• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.1994.tde-18112015-145311
Documento
Autor
Nome completo
Silvia Maria Costa Nicola
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1994
Orientador
Banca examinadora
Melfi, Adolpho Jose (Presidente)
Boulet, Renne Georges Leon
Cerri, Carlos Clemente
Rueda, Jairo
Ruellan, Alain
Título em português
Sistemas pedológicos desenvolvidos sobre basalto, na região de Ilha Solteira (estado de São Paulo - Brasil): gênese e transformações
Palavras-chave em português
Ilha Solteira
Pedologia
Solos
Resumo em português
A área estudada localiza-se próxima a cidade de Ilha Solteira. O substrato e o basalto alterado com contribuição de arenitos intertrapianos. Há também um nível de seixos de quartzo, arenito e basalto. O trabalho de campo caracterizou-se pela identificação e estudo dos perfis verticais dos solos em topossequências e, principalmente, pela pesquisa das transições laterais e do seu estudo detalhado. Ele permitiu identificar diferentes tipos de pedogênese e de horizontes, organizados em seqüências verticais ou laterias. A cobertura pedológica estudada caracteriza-se pela presença de solos com caulinita dominante e outros com esmectitas dominantes. A relação espacial entre eles mostra que os solos cauliníticos são mais antigos e que, entre eles, se intercala, provavelmente, a colocação de seixos. Nesse caso, sugere-se que a sucessão de solos com caulinita dominante para solos com esmectitas dominantes decorra de uma frente de bissialitização ascendente, transformando os solos a partir da sua base. A cobertura pedológica com esmectitas dominantes apresenta sequências nodulares, com nódulos litorreliquiais vermelhos e matriz poliédrica. Em relação ao basalto alterado bege da base do perfil, os nódulos perdem parcialmente a sílica, concentram o ferro e, em menor proporção, o alumínio. No horizonte nodular, uma parte dos nódulos se transforma em plasma e o ferro liberado pode alimentar as soluções da base do perfil. As sequências nodulares com matriz poliédrica são transformadas a partir de sua base, por um horizonte argiloso e vértico, sem nódulos, que aparece em forma de cunha, entre o horizonte nodular e o basalto alterado. Microscopicamente, essa transformação caracteriza-se pela diminuição da coesão e fissuração dos módulos. O determinismo dessa transformação poderia ser a modificação do regime hídrico, por concentração da água no centro das depressões, causadas pela irregularidade da frente de alteração do basalto. Uma outra frente de transformação afeta a cobertura pedológica com esmectita dominante, cuja cor dos seus solos passam lateralmente e verticalmente do vermelho (montante e parte somital dos perfis) ao bruno (jusante e base dos perfis). Provavelmente, essa transformação relaciona-se às condições de unidade do solo a jusante. Ela corresponde à fase mais recente da evolução dessa cobertura pedológica.
Título em inglês
not available
Palavras-chave em inglês
not available
Resumo em inglês
The área studied is a small parto f a watershed near the town of Ilha Solteira. The substratum is of basalt with a generally weak, variable contribution of intertrapped sandstone. There is also a covering layer of quartz, sandstone and basalt pebbles. The field work is characterized by the identification and study of vertical soil profiles, in toposequences and, principally, by research and in-depth study of lateral transitions. It also permits the identification of various different types of pedogenesis and horizons, organized in vertical and lateral sequences. The soil mantle under study was characterized by the presence of a kaolinite-dominated soil sample and another smectite-dominated one. The spatial convection between them demonstrates that the kaolinitic soil is the older, and between the two some pebbles were presumably deposited. In this case, it suggests that the sucession of the kaolinite-predominant soil to the smectite-predominant soil occurs at an ascendent front of bisialitization, transforming the soil upwards from the base. The smectite-predominant soil mantle presents vertical nodulous sequences, with red lithorelictal nodules and a polihedric matrix. In the modified beige basalt at the profile's base, the nodules partially lose silica, also concentrating iron and, to a lesser degree, aluminium. In the nodulous horizons, some nodules are transformed into plasma, and the iron liberated may enrich the solutions at the profile's base. The nodulous sequences in the polihedric matrix are transformed, upwards from the base, by a clayey and vertic horizon, without nodules, which appears as a wedge, between the nodulous horizons and the modified basalt. Under the microscope, this transformation is characterized by a reduction in cohesion and by the fissuring of the nodules. The determinism of this transformation could be the modification of the hydric regimen, in terms of water concentration, at the centers of the depressions caused by irregularities of the basalt changes. A different transformation front affects the smectite-predominant soil mantle, whose soil color changes laterally and vertically from red (uphill, at the summit of the profiles) to brown (downhill, at the base of the profiles). This modification is related to, the downhill soil humidity. It corresponds to the soil mantles most recent phase of evolution.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.