• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2012.tde-12072012-150324
Documento
Autor
Nome completo
Erica Cristina Pacifico de Assis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Luis Fábio (Presidente)
Guedes, Neiva Maria Robaldo
Miyaki, Cristina Yumi
Título em português
Biologia reprodutiva da arara-azul-de-lear Anodorhynchus leari (Aves: Psittacidae) na Estação Biológica de Canudos, BA
Palavras-chave em português
Arara-azul-de-lear
Biologia reprodutiva
Caatinga
Psittacidae
Resumo em português
Anodorhynchus leari é uma ave endêmica do Bioma Caatinga e um dos psitacídeos mais ameaçados de extinção na região neotropical. Ela se reproduz apenas em formações rochosas de arenito-calcário, localizadas em dois sítios protegidos no norte do estado da Bahia; a Estação Biológica de Canudos (Toca Velha) e a Estação Ecológica do Raso da Catarina (Serra Branca). Este estudo teve por objetivo agregar informações sobre a história natural da arara-azul-de-lear, com ênfase em suas atividades reprodutivas. No Capítulo 1 descreve-se a estrutura e a disposição das cavidades encontradas nos paredões da Estação Biológica de Canudos, as quais foram acessadas internamente por meio do método de rapel. Verificou-se que os ninhos das araras estão em túneis ou salões/galerias amplos e profundos, locais formados naturalmente por ações de intempéries nas formações rochosas de 53m de altura vertical em média. Definitivamente as cavidades com ninhos não são confeccionadas ou alteradas pelas araras, para fins reprodutivos. Na área estudada existem muitas cavidades com as mesmas condições ambientais internas. No mesmo sítio, entre os anos de 2008 e 2011, foram localizadas 38 cavidades ativas. No Capítulo 2 buscou-se descrever detalhadamente a biologia reprodutiva da arara-azul-de-lear, monitorando-se internamente 18 destas cavidades. Ao final da quarta temporada reprodutiva 42 ninhadas foram estudadas. O período reprodutivo ocorreu entre os meses de dezembro e julho e a maior parte das ninhadas possuía três ovos. Por meio de ovoscopia verificou-se uma média de dois ovos embrionados por ninhada. Em quatro anos, 68 ninhegos eclodiram e destes, 83% sobreviveram até o primeiro vôo. Apesar de ser possível gerar e criar três filhotes por ninhada, em média apenas um filhote foi criado. O sucesso reprodutivo nos quatro anos amostrados foi de 71%, conforme o Protocolo de Mayfield e considerando-se 14 semanas como tempo médio de desenvolvimento dos ninhegos. Apesar de ocorrerem em casos isolados e serem pouco significativas, as causas da não ocupação de ninhos ou mortalidade no desenvolvimento estiveram relacionadas à presença de abelhas Apis sp. dentro das cavidades, perturbação causada por competição intra-específica associada à assincronia de eclosão, e à queda de ninhegos dos ninhos. No capítulo 3 infere-se sobre o recrutamento nos dois sítios reprodutivos conhecidos, Toca Velha e Serra Branca, com base em avistamentos de 118 ninhegos na entrada dos ninhos. Foram identificadas 114 cavidades potencialmente reprodutivas entre os anos de 2009 e 2010. A maioria dos ninhegos foi avistada no mês de abril nas duas temporadas reprodutivas. Sugere-se que um máximo de 228 indivíduos esteja em atividade reprodutiva, o que representa 20,17% da população de araras estimada em 2010. Conclui-se que a espécie deva ser categorizada como "em perigo de extinção - EN", segundo a aplicação dos critérios da IUCN. A ameaça mais importante para a espécie reside na falta de proteção nas áreas de alimentação. É fundamental ainda a continuidade de ações educativas e da rigorosa proteção dos sítios reprodutivos já conhecidos, além de esforços para buscar novas áreas potenciais para a reprodução, e que podem justificar o aumento populacional observado ao longo dos anos. Os dados obtidos possibilitam criar estratégias de manejo para incrementar a taxa reprodutiva, e também contribuir para a proteção dos sítios de nidificação da arara-azul-de-lear.
Título em inglês
Breeding biology of Lear's Macaw Anodorhynchus leari (Aves: Psittacidae) at Canudos Biological Station - BA
Palavras-chave em inglês
Breeding biology
Caatinga
Lear's macaw
Psiitacidae
Resumo em inglês
Anodorhynchus leari is endemic to the Caatinga and one of the most endangered psitacidae in the Neotropics. It reproduces only in sandstone/limestone formations, located in two protected sites in the northern region of the state of Bahia, the Biological Station of Canudos (Toca Velha) and the Ecological Station of Raso da Catarina (Serra Branca). This study aimed to gather information about the natural history of Lear's, with emphasis on their reproductive activities. In Chapter 1 it is described the structure and arrangement of cavities found in the walls of the Canudos Biological Station (Toca Velha), which were accessed internally by the method of rappelling. It was found that the nests of the macaws are in tunnels or rooms/galleries large and deep, naturally formed by local actions of weathering rock formations in the vertical height of 53 m on average. Definitely the nest cavities are not made or altered by macaws, for reproductive purposes. In the study area there are many holes with the same environmental conditions inside. In the same place, between the years 2008 and 2011, 38 active cavities were located. In Chapter 2 we sought to describe in detail the reproductive biology of Lear's Macaw, by monitoring these 18 internal cavities. At the end of the fourth breeding season 42 were studied. The reproductive period occurred between the months of July and December and most nests had three eggs. An average of two fertilized eggs per clutch. In four years, 68 nestlings hatched and of these, 83% survived until the first flight. Although it is possible to generate and create three chicks per nest on average only one chick was raised. The reproductive success in the four sampled years was 71%, following the Mayfield Protocol and considering 14 weeks as the average time of nestlings' development. Although isolated, not significant cases occurred, the causes of non-occupation of nests in the development or mortality were related to the presence of bees, Apis into the cavities, a disruption caused by intraspecific competition associated with hatching asynchrony, and the fall of nestlings from the nest. In chapter 3 we infer about the recruitment in the two known breeding sites, Toca Velha and Serra Branca, based on sightings of nestlings in the nest entrance. We identified 114 potentially reproductive cavities between the years 2009 and 2010. Most nestlings were sighted in the month of April in the two reproductive seasons. It is suggested that a maximum of 228 individuals are in reproductive activity, which represents 20.17% of the estimated population of macaws in 2010. It is concluded that this species should be categorized as "endangered - EN," according to the application of the IUCN criteria. The most important threat to the species is the lack of protection in the feeding areas. It is also essential the continuity of educational activities and rigorous protection of known breeding sites, and efforts to seek new potential areas for reproduction, which may justify the observed increase in population over the years. The data obtained allow creating management strategies to increase the reproductive rate, and also contribute to the protection of nesting sites of Lear's Macaw.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Erica_Pacifico.pdf (83.78 Mbytes)
Data de Publicação
2012-07-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.