a list of specimens examined, line drawings, pictures and maps of distribution for all accepted species within this subgenus. Alongside the main goals, exploratory fieldwork and study of herbaria specimens allowed the description of eight new species: B. dichotoma, B. hemiptera, B. magnifica, B. napaea, B. nebularis, B. obdeltata, B. simplex and B. umbellata
Título en portugués
Sistematica de Baccharis (Asteraceae: Astereae).
Palabras clave en portugués
Baccharidinae
Compositae
Filogenia
Taxonomia
Resumen en portugués
Uma hipótese filogenética abrangente sobre Baccharis, um gênero Americano predominantemente Neotropical, é necessária para testar seu caráter monofilético e esclarecer suas relações infragenéricas. Devido a sua grande diversidade morfológica e ampla distribuição geográfica, estudos filogenéticos com base em dados moleculares para testar o monofiletismo do gênero e investigar as relações de seus grupos infragenéricos foram aqui conduzidos, permitindo o reconhecimento e a revisão taxonômica de táxons menores e monofiléticos. Desta forma, uma hipótese filogenética sobre Baccharis é aqui apresentada, com base em 248 espécies amostradas, quatro regiões do genoma (ETS, ITS, trnH-PSBA, trnL-F) e análises Bayesianas. Os resultados confirmam a subtribo Baccharidinae como um grupo monogenérico e sustentam uma definição ampla de Baccharis s.l. monofilético e incluindo todos os gêneros que foram previamente segregados dele. Listagens abrangentes de táxons infragenéricos e de táxons aceitos ao nível de espécie foram compiladas com o objetivo de direcionar uma classificação infragenérica baseada nas relações filogenéticas de Baccharis. Sete linhagens principais foram reconhecidas e são tratadas aqui no nível taxonômico de subgênero, e neste processo todos os subgêneros anteriormente reconhecidos tiveram que ser recircunscritos para constituírem táxons monofiléticos. Quatro subgêneros correspondem imprecisamente a conceitos subgenéricos aplicados anteriormente, enquanto que dois subgêneros são sinônimos. Dois gêneros segregados anteriormente de Baccharis e duas seções previamente existentes no gênero são realocadas em nível subgenérico. O levantamento de nomes publicados nas categorias taxonômicas de seção e série totalizaram 68 seções e 13 séries, quatro novas seções e três novos posicionamentos ao nível de seção são propostos para acomodar táxons que não correspondiam a qualquer das seções previamente descritas, enquanto que 22 seções foram sinonimizadas. Estes procedimentos permitiram reconhecer 47 seções, embora seja esperado que esse número diminua com a realização de futuros estudos baseados em maior amostragem. Os nomes aceitos ao nível de espécie totalizaram 433 táxons que foram posicionados na categoria infragenérica mais inclusiva possível à luz dos dados disponíveis atualmente. Baccharis subgen. Tarchonanthoides Heering, um grupo restrito aos campos e savanas do sudeste da América do Sul, foi definido como um alvo adequado para uma revisão taxonômica precursora devido ao número reduzido de espécies, área de ocorrência restrita quando comparado aos demais subgêneros e distinção morfológica. Esta é a primeira tentativa de proceder a revisão taxonômica de um subgênero de Baccharis em concordância com um sistema filogenético e livre de qualquer limitação geográfica. A recircunscrição de Baccharis subgen. Tarchonanthoides envolve a sinonimização de Lanugothamnus, e a exclusão de uma seção do subgênero, no sentido de torná-lo monofilético. Outras ações nomenclaturais e taxonômicas são necessárias como a designação de lectótipos, a proposição de um novo status, novas combinações, novas sinonimizações e o esclarecimento de conceitos de espécie previamente aplicados de forma equivocada para alguns nomes de espécies. Duas seções recircunscritas e 13 espécies são aceitas nesta revisão taxonômica de B. subgen. Tarchonanthoides, um grupo diversificado nas vegetações abertas do Sudeste da América do Sul, ocorrendo no Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai. Descrições morfológicas dos táxons infragenéricos são fornecidas, assim como uma chave taxonômica, descrições, dados sobre etimologia, distribuição e habitats, fenologia, estado de conservação, nomes em vernáculo e listas de espécies examinados, pranchas em nanquim, fotografias e mapas de distribuição para todas as espécies aceitas no subgênero. Paralelamente aos objetivos principais, expedições exploratórias a campo e o estudo de espécimes em herbários possibilitaram a descrição de oito novas espécies: B. dichotoma, B. hemiptera, B. magnifica, B. napaea, B. nebularis, B. obdeltata, B. simplex e B. umbellata
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Liberación
2019-06-02
Fecha de Publicación
2014-08-21
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.