• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2016.tde-04042016-153204
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Augusto Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Debert, Paula (Presidente)
Benvenuti, Marcelo Frota
Miguel, Caio Flavio Andriussi
Título em português
Restrição de resposta no procedimento go/no-go com estímulos compostos em crianças com autismo
Palavras-chave em português
Autismo
Equivalência
Estímulos compostos
Go/no-go
Restrição de resposta
Resumo em português
Da Hora (2009) mostrou que, durante o treino com o procedimento go/no-go com estímulos compostos, participantes com autismo apresentam o padrão de responder diante de todos os estímulos compostos apresentados, o que dificulta o estabelecimento de relações condicionais. Foram realizados dois experimentos com o objetivo de verificar se o procedimento de restrição de resposta, quando empregado durante o procedimento go/no-go com estímulos compostos, poderia evitar o padrão de responder diante de todos os compostos e favorecer a formação de classes de equivalência em seis crianças com autismo. No Experimento 1, quatro crianças foram submetidas ao treino de relações AB e BC, e ao teste das relações BA, CB, AC e CA com o procedimento go/no-go com estímulos compostos. O procedimento de restrição de resposta foi utilizado durante as fases de pré-treino e treino diante da apresentação de compostos não relacionados e foi retirado gradualmente. Os resultados demonstraram que, para todos participantes, a restrição de resposta foi efetiva em evitar o estabelecimento do padrão de responder diante de todos os compostos e as relações condicionais foram estabelecidas. Todos os participantes apresentaram as relações simétricas BA e CB. Entretanto, somente um participante demonstrou a emergência das relações transitivas AC e CA. No Experimento 2, foi conduzido um pré-teste para verificar se duas crianças apresentariam o padrão de responder diante de todos os compostos antes da introdução do procedimento de restrição de resposta. Os resultados indicaram que o padrão de responder em todos os compostos foi identificado no pré-teste e não foi apresentado quando o procedimento de restrição de resposta foi introduzido e as relações condicionais foram estabelecidas. Os dois participantes também apresentaram as relações simétricas, mas não as relações de equivalência. Isso indica que o procedimento de restrição de resposta é efetivo para se estabelecer relações condicionais durante o treino com o procedimento go/no-go com estímulos compostos em crianças com diagnostico de autismo
Título em inglês
Response restriction in the go/no-go procedure with compound stimuli with autistic children
Palavras-chave em inglês
Autism
Compound stimuli
Equivalence
Go/no-go
Response restriction
Resumo em inglês
Da Hora (2009) showed that, during training using the go/no-go procedure with compound stimuli, autistic children exhibited a pattern of responding in front of all presented compound stimuli, raising difficulties to establish conditional relations. Two experiments were performed in order to evaluate if a response restriction procedure could prevent this pattern of responding and enhance the probability of equivalence class formation in six autistic children. In Experiment 1, four children were exposed to the training of the AB and BC relations, and to the test of the BA, CB, AC and CA relations using the go/no-go procedure with compound stimuli. Response restriction was used during pre-training and during training when notrelated compound stimuli were presented and it was gradually withdrawn. Results show that, all participants acquired the conditional relations trained. All participants exhibited the symmetric relations BA and CB. However, only one participant exhibited the transitive and equivalence relations (AC and CA). In Experiment 2, a pretest was conducted to evaluate if two children would respond in the presence of all compound stimuli with the go/no-go procedure before introducing the response restriction procedure. Results show that participants responded to all compound stimuli presented during pretest and that this pattern disappeared when response restriction was introduced. All trained relations were successfully established. The two participants also showed symmetric relations, but didn't show equivalence relations. This indicates that response restriction is effective to establish conditional relations during training with the go/no-go procedure with compound stimuli in autistic children
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
silva_me.pdf (1.60 Mbytes)
Data de Publicação
2016-04-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.