• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Irene Silvia Delval Demonte
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Mauro, Patricia Izar (Presidente)
Chaline, Nicolas Gerard
Gomes, Fernando Ribeiro
Lucena, Juliana Maria Ferreira de
Valentova, Jaroslava Varella
Willemart, Rodrigo Hirata
Título em português
O desenvolvimento da personalidade em macacos-prego: unindo psicologia e ecologia comportamental
Palavras-chave em português
Desenvolvimento
Personalidade
Repetibilidade
Sapajus xanthosternos
Temperamento
Traços
Resumo em português
O estudo da personalidade em animais é relativamente recente. Até pouco tempo atrás, na Ecologia Comportamental, as diferenças individuais consistentes eram consideradas ruído em torno à estratégia ótima. Na Psicologia, evitava-se falar de personalidade em animais por temor à antropomorfização. As pesquisas têm mostrado que diferenças de personalidade se manifestam em inúmeras espécies, como formas diferentes de lidar com as pressões seletivas, com consequências para a aptidão, sendo assim uma variável muito importante em ambientes que mudam. Temperamento, Personalidade, Síndrome Comportamental ou Estilo de Enfrentamento são nomes que têm sido usados para se referir ao fenômeno dos animais exibirem diferenças interindividuais consistentes ao longo do tempo e das situações. Porém, esses termos não são exatamente sinônimos. Ao longo desta tese, primeiro revisei o percurso histórico do estudo da personalidade em animais a partir das perspectivas da Psicologia e da Ecologia Comportamental, buscando os pontos em comum e as possibilidades de unificação das duas escolas. No segundo capítulo, avaliei se houve diferenças de personalidade, mediante a codificação do comportamento, em doze macacos-prego selvagens observados dentre 0 e 3 anos de idade. Para tanto, verificamos, usando uma análise de repetibilidade, se as diferenças individuais foram consistentes ao longo de 10 pontos de desenvolvimento, para conferir se as características de personalidade estavam já presentes logo ao nascimento ou se sofreram modificações ao longo x do desenvolvimento. Mediante análise dos componentes principais obtivemos quatro traços de personalidade: Sociabilidade-Atratividade, Ansiedade, Apertura e Atividade, achando um efeito do desenvolvimento em Sociabilidade (que diminuiu com a idade) e Ansiedade (que aumentou). Contudo, não foi possível verificar consistência intra-individual nos traços ao longo do tempo analisado. Em consonância com a literatura de personalidade e temperamento em humanos, os resultados indicaram que a estrutura da personalidade não está ainda estabelecida no começo do desenvolvimento
Título em inglês
Personality development in wild capuchin monkeys: connecting psychology and behavioral ecology
Palavras-chave em inglês
Development
Personality
Repeatability
Sapajus xanthosternos
Temperament
Resumo em inglês
The study of animal personality is relatively new. Until recently, in Behavioral Ecology, consistent individual differences were considered 'noise' around an optimal strategy. In Psychology, animal personality was avoided as a consequence of the fear of anthropomorphization. Research has shown that personality differences are manifest in many species, evident from different forms of dealing with selective pressures, with consequences for fitness, thus, being an important variable in changing environments. Temperament, Personality, Behavioral Syndrome, or Coping Style are names that have been used to refer to the phenomenon of animals exhibiting "consistent interindividual differences over time and across situations. However, these terms are not exactly synonyms. Throughout this thesis, I first reviewed the historical course of the study of personality in animals, from the perspectives of Psychology and Behavioral Ecology, looking for points in common and possibilities of unification of the two schools. In the second chapter, I evaluated, through behavioral coding, if there were personality differences in twelve young wild capuchin monkeys, between 0 and 3 years-old. Then, we verified using a repeatability analysis whether the individual differences were consistent across 10 developmental points, to find out if the personality traits were already present at birth or if they were acquired during development. By means of principal component analysis, we obtained four personality traits: Sociability-Attractiveness, Anxiety, Openness and Activity, finding an effect of development on Sociability (which decreased xii with age) and Anxiety (which increased). However, it was not possible to verify intra-individual consistency in the traits throughout the analyzed time. Consistent with the literature on personality and temperament in humans, the results indicated that personality structure is not yet established at the beginning of development
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
delval_do.pdf (3.43 Mbytes)
Data de Publicação
2019-11-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.