• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2014.tde-02122014-162207
Documento
Autor
Nome completo
Helena Amstalden Imanishi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carone, Iray (Presidente)
Amaral, Monica Guimaraes Teixeira do
Dunker, Christian Ingo Lenz
Fabbrini, Regina
Ramos, Conrado
Título em português
Desvendando Lacan: duas metáforas e uma teoria psicanalítica da metáfora
Palavras-chave em português
Epistemologia
Jacques Lacan
Metáfora
Psicanálise
Resumo em português
Mais do que qualquer outra figura de linguagem, a metáfora tem recebido a atenção de diversos pensadores desde Aristóteles, na direção de ampliar suas características e funções. A teoria interacionista da metáfora teve o mérito de elevar a metáfora da função decorativa e periférica na linguagem à função cognitiva e estruturante do pensamento. Essa dimensão essencialmente cognitiva da metáfora foi incorporada progressivamente à ciência por meio do uso das analogias, metáforas e modelos na produção do conhecimento. É essa via epistemológica aberta pela metáfora que nos permite revisitar a Psicanálise e o lugar da metáfora no interior desse conhecimento. Nossa pesquisa se propôs a realizar um estudo sobre a metáfora na obra de Jacques Lacan. Estudo que se deu em duas vertentes, justificadas pelo duplo papel da metáfora na teoria psicanalítica lacaniana. De um lado, tratamos de um uso que podemos denominar de epistemológico, ou seja, a forma como a metáfora foi utilizada para construir conhecimento a partir de duas metáforas lacanianas: as metáforas ópticas e o conto de Edgar Allan Poe A carta roubada. Observamos que, embora nem sempre os termos das metáforas analisadas mantenham uma correspondência biunívoca, elas apresentam forte ressonância, vista a grande quantidade de desdobramentos teóricos possibilitados por este instrumento. Concluímos que as metáforas lacanianas funcionam em um contexto de invenção do conhecimento e servem como um filtro, um anteparo a partir do qual os fenômenos do inconsciente são analisados. O segundo objetivo de nossa pesquisa é descobrir qual a teoria da metáfora de Lacan, em virtude da importância que essa noção adquire em sua teoria fundamentando um dos mecanismos do inconsciente. Concluímos que Lacan, para dar conta das questões próprias da Psicanálise, desenvolve uma nova teoria da metáfora, a qual se distingue das teorias clássicas
Título em inglês
Unveiling Lacan: two metaphors and a psychoanalytic theory of metaphor
Palavras-chave em inglês
Epistemology
Jacques Lacan
Metaphor
Psychoanalysis
Resumo em inglês
More than any other figure of speech, the metaphor has been a focus of attention for several intellectuals since Aristotle, always in the direction to adding to its particulars and functions. The interactionist theory of the metaphor had the merit to raise the metaphor, from its decorative and peripheral function in language, to its cognitive and structural functions in thought. This mainly cognitive dimension was progressively incorporated into science, through the uses of analogies, metaphors and models in the production of knowledge. This epistemological path opened by the metaphor allows us to revisit Psychoanalysis and the place of the metaphor within this knowledge. Our research has proposed a study about the metaphor in Jacques Lacans work. This study has focused around two paths, justified by the double role of metaphor in psychoanalytic theory of Lacan. In one path, we deal with a use that we can call epistemological, in other words, the way that metaphor was used to create knowledge, from two metaphors of Lacan: the optical metaphors and Edgar Allan Poes tale The purloined letter. We note that, although not always the terms of the metaphors analyzed present a one to one correspondence, they do have a strong resonance, given the large amount of theoretical developments made possible by this instrument. We conclude that the Lacanian metaphors work in the context of the invention of knowledge and serve as a filter, a screen from which the phenomena of the unconscious are analyzed. The second path our research explored was to discover which one was Lacan's theory of the metaphor, given the importance that this notion acquires in his theory being one of the basic mechanisms of the unconscious. We conclude that Lacan, to account for Psychoanalysis own issues, develops a new theory of the metaphor, which is distinct from the classical theories
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
imanishi_do.pdf (981.51 Kbytes)
Data de Publicação
2014-12-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.