• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.2016.tde-03032016-110516
Documento
Autor
Nome completo
Armando Marcio Coimbra
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1983
Orientador
Banca examinadora
Petri, Setembrino (Presidente)
Amaral, Sergio Estanislau do
Suguio, Kenitiro
Título em português
Estudo sedimentológico e geoquímico do permo-triássico da Bacia do Maranhão
Palavras-chave em português
Geoquímica
Sedimentologia
Resumo em português
A Bacia do Maranhão, também chamada Bacia do Parnaíba ou Meio Norte, ocupa uma área de aproximadamente 600.000 Km2 e abrange quase toda a superfície dos Estados do Piauí e Maranhão e parte dos Estados de goiás e Ceará. É essencialmente uma bacia paleozóica, cujos sedimentos atingem espessura máxima de 3.000 metros, dos quais 2.500 metros correspondem a sedimentos paleozóicos. O Permo-Triássico desta Bacia, objeto de estudo deste trabalho, é representado pelas Formações Pedra de Fogo, Motuca e Sambaíba. O estudo integrado de diferentes critérios sedimentológicos e geoquímicos (análise granulométrica, conteúdo mineralógico das frações leve, pesada e argila, estudo geoquímico e isótopo, análise petrográfica e determinação de paleocorrentes deposicionais) propiciou, além da caracterização das unidades acima citadas, a identificação dos ambientes geradores destas rochas e ainda uma análise do comportamento tectônico da Bacia nesta época. A sedimentação inicia-se sob condições continentais (flúvio-lacustre e eólica) e marinha epicontinental sob condições de aridez climática durante a deposição da Formação Pedra de Fogo. A regressão do mar permiano e aumento da aridez climática levam à deposição dos "red beds" da Formação Motuca, onde as intercalações de evaporitos são respostas aos mares interiores remanescentes. No Triássico, sob condições nitidamente continentais áridas, ocorre a deposição dos arenitos eólicos das antigas dunas do deserto Sambaíba, sob influência a de paleoventos oriundos de leste. Associado a esta evolução, temos o aparecimento da feição tectônica positiva, definida neste trabalho e chamada de arqueamento de Alto Parnaíba. Tal arqueamento, inexustente antes do Permiano, tem, neste período, influência discreta na sedimentação da Formação Pedra de Fogo, aparecendo como área menos negativa, separando as fácies de origem continental das de origem marinha litorânea. Durante a sedimentação da Formação Motuca, esta feição adquire caráter nitidamente positivo, limitando a deposição desta unidade apenas ni setor norte da Bacia. Esta feição positiva, adquirindo característica de sela, influiu no padrão regional dos paleoventos triássicos, formadores das areias da Formação Sambaíba.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The Maranhão Basin, also Known as the Parnaíba or Meio Norte Basin, occupies an area of approximately 600,000 Km², covering the States of Piauí and Maranhão almost entirely and parts of the States of Goiás and Ceará and Ceará as well. It is essentially a Paleozoic basin with a maximum thickness of 3,000 m, of which 2,500 m represent Paleozoic strata. The Permo-Triassic of this basin, the object of this thesis, is represented by the Pedra de fogo, Motuca, and Sambaíba Formations. The integrated study of sedimentologic and geochemical criteria (grain-size analysis; mineral content of the light , heavy, and clayey fractions; petrographic analysis; and paleocurrent determinations) have permitted not only the characterization of these formations and their depositional environments but also the analysis of the tectonic behaviour of the basin during this time. Sedimentation of the Pedra de Fogo Formation began under continental (fluvial-lacustrine and eolin) and epicontinental marine conditions within an arid climate. The withdrawal of the Permian sea and the increased aridity of the climate led to the deposition of the red-beds and intercalated evaporates (deposited from the waning inland seas) of the Motuka Formation. In the Triassic, eolian arenites of the Sambaíba Formation were laid down as desert dunes under distinctly arid, continental conditions by paleowinds coming from the east. Associated with this geological evolution, a positive tectonic feature appeared in the Permian which is herein defined and denominated as the Alto Parnaiba Arch. This arch exerted a mild influence upon sedimentation of the Pedra de fogo formation, separating the continental facies from the shallow marine facies. During the sedimentation of the Motuca Formation, this feature acquired a distinctly positive character, thereby limiting deposition of this unit to the northern portion of the basin and,during the Triassic, influencing the regional pattern of the paleowinds responsible for depositing the Sambaíba Formation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-03-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.