• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2014.tde-09102014-145607
Documento
Autor
Nome completo
Fábio Donini Conti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Alves, Irai Cristina Boccato (Presidente)
Castro, Paulo Francisco de
Custodio, Eda Marconi
Rocha Junior, Armando
Sa, Alvino Augusto de
Título em português
Investigação da validade e precisão do psicodiagnóstico miocinético - PMK
Palavras-chave em português
Distúrbios psiquiátricos
Precisão do teste
Psicodiagnóstico Miocinético
Teste Palográfico
Validade do teste
Resumo em português
A presente pesquisa teve o objetivo de atualizar os parâmetros psicométricos do Psicodiagnóstico Miocinético PMK. Foi estudada uma amostra composta por 210 sujeitos adultos, todos destros, divididos em quatro grupos, um com 50 mulheres depressivas, um com 50 pacientes esquizofrênicos (35 homens e 15 mulheres), um com 50 reincidentes do sexo masculino do Sistema Prisional do Estado de São Paulo, que cometeram crimes de furto e/ou roubo e um grupo de controle, com 60 participantes (29 mulheres e 31 homens). Os instrumentos utilizados foram a entrevista clínica estruturada para o DSM-IV-TR, também conhecida como SCID-NP, com a finalidade de observar a presença de morbidades entre os presos e o grupo controle e de comorbidades entre os depressivos e esquizofrênicos, o Teste Palográfico, usado como critério no estudo de validade, e o PMK. A precisão foi obtida por meio do teste-reteste, somente com os protocolos da amostra controle e a validade, pelo método de grupos contrastantes e pelo método de validade simultânea. Para a precisão, foi calculado o coeficiente de correlação de Pearson e também utilizado o teste t para determinar se existiam diferenças entre os resultados das duas aplicações. Para os grupos contrastantes foi utilizada a ANOVA de um fator e o teste Post hoc de Tukey, com a finalidade de observar possíveis diferenças significativas das medidas do PMK entre os grupos. Nesta análise, os resultados foram comparados de acordo com o gênero dos participantes. Para a validade simultânea, os dados do Tônus Vital e da Agressividade do PMK e os da Produtividade, Direção das Linhas e Ganchos do Palográfico foram transformados em nota z e correlacionados por meio do coeficiente de correlação de Pearson, primeiramente com a amostra total e posteriormente com o grupo de depressivas e com o grupo de presos, separadamente. Os resultados do estudo de precisão indicaram que boa parte das medidas e dos traçados do PMK apresentou satisfatória estabilidade temporal, não sendo encontrada nenhuma diferença significativa entre teste e reteste. Ao todo, 64% das correlações foram superiores a 0,60, e as maiores médias das correlações foram para o Tônus Vital, a Agressividade e a Dimensão Tensional. As obtidas para o Predomínio Tensional foram as que apresentaram valores mais baixos, embora as correlações entre as aplicações tenham sido, todas, moderadas. Os resultados da validade entre grupos contrastantes demonstraram que, entre as mulheres, as diferenças significativas ocorreram, principalmente, no Tônus Vital, na Emotividade e na Dimensão Tensional. Entre os homens, na Agressividade, na Emotividade (com e sem sinal no DS) e na Dimensão Tensional. Os resultados da validade simultânea revelaram que as maiores correlações ocorreram entre as medidas da Agressividade do PMK com os Ganchos à direita do Palográfico. As correlações obtidas para o Tônus Vital também foram, na maior parte dos casos, significativas. A partir desses resultados, considerou-se que o PMK possui parâmetros científicos que permitem afirmar que ele é um teste preciso e válido para discriminar quadros clínicos de não clínicos
Título em inglês
Investigation of validity and reliability of the Myokinetic Psychodiagnosis PMK
Palavras-chave em inglês
Myokinetic Psychodiagnosis
Palográfico Test
Psychiatric disorder
Test reliability
Test validity
Resumo em inglês
The present research had the purpose to update psychometric parameters of the Myokinetic Psychodiagnosis PMK. Participated a sample of 210 adult subjects, all right handed, divided into four groups, the first composed by 50 depressed women, the second by 50 schizophrenic patients (35 men and 15 women), the third by 50 male prisoners from the Prison System of the São Paulo State who had rescinded thefts and/or steals crimes, and a control group with 60 participants (29 women and 31 men). The instruments used were the Structured Clinical Interview for the DSM-IV-TR, also known as SCID-NP, in order to observe the presence of morbidity among prisoners and the control group and the co morbidity among depressed and schizophrenics. The Test Palográfico, was used as the validity criterion of the PMK test. The reliability was obtained by test-retest, restricted to the control sample and validity by the method of contrasting groups and the simultaneous validity. For the reliability was calculated the Pearson correlation coefficient and also the t test was used to verify if there were differences between the test-retest results. To evaluate the validity by contrasting groups it was used the one-way ANOVA and Pos hoc Tukey test, in order to determinate possible differences of PMK measures between groups. For simultaneous validity, data from PMK Vital Tonus and Aggressiveness and Productivity, Direction Lines and Hooks of Palográfico were transformed in z scores and then correlated by Pearson correlation coefficient, using data from the total sample and from the depressive group and the prisoner group independently. Results of the reliability study indicated that most of measures of PMK had a satisfactory temporal stability and no significant difference between test and retest means was found. Altogether, 64% of correlations were above 0.60 and higher means of correlations were for the Vital Tonus, Aggressiveness and Tensional Dimension. Correlations for Tensional Predominance showed the lowest values, although they can be considered moderate. Results of contrasting groups showed that, among women, significant differences were observed mainly in Vital Tonus, Emotionality and Tensional Dimension, and among men in Aggressiveness, Emotionality (with an without DS signal) and Tensional Dimension. The concurrent validity showed that significant correlations occurred mainly between PMK Aggressiveness measures and Palográfico Hooks at right. Vital Tonus correlations were in most cases significant. These results indicate that the PMK Test presents scientific parameters that allow to confirm that its a reliable and valid test to discriminate clinical cases from those non-clinical
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
conti_original.pdf (1.79 Mbytes)
conti_parcial.pdf (171.01 Kbytes)
Data de Liberação
2018-12-16
Data de Publicação
2014-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.