• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Gregory Ramos Pitta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Lima, Renato Augusto Ferreira de (Presidente)
Lapola, David Montenegro
Rodrigues, Ricardo Ribeiro
Vieira, Simone Aparecida
Título em português
O balanço de carbono em paisagens tropicais antropizadas
Palavras-chave em português
Balanço de Carbono
Cerrado
Mata Atlântica
Políticas públicas
São Paulo
Resumo em português
Esta pesquisa consistiu em estimar o balanço de carbono da vegetação nativa de uma paisagem antropizada, ou seja, calcular a quantidade de biomassa arbórea acima do solo (AGB) preexistente (cenário pré-colonial), o quanto foi perdido pela ação humana (desmatamento e fragmentação) e que quantidade de carbono poderia ser recuperada com a adequação ao Novo Código Florestal Brasileiro (NCFB). Os fatores desse balanço são apresentados cartograficamente, e foram obtidos baseado em dados de campo para associar valores de tonelagem aos estoques estimados. A AGB pré-colonial estimada foi de 4.62 Gigatoneladas, dos quais 87.3% (3.85 Gt) foram perdidos até 2017. Essas perdas foram atribuídas em 90% (3.46 Gt) ao desmatamento, e 10% (0.39 Gt) à efeitos decorrentes da fragmentação. Os déficits em Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente estipulados pelo NCFB se traduzem em um potencial de recuperação de 0.11 Gt de AGB para São Paulo. Se reduzíssemos os efeitos da fragmentação esse potencial triplicaria (0.37 Gt). Os hotspots de biomassa atuais estão restritos às florestas costeiras (Ribeira do Iguape, Baixada Santista e Litoral Norte) e que as regiões com maior potencial de recuperação de carbono com a adequação ao NCFB são o Vale do Paraíba, Aguapeí e Pontal do Paranapanema. Finalmente, discutimos a eficácia dos mecanismos de compensação: seriam necessários 0.96 a 2.79 bilhões de US$ para restaurar o déficit legal de vegetação, possível apenas se os mercados estiverem dispostos a pagar pelo menos 17.5 US$ por tonelada de carbono fixado na vegetação
Título em inglês
Carbon balance in human-modified tropical landscapes
Palavras-chave em inglês
. Atlantic forest
Carbon balance
Cerrado
Public policy
São Paulo
Resumo em inglês
The research aimed to estimate the carbon balance of natural vegetation in a tropical anthropized landscape. That is, to calculate the amount of pre-existing tree biomass above the soil (pre-colonial scenario), how much was lost by human action (deforestation and fragmentation) and how much carbon could be recovered with the adaptation to the New Brazilian Forest Code (NCFB). This balance is represented cartographically for the state of São Paulo, in its different stages (e.g. carbon inventory map for the original vegetation cover), and is based on field data to associate tonnage values with the estimated inventories. The estimated pre-colonial AGB for São Paulo was 4.62 Gigatonnes, of which 87.3% (3.85 Gt) were lost. These losses can be attributed to 90% (3.46 Gt) to deforestation, and 10% (0.39 Gt) to the effects of fragmentation. The vegetation deficits in Legal Reserve and Areas of Permanent Preservation stipulated by the NCFB translate into a potential recovery of 0.11 Gt of AGB. If we were to reduce degradation in forest fragments this potential AGB recovery would raise to 0.37 Gt. It was observed that current biomass hotspots are restricted to coastal forests (Ribeira do Iguape, Baixada Santista and Litoral Norte) and that the regions with the greatest potential for carbon recovery with adaptation to the NCFB are the Vale do Paraíba, Aguapeí and Pontal of Paranapanema. Finally, we discussed the effectiveness of compensation mechanisms, it would require 0.96 to 2.79 billion US$ to restore the legal deficit of vegetation, feasible as long as carbon markets are willing to pay 17.5 US$ for ton of fixed Carbon
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.