• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2009.tde-25112009-171453
Documento
Autor
Nome completo
Cristiano Frederico Lerche
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Gnaspini Netto, Pedro (Presidente)
Christofoletti, Carmen Silvia Fontanetti
Kawano, Toshie
Morandini, André Carrara
Willemart, Rodrigo Hirata
Título em português
Desenvolvimento embrionário em Gonyleptidae (Arachnida: Opiliones: Laniatores): um estudo comparativo
Palavras-chave em português
Desenvolvimento Embrionário
Morfologia
Opiliones
Resumo em português
Os primeiros trabalhos em desenvolvimento embrionário de opiliões tiveram início no final do século XIX, enfocando principalmente espécies holárticas, e desde o final da década de 1970 o assunto não foi mais abordado. Visando retomar este tema com um componente comparativo, o presente estudo objetivou a descrição do desenvolvimento embrionário de quatro subfamílias de Gonyleptidae (Opiliones Laniatores), a saber: Caelopyginae (Ampheres leucopheus), Goniosomatinae (Goniosoma proximum e Goniosoma spelaeum), Mitobatinae (Longiperna zonata e Promitobates ornatus) e Progonyleptoidellinae (Iporangaia pustulosa). Dados adicionais obtidos para outras espécies foram incluídos com fins comparativos. O desenvolvimento dos embriões foi acompanhado através de fotografias digitais diárias de ovos em diversas desovas de cada espécie. Ovos de ambas as espécies de Goniosomatinae (que apresentam cuidado materno das desovas) são depositados com aproximadamente 1,5 1,6 mm, atingindo 2,1 mm em G. proximum e 2,3 mm in G. spelaeum próximos à eclosão, ao passo que em A. leucopheus e I. pustulosa (que apresentam cuidado paterno) apresentam 1,13 mm e 1,30 mm logo após a deposição, e 1,35 mm e 1,59 mm próximos à eclosão, respectivamente. Foram observadas e descritas diferenças entre as espécies estudadas pelo presente, tanto na coloração do vitelo e transparência do córion como em características morfológicas e na seqüência de eventos, em especial no padrão de pigmentação. A duração do período embrionário foi de 29-56 dias em A. leucopheus, 35-66 dias em I. pustulosa, 3148 dias em G. proximum, 2954 dias em G. spelaeum, 43-64 dias em L. zonata e 35-55 dias in P. ornatus. Dentre as espécies estudadas a duração relativa de cada fase variou bastante, com a clivagem correspondendo a 3-4% do período embrionário, a formação da banda germinativa a 9-14%, a metamerização do prossoma a 3-13%, a inversão do embrião a 21-38%, a organogênese larval a 22-42% e a fase larval no ovo a 7-28%.
Título em inglês
Embryonic development in Gonyleptidae (Arachnida: Opiliones: Laniatores): a comparative study
Palavras-chave em inglês
Embryonic development
Morphology
Opiliones
Resumo em inglês
The first studies concerning the embryonic development of harvestmen started in the late XIX century, mostly concerning holarctic species, and the last studies appeared during the late 1970s. Aiming at filling a gap of more than 30 years in the study of embryology of harvestmen, and adding a comparative component, this study focused on the embryonic development of species of four subfamilies of Gonyleptidae harvestmen (Laniatores), namely Caelopyginae (Ampheres leucopheus), Goniosomatinae (Goniosoma proximum and Goniosoma spelaeum), Mitobatinae (Longiperna zonata and Promitobates ornatus) and Progonyleptoidellinae (Iporangaia pustulosa). Additional data acquired for other species is also included for comparison purposes. The embryonic development was followed in the field, by taking daily photographs of different eggs from a number of egg batches during about two months. Eggs of both species of the subfamily Goniosomatinae (which present maternal care of batches) are laid with ca. 1.5 1.6 mm in diameter, reaching ca. 2.1 mm in G. proximum and 2.3 mm in G. spelaeum near hatching, whereas recently laid eggs of A. leucopheus and of I. pustulosa (which present paternal care) have approximately 1.13 mm and 1.30 mm in diameter, respectively, reaching diameters of about 1.35 mm and 1.59 mm, respectively, close to hatching. Differences concerning yolk coloration and eggshell transparency were observed and are described for the presently studied species, as well as differing morphological features and sequence of events, particularly in reference to the pigmentation pattern. The duration of the embryonic phase was 29-56 days in A. leucopheus, 35-66 days in I. pustulosa, 3148 days in G. proximum, 29-54 days in G. spelaeum, 43-64 days in L. zonata and 35-55 days in P. ornatus. Amongst the species studied herein relative durations are quite variable, with cleavage corresponding to 3-4% of the embryonic development, germ band formation to 9-14%, prosoma metamerization to 3-13%, the inversion of the embryo to 21-38%, larval organogenesis to 22-42% and the larval phase in the egg to 7-28%.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CristianoLerche.pdf (3.51 Mbytes)
Data de Publicação
2009-12-07
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • GNASPINI, Pedro, and LERCHE, Cristiano Frederico. Embryonic development of Ampheres leucopheus and Iporangaia pustulosa (Arachnida : Opiliones [doi:10.1002/jez.b.21355]. Journal of Experimental Zoology Part B: Molecular and Developmental Evolution [online], 2010, vol. 314B, n. 6, p. 489-502.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.