• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.41.2017.tde-18042017-105356
Documento
Autor
Nombre completo
Sergio Nolazco Plasier
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Santos, Gustavo Requena (Presidente)
Brasileiro, Cinthia Aguirre
Buzatto, Bruno Alves
Santos, Eduardo da Silva Alves dos
Título en inglés
Flexible compensation of uniparental care: things are not always what they seem
Palabras clave en inglés
Amphisexual care
Facultative care
Filial cannibalism
Mating effort
Parental effort
Resumen en inglés
In some species with uniparental care, when the parental individual deserts the offspring or dies, its mate may adopt the parental responsibilities, a behaviour known as flexible compensation of uniparental care. However, for most of the species in which this behavioural response has been reported in the literature, there was no thorough investigation of its effects upon offspring fitness to support it. In the Neotropical harvestman Serracutisoma proximum, a species with female uniparental care, harem-owning males stand on unattended clutches when the egg-tending females desert or die. Here, we investigate if this species constitutes an actual example of flexible compensation of uniparental care by evaluating the effects of ecological (namely climatic conditions and mate availability) and life-history factors (namely male attractiveness, clutch size and filial cannibalism) on males' behaviour and, ultimately, on offspring survival. We expect unfavourable climatic conditions, as well as low mate availability and male attractiveness, to negatively affect the exhibition of compensatory behaviours, but a positive effect of clutch size. Moreover, we expect an increase in the extent of filial cannibalism to be a strategy that alleviates the costs of compensation. However, males' behaviour towards unattended offspring has no effect on offspring survival, and other results were inconsistent with our predictions except for climatic conditions affecting the extent of both the presumed behaviour of standing on unattended clutches and filial cannibalism. Our results, therefore, do not support the existence of flexible compensation of uniparental care in S. proximum. Rather than a parental activity, we argue that males’ behaviour corresponds to a mating tactic that increases fertilization and mating success with the returning egg-tending females or newcomer mates foraging on the unattended offspring. This study demonstrates that for presumed cases of flexible compensation of uniparental care it is necessary to evaluate the effects on offspring fitness since not always an apparent parental behaviour is what it seems to be
Título en portugués
Compensação flexível do cuidado uniparental: as coisas nem sempre são o que parecem
Palabras clave en portugués
Canibalismo filial
Cuidado amphisexual
Cuidado facultativo
Esforço de acasalamento
Esforço parental
Resumen en portugués
Em algumas espécies com cuidado uniparental, quando o individuo parental deserta a prole ou morre, seu parceiro pode adotar as responsabilidades parentais, um comportamento conhecido como compensação flexível do cuidado uniparental. No entanto, para a maioria das espécies em que esta resposta comportamental tem sido relatada na literatura, não houve uma investigação completa de seus efeitos sobre a aptidão da prole para apoiá-lo. No opilião Neotropical Serracutisoma proximum, uma espécie com cuidado uniparental da fêmea, os machos donos de harem ficam sobre desovas desatendidas quando as fêmeas que deveriam cuidar dos ovos desertam ou morrem. Aqui, investigamos se esta espécie constitui um exemplo real de compensação flexível do cuidado uniparental, avaliando os efeitos de fatores ecológicos (condições climáticas e disponibilidade de parceiras) e de história de vida (atratividade do macho, tamanho da desova e canibalismo filial) sobre o comportamento dos machos e, em última instância, sobre a sobrevivência da prole. Esperamos que condições climáticas desfavoráveis, assim como baixa disponibilidade de parceiras e atratividade do macho, afetem negativamente a exibição de comportamentos compensatórios, mas que o tamanho da desova tenha um efeito positivo. Além disso, esperamos que um aumento na intensidade do canibalismo filial seja uma estratégia que alivie os custos da compensação. Entretanto, o comportamento dos machos em relação à prole desatendida não tem efeito sobre a sobrevivência da prole, e os outros resultados foram inconsistentes com nossas previsões, exceto pelas condições climáticas que afetam tanto a intensidade do comportamento dos machos sobre as desovas quanto o canibalismo filial. Nossos resultados, portanto, não apoiam a existência de compensação flexível do cuidado uniparental em S. proximum. Ao invés de uma atividade parental, argumentamos que o comportamento dos machos corresponde a uma tática de acasalamento que aumenta o sucesso de fertilização e de acasalamento com as fêmeas que retornam às suas desovas ou com novas fêmeas que se alimentam dos ovos desprotegidos. Este estudo demonstra que, para os casos em que se pressupõe compensação flexível de cuidado uniparental, é necessário avaliar os efeitos sobre a aptidão prole, uma vez que nem sempre um aparente comportamento parental é o que parece ser
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-06-05
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.