• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
10.11606/T.44.2016.tde-26042016-114100
Document
Author
Full name
André Davino
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2016
Supervisor
Title in Portuguese
Estudos geológicos e geofísicos da Serra de Araçoiaba e arredores, Estado de São Paulo
Keywords in Portuguese
Geofísica
Geologia
Abstract in Portuguese
Este trabalho apresenta os resultados das investigações geológicas e geofísicas efetuadas na Serra de Araçoiaba e arredores, Estado de São Paulo. Na parte central desta serra (área da Fazenda de Ipanema) afloram rochas alcalinas, contendo concentrações anômalas de magnetita e apatita. As pesquisas tiveram por finalidade tentar elucidar o mecanismo de intrusão dessas rochas e estudar a distribuição dos depósitos de magnetita e apatita. Foi elaborado um mapa geológico da região, em escala 1:20000, onde se delimitaram três unidades estratigráficas: embasamento cristalino (pré-cambriano sup.?), Grupo Tubarão (permo-carbonífero) e intrusão alcalina (cretáceo inferior). É mencionada pela primeira vez, na área da serra de araçoiaba, a presença de rochas anfibolíticas e de "fenitos". Os trabalhos geofísicos consistiram em levantamentos gravimétrico, de eletrorresistividade e magnetométrico. Os dados fornecidos pelos dois primeiros métodos contribuiram para esclarecer o mecanismo de colocação do magma. O método magnetométrico foi empregado, principalmente, para estudar as possibilidades dee novas ocorrências de magnetita. Os dados obtidos no presente trabalho permitiram concluir que a intrusão alcalina de Ipanema foi do tipo injeção forçada, com consequente arqueamento das rochas encaixantes; aa colocação do magma foi controlada, principalmente pelas estruturas regionais do complexo cristalino. Admite-se que o magma ocupe, em profundidade, o espaço correspondente a uma a faixa alongada, de direção NE-SW, com algumas dezenas de quilômetros. As jazidas de magnetita encontram-se em grande parte, na forma dee depósitos eluviais e concentrações in situ e poucas dezenas de metros de profundidade. Os levantamentos magnetométricos revelaram, no entanto, a possibilidade de ocorrência desse mineral entre 100 e 200 metros de profundidade. Os levantamentos magnetométricos poderão auxiliar na localização dos depósitos de apatita, ) desde que sejam conhecidas as relações entre estes depósitos e os de magnetita.
Title in English
Not available
Keywords in English
Not available
Abstract in English
Not available
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Davino_Doutorado.pdf (95.61 Mbytes)
Publishing Date
2016-04-27
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2021. All rights reserved.