• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2010.tde-02032010-100910
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Santos Taqueda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Murrieta, Rui Sergio Sereni (Presidente)
Adams, Cristina
Prado, Paulo Inácio de Knegt López de
Título em português
A etnoecologia dos jardins-quintal e seu papel no sistema agrícola de populações quilombolas do Vale do Ribeira, São Paulo
Palavras-chave em português
Agricultura de Coivara
Campesinato
Ecologia Humana
Mata Atlântica
Quilombos
Resumo em português
O presente trabalho propõe-se a investigar alguns aspectos referentes a estrutura e função de 71 jardins-quintais como subunidades dos sistemas agrícolas das comunidades quilombolas do Vale do Ribeira, município de Eldorado Paulista, São Paulo. Dessa forma, pretende-se compreender e problematizar a importância desses espaços no sistema produtivo agrícola mais abrangente desses caipiras negros, bem como as transformações pelas quais essas mesmas subunidades agrícolas vêm passando ao longo das últimas décadas. A agricultura itinerante uma das principais fontes de subsistência para populações humanas que habitam as florestas tropicais ao redor mundo. De maneira geral, os sistemas agrícolas baseiam-se criticamente na mão de obra familiar, sendo altamente influenciados pela organização social e dinâmica da unidade doméstica (Ali 2005, Pedroso-Júnior 2008, Pedroso-Júnior et al 2008). O estudo desses sistemas tem crescido em importância e visibilidade, com enfoque voltado principalmente para a dinâmica de roças e florestas. No entanto, a unidade jardim-quintal, até então considerada secundária na produção e reprodução doméstica, constitui um importante elo no entendimento das práticas agroflorestais locais. Para execução deste trabalho lançou-se mão de duas bases analíticas: uma qualitativa e etnográfica e a outra quantitativa e sistemática. As unidades de análise deste estudo foram o indivíduo e a unidade doméstica (UD). As mulheres foram as informantes-chave já que são reconhecidamente as principais mantenedoras de jardins e quintais. Assim, cada UD pesquisada teve uma informante. Os métodos utilizados para caracterizar e quantificar a composição e diversidade dos jardins e quintais foram questionários abertos e listagens livres. Para a descrição de alguns elementos estruturais e funcionais dos jardins-quintal foi utilizada a estatística descritiva. As comparações entre as comunidades estudadas foram realizadas através de testes de hipótese. A conjugação de dados socioeconômicos com os conjuntos de dados referentes aos jardins-quintal foi analisada utilizando-se a estatística multivariada. Os resultados mostraram que os jardins-quintal das comunidades quilombolas aqui referenciadas são sistemas agrícolas altamente complexos, tanto em seu aspecto estrutural quanto funcional, estando submetidos a transformações significativas principalmente ao longo das 6 últimas décadas. As diferenças socioeconômicas existentes entre as unidades domésticas não têm relação direta com a diversidade de etnovariedades dos jardins-quintal.
Título em inglês
The Ethnoecology of homegardens and its role in the agricultural systems of the quilombola communities of Ribeira Valley, São Paulo.
Palavras-chave em inglês
Atlantic Rain Forest
Homegardens
Human Ecology
Peasentry
Quilombos
Resumo em inglês
This study aims to describe several aspects related to the structure and function of 71 homegardens which are here interpreted as subunities of the complex agricultural system present in the quilombola communities of the Ribeira Valley, municipality of Eldorado, SP. This description allows for the comprehension of the importance of these swidden plots in the productive systems of the caipiras negros, as well as for a better understanding of the several socioeconomic transformations that these homegardens have been going through during the last few decades. Agricultural systems are one of the most important subsistence activities for human populations that inhabit the tropical forests around the world. Generally, this productive systems are based on family labor, thus being strongly influenced by the social organization and the household dynamics (Ali, 2005; Pedroso-Júnior, 2008; Pedroso-Júnior, et al., 2008). Studies regarding these systems have grown in importance and visibility, mainly focused in the swidden lots and forests. However, the homegardens, until now considered a secondary activitie in the household production and reproduction, are gaining importance as an essential link for the understanding of the agroflorestal practices. This work is built on two analytical bases: a more qualitative and ethnographic one, and a more quantitative and systemic one. The units of analysis were the individual and the household (UD). Women were the key informants since they are recognized as the main keepers of the homegardens. Therefore, each studied UD had one informant. The methods used for the survey of homegarden plant diversity included open questionnaires and free listing. The description of homegardens structural and functional elements was done by means of descriptive statistics. Comparisons among the three studied quilombola communities were realized using hypothesis tests tools. The combination between de socioeconomic data and the data collected from homegardens was analyzed using cluster analysis. The results presented here show that the homegardens are a complex and diversified system, that have multiple functions (aesthetics, social, recreational and utilitarian) and several structural aspects. Also, they have been submitted to several and critical transformations at least during the last six decades. The socioeconomic differences among the households don´t have any relationship with the diversity of local homegarden crops.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-04-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.