• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2013.tde-10102013-105857
Documento
Autor
Nome completo
Camila dos Santos de Barros
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Pardini, Renata (Presidente)
Fernandez, Fernando Antonio dos Santos
Oliveira, Alexandre Adalardo de
Vieira, Emerson Monteiro
Wedekin, Leonardo Liberali
Título em português
Dinâmica populacional de pequenos mamíferos no Planalto Atlântico Paulista
Palavras-chave em português
Demandas conflitantes
Demografia
Métodos de captura
Reprodução
Sazonalidade
Sobrevivência
Resumo em português
A compreensão da dinâmica populacional é fundamental para a conservação da biodiversidade, uma vez que as espécies são perdidas através de processos que ameaçam suas populações. Portanto, compreender como as condições ambientais determinam a dinâmica populacional é essencial, especialmente tendo em conta o cenário de mudanças climáticas. Um parâmetro populacional importante é a reprodução, que não só contribui para o tamanho da população, mas também pode afetar a condição corporal e a probabilidade de sobrevivência. Devido aos altos custos energéticos, a reprodução é freqüentemente associada com a disponibilidade de alimentos em ambientes tropicais, que por sua vez é altamente correlacionada com as condições climáticas, especialmente a precipitação. Além disso, o estudo de processos de populações ou comunidades requer dados de boa qualidade, que para vários grupos de animais depende da compreensão das interações entre os métodos de captura, condições climáticas e as características morfológicas e comportamentais de indivíduos e espécies. Através de um conjunto de dados de captura e recaptura de pequenos mamíferos em uma reserva de Mata Atlântica, compreendendo três grades de 2ha amostrados por quase dois anos, esta tese tem como objetivos contribuir com o entendimento: (1) de como as condições ambientais afetam a dinâmica de populações, especialmente a sobrevivência e reprodução, mais especificamente, como as condições climáticas afetam a demanda conflitante (trade-off) entre a sobrevivência e reprodução e quais são as gatilhos ambientais do início da reprodução, (2) de como o tipo de armadilha, características individuais e as condições climáticas interagem para determinar o sucesso de captura, visando a definição de diretrizes de protocolos de captura eficientes para a amostragem de pequenos mamíferos. No primeiro capítulo, mostramos que a precipitação afetou negativamente as taxas de sobrevivência, positivamente a freqüência de fêmeas reprodutivas e não afetou a condição corporal, o que sugere a existência de uma demanda conflitante entre sobrevivência e reprodução em populações de roedores. No segundo capítulo, corroboramos que a reprodução de marsupiais da Mata Atlântica é sazonal e sincrônica, ocorrendo no período quente e úmido, e seu gatilho é o fotoperíodo. Também apresentamos evidências de semelparidade em marsupiais de pequeno porte. No terceiro capítulo, mostramos que a eficiência de diferentes métodos de captura foi influenciada pelas condições climáticas, dependeu da idade e do sexo dos indivíduos e foi condicionada às variáveis quantificadas (número de espécies, de indivíduos ou de recapturas). Os resultados destacam a importância de armadilhas de queda para os estudos de comunidades e a utilização conjunta de armadilhas de queda e Sherman para estudos populacionais.
Título em inglês
Small mammal population dynamics at the Atlantic Plateau of Sao Paulo
Palavras-chave em inglês
Capture methods
Demography
Reproduction
Seasonality
Survival
Trade-off
Resumo em inglês
The understanding of population dynamics is central for biodiversity conservation, since species are lost through processes that threat their populations. Understanding how environmental conditions determine population dynamics is thus essential, especially given the climate change scenario. One important population parameter is reproduction, which not only contributes to population size, but can also affect body condition and survival probability. Given its high energetic costs, reproduction is frequently associated with food availability in tropical environments, which in turn is highly correlated to weather conditions, especially rainfall. However, studying population or community processes requires good-quality data, which for several animal groups depends on understanding the interactions among trapping methods, weather conditions and morphological and behavioral characteristics of individuals and species. Through a capture-recapture dataset on small mammals in an Atlantic Forest reserve, comprising three 2ha grids sampled for almost two years, this thesis aim at understanding: (1) how environmental conditions affect population dynamics, especially survival and reproduction; more specifically, how weather conditions affect the trade-off between survival and reproduction, and which are the environmental triggers for reproduction; (2) how the type of trap, individual traits and weather conditions interacts to determine capture success, aiming at defining guidelines for efficient protocols for small mammal sampling. In the first chapter, we show that rainfall negatively affected survival rates, positively affected the frequency of reproductive females and did not affect body condition, suggesting the existence of a trade-off between survival and reproduction in rodent populations. In the second chapter, we corroborated that reproduction of Atlantic Forest marsupials is seasonal and synchronous, occurring in the warm-wet season, and triggered by photoperiod cues. We also bring evidence for semelparity in small-sized marsupials. In the third chapter, we show that the efficiency of different trap methods was influenced by weather condition, depended on the age and sex of individuals, and was contingent on the quantified variables (number of species, of individuals or of recaptures). Results highlight the importance of Pitfalls for community studies and the joint use of Pitfall and Sherman traps for population studies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Camila_Barros.pdf (3.12 Mbytes)
Data de Publicação
2013-10-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.