• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2013.tde-24032014-101512
Documento
Autor
Nome completo
André Marsola Giroti
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Brescovit, Antonio Domingos (Presidente)
Bonaldo, Alexandre Bragio
Ott, Ricardo
Título em português
Revisão taxonômica das aranhas neotropicais do gênero Ariadna Audouin, 1826 (Araneae, Segestriidae)
Palavras-chave em português
Dysderoidea
Haplogynae
Taxonomia
Resumo em português
O gênero Ariadna Audouin, 1826 compreende atualmente 99 das 119 espécies descritas taxonomicamente para Segestriidae. Distribui-se em todos os continentes (exceto a Antártida), sendo mais abundante em regiões tropicais e subtropicais. No presente estudo é apresentada uma revisão taxonômica de Ariadna na Região Neotropical, juntamente com um trabalho de maior detalhamento e descrição da morfologia corporal e das genitálias masculina e feminina das espécies, diagnosticando-as de forma mais clara. Após análise de aproximadamente 2200 exemplares tipos e não-tipos advindos de 24 coleções nacionais e internacionais, foram encontradas 30 espécies taxonomicamente válidas para a Região Neotropical, sendo 22 anteriormente descritas e 8 espécies novas: Ariadna sp. n. 1, Ariadna sp. n. 3, Ariadna sp. n. 4, Ariadna sp. n. 6, Ariadna sp. n. 7 e Ariadna sp. n. 8 descritas para o Brasil; Ariadna sp. n. 2 descrita para a América Central; e Ariadna sp. n. 5 descrita para o Chile. Sete espécies foram sinonimizadas: A. pragmática com A. bicolor, A. gracilis e A. conspersa com A. obscura, A. murphyi com A. tarsalis, A. pusilla com A. maxima, A. dúbia com A. boliviana, e A. spinifera com A. mollis. Duas espécies estão sob proposta de nomina dubia: A. solitária e A. tubicola. O alótipo de A. crassipalpa descrito por Camargo (1950) e o parátipo de A. levii descrito por Grismado (2008), foram identificados como A. mollis e A. máxima, respectivamente, sendo considerados identificações errôneas. O macho de A. cephalotes e a fêmea de A. calilegua estão sendo descritos pela primeira vez. Vinte e cinco espécies foram alocadas em seis grupos: grupo bicolor, grupo arthuri, grupo mollis, grupo boliviana, grupo araucana e grupo sp. n. 6, com base em caracteres morfológicos compartilhados entre as espécies de cada grupo. Cinco espécies não foram alocadas devido a não compatibilidade destas com nenhum dos grupos supracitados: A. maxima, A. cephalotes, A. tovarensis, A. fidicina e A. abrilae. A hipótese de agrupamento apresentada neste estudo, reforçou o posicionamento de algumas espécies anteriormente feito por Beatty (1970)
Título em inglês
Taxonomic revision of neotropical Ariadna Audouin, 1826 (Araneae, Segestriidae)
Palavras-chave em inglês
Dysderoidea
Haplogynae
Taxonomy
Resumo em inglês
The genus Ariadna Audouin, 1826 currently comprises 99 of the 119 described species of Segestriidae. Its distribution comprises all continents (except Antarctica), but is found most on the tropical and subtropical regions. In this study, a taxonomic revision of Ariadna in the Neotropical region is presented, together with detailed descriptions of the body morphology, and male and female genitalia. After the examination of nearly 2200 type and non-type specimens from 24 national and international collections, we detected 30 species taxonomically valid for the Neotropical region, 22 previously described and eight new: Ariadna sp. n. 1, Ariadna sp. n. 3, Ariadna sp. n. 4, Ariadna sp. n. 6, Ariadna sp. n. 7 e Ariadna sp. n. 8 from Brazil; Ariadna sp. n. 2 from Central America e Ariadna sp. n. 5 from Chile. The following taxa are newly synonymized: A. pragmatic with A. bicolor, A. gracilis and A. conspersa with A. obscura, A. murphyi with A. tarsalis, A. pusilla with A. maxima, A. dubia with A. boliviana, e A. spinifera with A. mollis. Two species were proposed as nomina dubia: A. solitaria and A. tubicola. The allotype of A. crassipalpa described by Camargo (1950) and the paratype of A. levii described by Grismado (2008) were identified as A. mollis and A. maxima, respectively. The male of A. cephalotes and the female of A. calilegua are described for the first time. Twenty five species were placed in six groups: bicolor group, arthuri group, mollis group, boliviana group, araucana group and sp. n. 6 group, based in putative synapomorphies between the species. Five species were not placed in any of the groups due to the incompatibility between the morphological characters presented by them and the grouped species: A. maxima, A. cephalotes, A. tovarensis, A. fidicina and A. abrilae. The grouping hypothesis presented in this study, reinforced the position of some of the species grouped by Beatty (1970)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Andre_GirotiP_SIMP.pdf (152.79 Kbytes)
Andre_Giroti_COMP1.pdf (595.49 Kbytes)
Andre_Giroti_COMP2.pdf (82.07 Mbytes)
Andre_Giroti_COMP3.pdf (80.02 Mbytes)
Andre_Giroti_COMP4.pdf (95.44 Mbytes)
Andre_Giroti_COMP5.pdf (97.86 Mbytes)
Andre_Giroti_COMP6.pdf (84.49 Mbytes)
Andre_Giroti_COMP7.pdf (96.72 Mbytes)
Andre_Giroti_COMP8.pdf (97.18 Mbytes)
Andre_Giroti_COMP9.pdf (23.72 Mbytes)
Data de Publicação
2014-03-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.