• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Caio Raony Farina Silveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Lepique, Ana Paula (Presidente)
Andrade, Luciana Nogueira de Sousa
Rodrigues, Elaine Guadelupe
Starobinas, Nancy
Título em português
Caracterização de alvos moleculares em tumores associados ao Papilomavírus Humano
Palavras-chave em português
oncogênicos de apilomavírus umano (HPV)
Resumo em português
O câncer de cervical é causado por uma infecção persistente por algum dos tipos oncogênicos de Papilomavírus Humano (HPV) e continua a ser um problema de saúde pública, especialmente nos países em desenvolvimento. Por Peptide Phage Display, foram selecionadas sequências de peptídeos com afinidade de ligação a linhagens celulares ou a tumores associados ao HPV. Dentre elas, foi possível identificar sequências contidas em moléculas importantes para a progressão de tumores, como a -manosidase e triptase, enzimas que desempenham um papel importante na progressão tumoral. Para caracterizar o efeito da inibição de -manosidase II na terapia de tumores cervicais em camundongos, utilizamos a droga Swainsonina (SW), previamente descrita como inibidor desta enzima. Nós testamos o efeito desta droga tratando animais inoculados com células tumorais que expressam os oncogenes E6 e E7 de HPV16. Observamos que os animais tratados com Swainsonina apresentaram crescimento tumoral significativamente mais rápido do que os animais controle. Investigando os mecanismos por trás desse efeito, descobrimos que embora SW module parcialmente os macrófagos associados aos tumores, o tratamento induz o acúmulo de células com fenótipo mieloderivado supressor no baço dos animais, potencializando o efeito tolerogênico dos tumores sobre o sistema imune. Sendo assim, sugerimos cautela no uso deste fármaco para a terapia de pacientes com tumores HPV+. Outro braço do trabalho foi avaliar o papel da triptase, que é produzida por mastócitos, no infiltrado inflamatório. Para isto padronizamos um modelo de co-cultura de esferóides tumorais da linhagem TC-1 com a linhagem de mastócitos murinos PT18. Através deste modelo pudemos observar que a linhagem tumoral consegue induzir a desgranulação dos mastócitos independentemente de anticorpos. Além disso, quando em co-cultura, a linhagem tumoral parece estar aumentando a meia-vida dos mastócitos e estimulando a proliferação destes. Em experimentos in vivo observamos que tumores induzidos com as células PT18 e TC-1 cresceram mais rapidamente do que tumores induzidos apenas com TC-1. Através da imunofenotipagem dos tumores ficou evidenciado um aumento de células CD31+ e no infiltrado inflamatório total de tumores induzidos com o co-cultivo. Justificando o fato destes crescerem mais rapidamente, sugerindo que os mastócitos podem ter efeitos tanto proliferativos quanto no processo de angiogênese tumoral.
Título em inglês
Characterization of molecular targets in tumors associated with Human Papillomavirus
Palavras-chave em inglês
oncogenic types of Human Papillomavirus (HPV)
Resumo em inglês
Cervical cancer is caused by a persistent infection by some of the oncogenic types of Human Papillomavirus (HPV) and continues to be a public health problem, especially in developing countries. By Peptide Phage Display peptide sequences were selected with binding affinity to cell lines or to HPV-associated tumors. Among them, it was possible to identify sequences contained in molecules important for the progression of tumors, such as -mannosidase and tryptase, enzymes that play an important role in tumor progression. To characterize the effect of -mannosidase II inhibition on cervical tumor therapy in mice, we used the drug Swainsonina (SW), previously described as an inhibitor of this enzyme. We tested the effect of this drug by treating animals inoculated with tumor cells expressing HPV16 E6 and E7 oncogenes. We observed that Swainsonine treated animals had significantly faster tumor growth than control animals. Investigating the mechanisms behind this effect, we found that although SW partially modulates tumor-associated macrophages, the treatment induces the accumulation of cells with suppressive myeloderivative phenotype in the animals spleens, enhancing the tolerogenic effect of tumors on the immune system. Therefore, we suggest caution in the use of this drug for the therapy of patients with HPV+ tumors. Another arm of the study was to evaluate the role of tryptase, which is produced by mast cells, in the inflammatory infiltrate. For this we standardized a co-culture model of tumor spheroids of the TC-1 lineage with the murine mast cell line PT18. Through this model we could observe that the tumoral lineage can induce mast cell degranulation independently of antibodies. In addition, when co-cultured, the tumoral lineage appears to be increasing the half-life of mast cells and stimulating the proliferation of these. In in vivo experiments we observed that tumors induced with PT18 and TC-1 cells grew faster than tumors induced only with TC-1. Tumor immunophenotyping revealed an increase in CD31+ cells and in the total inflammatory infiltrate of tumors induced with co-culture. Justifying the fact that they grow faster, suggesting that mast cells can have both proliferative effects and the process of tumor angiogenesis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2021-06-10
Data de Publicação
2019-07-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.