• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.43.1984.tde-14062012-175706
Documento
Autor
Nome completo
Rubens de Melo Marinho Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1984
Orientador
Banca examinadora
Silva, Adilson Jose da (Presidente)
Carvalho Filho, Carlos Alberto Aragao de
Marino, Eduardo Cantera
Qualifik, Paul
Título em português
O loop de Wilson em quarta ordem
Palavras-chave em português
Confinamento de quarks
Teoria de pertubação
Teoria quântica de campos
Resumo em português
o loop de Wilson se apresenta como uma variável muito apropriada para servir de base para uma teoria das forças nucleares. Esta afirmação é justificada se lembrarmos que a apresentação usual da cromodinâmica quântica perturbativa parte de variáveis coloridas, um fato altamente criticável, pois elas não representam qualquer variável física, enquanto que na eletrodinâmica as variáveis que descrevem os elétrons e fótons são físicas. Esta possibilidade de estudar as interações entendimento da fortes implica na necessidade de um claro estrutura analítica dos loops de Wilson. O objetivo deste trabalho e usar a técnica da regularização dimensional para discutir a estrutura dos diagramas da expansão perturbativa do loop de Wilson em quarta ordem. A introdução do número de dimensões como variável analítica, isola as divergências sob a forma de polos no plano complexo da dimensão, facilita a discussão da renormalização, além de proporcionar um método invariante de gauge. Com esta técnica renormalizamos a constante de acoplamento das interações fortes até a quarta ordem e mostramos que em quatro dimensões 0 resíduo não depende nem da curva nem do área no qual ele e calculado. Também mostramos que é possível calcular a parte finita do loop de Wilson para 0 caso especial de duas semi-retas de mesma origem.
Título em inglês
The Wilson loop in the fourth order
Palavras-chave em inglês
Confinement of quarks
perturbation theory
quantum field theory
Resumo em inglês
The Wilson loop shows itself as a very appropriate variable to be used as a base in a theory of nuclear forces. This statment is justified if we remember that the usual presentation of perturbative quantum chromodynamics starts from colored variables, a fact itself subject to critism since they do not represent any physical variable, whereas in the usual quantum eletrodynamics the variables that describes eletrons and photons are physical. This possibility of studying strong interactions implies the need of clear a understanding of the analytical structure of the Wilson loops. The purpose of this dissertation is to use the technique of dimensional regularization to discuss the structure of perturbative expansion diagrams of the Wilson loops up to fourth order. The introduction of the number of dimensions as an analytical variable isolates the divergences in the form of poles in the complex plane of the dimensions, make the renormalization procedure easier and also makes the method gauge invariant. With these techniques we have renormalized the coupling constant of strong interactions up to fourth order and have also show that in four dimension the residue is dependent neither on the curve nor on the arc on which it is calculated. We have also shown that it is possible to calculate the finit part of the Wilson loops for the special. Case of two half lines with the same origin.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-06-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.