• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
https://doi.org/10.11606/T.45.1998.tde-20210729-021953
Document
Auteur
Nom complet
Maria Aparecida Couto
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 1998
Directeur
Titre en portugais
O radical em algumas álgebras não associativas e álgebras dibáricas
Mots-clés en portugais
Anéis E Álgebras Não Associativos
Resumé en portugais
Este trabalho consta de três partes. Na primeira parte estudamos as álgebras alternativas báricas de dimensão finita sobre um espaço F de característica distinta de dois. Essas álgebras possuem dois radicais, a saber, o radical nilpotente que é oideal nilpotente maximal da álgebra e o bar radical que é a intersecção dos ideais báricos maximais. Esses dois radicais não são necessariamente iguais e isto mostra-se com um exemplo. Assim, foi feito uma comparação entre esses dois radicais e,denotando por R(A) o radical nilpotente e 'R IND.B'(A) o bar radical, chegamos que 'R IND.B'(A) = R(A) ÍNTERSECÇÃO' (bar(A))'POT.2', onde bar(A) é o núcleo do homomorfismo peso da álgebra A. Na segunda parte estudamos a álgebra de multiplicaçãode uma álgebra bárica arbitrárioa A de dimensão finita. Partindo do pressuposto de que a álgebra A é semisimples no sentido bárico, o objetivo era saber se a álgebra de multiplicação aqui denotada por M(A) seria semisimples no sentido bárico. Aresposta é negativa e isso mostramos com um exemplo. Assim buscamos condições que tornem esse fato verdadeiro. Finalizamos essa parte com uma espécie de recíproca, ou seja, adicionando a hipótese de que 'A POT.2'= A, chegamos que se M(A) ésemisimples no sentido bárico, então a álgebra A também é. Na terceira e última parte estudamos um tipo de álgebra cuja motivação vem de modelos genéticos mas que não é bárica. Não é associativa e possue um homorfismo sobrejetor cuja imagem é aálgebra de diferenciação sexual que tem dimensão dois. Tais álgebras são chamadas de álgebras dibáricas. Aqui estudamos esse homomorfismo ao qual chamamos de homomorfismo peso dibárico, definimos semisimplicidade e finalizamos com uma versão doTeorema de Krull-Schmidt e a definição de radical dibárico
Titre en anglais
not available
Resumé en anglais
not available
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2021-07-29
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.