• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2009.tde-08122009-143039
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Limonge Cavlac
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Martins, Ida Sigueko Sano (Presidente)
Giménez, Aníbal Rafael Melgarejo
Iannini, Carlos Arturo Navas
Título em português
Caracterização do desenvolvimento e da hematopoese embrionária da serpente falsa-coral Oxyrhopus guibei (Serpentes: Dipsadidae) a partir da oviposição
Palavras-chave em português
Oxyrhopus guibei
Desenvolvimento embrionário
Hematopoese
Membranas
Serpentes
Resumo em português
Descrições morfológicas são os primeiros passos para compreender a fisiologia dos organismos e seus sistemas. A biologia do desenvolvimento e a ontogenia da hematopoese de serpentes são pouco conhecidas, sendo a hematopoese embrionária inteiramente desconhecida. Os principais objetivos deste trabalho foram caracterizar o desenvolvimento e a hematopoese embrionária da serpente falsa-coral Oxyrhopus guibei (Dipsadidae: Xenodontinae) a partir da oviposição, através da análise de caracteres morfológicos externos para a classificação dos estágios de desenvolvimento embrionário, de 30 embriões com 1-3, 15, 25, 30, 45, 65 e ~75 dias de ovipostura (d.o.) (quando eclodem), e de cortes histológicos de 29 ovos (ou embriões) de 1-3, 15, 25, 30, 45, 60d.o. e de filhotes do dia da eclosão e com uma semana de nascimento para a caracterização da hematopoese embrionária. Os embriões de 1-3d.o. foram classificados entre os estágios (st.) 17 e 23, com ausência da formação ocular até a presença de olhos sem pigmentação; de 15d.o. no st. 26, com olhos pigmentados e ductos endolinfáticos calcificados; de 25d.o. no st. 31, com escamas no corpo não pigmentado e a musculatura dos flancos não fusionada na linha mediana ventral; de 30d.o. entre os st. 31 e 33, que em adição à formação descrita no período anterior, apresentam membrana palpebral completa e musculatura fusionadas na linha mediana ventral na região pré-cardíaca; de 45d.o. entre os st.34 e 36, com musculatura completamente fusionada na linha mediana ventral e começando a desenvolver um padrão de pigmentação; de 65d.o. no st. 37 (último da tabela) com o padrão de pigmentação bem desenvolvido de coral em tríades, típico da espécie, e com o dente do ovo, e com ~75d.o. os ovos eclodiram com filhotes sadios, que apresentam cicatriz umbilical e o dente do ovo permanece presente até dois dias após a eclosão. A hematopoese em ovos de 1-3 e 15d.o. foi caracterizadas como hematopoese extraembrionária, ocorrendo nos vasos das membranas extraembrionárias e na fenda vitelínica, e hematopoese intraembrionária, na região AGM (aorta gonadal mesonéfrons), principalmente no interior da artéria aorta dorsal, que continua como local hematopoético embrionário até no período de 30d.o., porém com estruturas mais diferenciadas; com 45d.o. o principal local hematopoético passa a ser medula óssea, com foco hematopoético de multi-linhagem sanguínea a partir de 60d.o., nos seios vertebrais e medula costal, constituindo o local hematopoético definitivo. Foi observada a atividade hematopoética junto ao tecido renal, com o desenvolvimento da região AGM, entre os períodos de 15 a 30d.o., o timo e baço apresentam diferenciação linfocítica, observados a partir de 30 e 45d.o., respectivamente e o fígado não apresenta hematopoese embrionária. Esta é a primeira descrição do desenvolvimento embrionário de uma serpente Caenophidia ovípara e da hematopoese embrionária de Serpentes, contribuindo para o conhecimento da fisilogia destes processos e indicando a necessidade de estudos tanto para um melhor entendimento do desenvolvimento embrionário, quanto para a compreensão da ontogenia da hematopoese das serpentes.
Título em inglês
Characterization of embryonic development and hematopoiesis of false coral snake Oxyrhopus guibei (Serpentes: Dipsadidae) pos-oviposition
Palavras-chave em inglês
Bone marrow
Extraembryonic membrane
Spleen
Statges of development
Thymus
Resumo em inglês
Morphological descriptions are the first steps to understand the physiology of organisms and their systems. Developmental biology and ontogeny of hematopoiesis of snakes are poorly known, and the embryonic hematopoiesis is completely unknown. The main goals of this study were to characterize the embryonic and hematopoiesis development of the false coral snake Oxyrhopus guibei (Dipsadidae: Xenodontinae) since oviposition. Analysis of external morphological characters regarding the classification developmental stages for developmental stages classification has been made for 30 embryos with 1 -3, 15, 25, 30, 45, 65 and ~ 75 days after oviposition days (o.d.) (when hatched), and histological sections of 29 eggs (or embryos) from 1-3, 15, 25, 30, 45, 60o.d. and one day neonates and one week after birth for the characterization of embryonic hematopoiesis. The embryos with 1-3o.d. were ranked between 17 and 23 stages (st.), with the absence of eye formation to the presence of unpigmented eyes; with 15o.d. in 26 st., with pigmented eyes and calcified endolymphatic duct; with 25o.d. in 31 st., with unpigmented body scales and muscles of the flanks not fused in the midline, with 30o.d. between 31 and 33 st., which in addition to the preceeding form, have full eyelid membrane and muscles fused at midline in the pre-cardiac region; with 45d.o. between 34 and 36 st., with muscles completely fused in the midline and beginning the development of pigmentation pattern, with 65o.d. in 37 st. (last stage of table) with the distinctive pigmentation tricolor-triad pattern , and the egg tooth, and ~ 75 d.o. health newborns have hatched, exhibiting the umbilical scar and the egg tooth up to two days after hatching. The hematopoiesis in eggs of 1-3 and 15o.d. was characterized as extraembryonic hematopoiesis, occurring in the vessels of extraembryonic membranes and in yolk clef, and intraembryonic hematopoiesis, in the AGM (gonad mesonefron aorta), mainly within the dorsal aorta, which continues as the embryonic hematopoietic site until the 30o.d., although with better differentiated structures; wth 45o.d. the bone marrow turns the main hematopoietic site, and with a hematopoietic focus of multi-lineage blood beginning in the 60d.o. at vertebral sinus and the ribs marrow, consisting the definitive hematopoietic sites. Hematopoietic activity was observed with the kidney tissue, through development of the AGM region, between the periods of 15 to 30d.o., thymus and spleen lymphocyte differentiation have been observed at 30 . and 45o.d., respectively, and the liver does not displays embryonic hematopoiesis. This is the first description of embryonic development of an oviparous Caenophidia snake and of the embryonic hematopoiesis in Serpentes, contributing to the knowledge the physiology of these processes and demonstrating the need of further studies for a better understanding of both embryonic development and the ontogeny snake.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Cavlac_Carolina.pdf (75.93 Mbytes)
Data de Publicação
2010-02-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.