• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2009.tde-08122009-095236
Documento
Autor
Nome completo
Marina de Oliveira Ferraz Carminatti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Mauro, Patricia Izar (Presidente)
Presotto, Andréa
Resende, Briseida Dogo de
Título em português
Efeitos da paridade da mãe e do sexo do filhote sobre o estilo de cuidado materno e desenvolvimento de filhotes de macacos-prego (cebus sp)
Palavras-chave em português
Comportamento de apego
Comportamento materno (animal)
Desenvolvimento animal
Etologia animal
Resumo em português
Dentre os mamíferos, a ordem Primates é caracterizada por uma gestação longa e, normalmente, nascimento de um único filhote por período reprodutivo. Ainda assim, as fêmeas primatas dão a luz a filhotes pouco desenvolvidos, que requerem grande investimento parental, realizado principalmente por elas. O prolongado período pós-parto, em que o filhote depende integralmente de seu cuidador para alimentação, transporte e proteção, é chamado de infância e perdura até o momento em que o indivíduo é capaz de sobreviver sozinho. Nesse período é possível observar o estilo de cuidado materno, medido através do investimento da mãe em cuidados para seu filhote. É nesse mesmo período que as relações afetivas entre mãe e filhote e com os outros membros do grupo são estabelecidas. Em algumas espécies de mamíferos, incluindo primatas, há diferença entre o investimento materno das mães em relação ao sexo do filhote ou a paridade e posição hierárquica delas. Nesse trabalho, verifiquei o efeito da paridade da mãe e do sexo do filhote sobre o estilo de cuidado materno e desenvolvimento físico e social dos filhotes de um grupo semi-livre de macacos-prego. Além disso, a presente pesquisa deu continuidade a um estudo anterior, com o mesmo grupo, também sobre estilo de cuidado materno e desenvolvimento dos filhotes. Assim, também foi objetivo deste trabalho comparar estas variáveis em função de mudanças na demografia do grupo e nas condições ambientais. Os dados foram coletados no Parque Ecológico do Tietê entre setembro de 2006 e abril de 2008, através dos métodos de animal-focal e todas as ocorrências, e analisados através de análises de agrupamentos e de variância. O estilo de cuidado materno parece estar relacionado com a paridade da mãe, mães primíparas têm maior investimento, de maneira geral, em amamentação, transporte e manutenção da proximidade de seus filhotes, enquanto multíparas investem mais em catação, mas as diferenças não foram significativas. O desenvolvimento físico e social dos filhotes não foi afetado pela mudança na demografia do grupo, mas sim pela mudança das condições ambientais. Uma alteração na disponibilidade do alimento provisionado provocou aumento nas taxas de locomoção do grupo em busca de alimento. O aumento na distância entre mães e filhotes também foi observado e esteve relacionado ao crescimento das redes familiares que promovem a proteção do filhote por indivíduos aparentados que não somente suas mães. O investimento materno foi maior em filhotes machos. Quanto ao desenvolvimento, filhotes fêmeas se alimentaram e se locomoveram independentemente mais que filhotes machos, ainda que a locomoção independente tenha sido maior para machos no início do desenvolvimento. Filhotes fêmeas, no entanto, mantiveram relações de proximidade mais fortes com a mãe e com os outros membros do grupo. O maior investimento materno em machos, independente da paridade das mães, é esperado em populações de primatas em que a oferta de alimento não é limitante do sucesso reprodutivo das fêmeas e em que, portanto, o sexo com maior variabilidade de sucesso reprodutivo em função de habilidades competitivas é o masculino.
Título em inglês
Effects of parity and infant gender on maternal care and infant development of tufted capuchin monkeys (Cebus sp)
Palavras-chave em inglês
Animal development
Animal ethology
Animal maternal behavior
Attachment behavior
Resumo em inglês
In comparison with other mammals, the order Primates is characterized by a prolonged gestation and by the birth of a single offspring in each reproductive period. Besides, female primates give birth to very immature infants that require great parental investment performed mainly by the mothers. Infancy is the post-partum period in which the young is completely dependent on its care-giver for feeding, transportation and protection, and lasts up until the individual is capable of surviving on its own. During this period we can observe the style of maternal care by measuring the mothers investment in care given to her offspring. The affiliative relationship between the infant and its mother, as well as with other members of the social group are established throughout this same period. In some mammal species, including primates, maternal care can differ according to the sex of the infant, and on female parity and hierarchical position. In this study I investigate the effect of mothers parity and on infants sex on the style of maternal care and on the physical and social development of the offspring in a group of semi-free tufted capuchin monkeys. Furthermore, this research followed a previous study, carried out with the same group of monkeys, also regarding the style of maternal care and development of young. Therefore it is also the goal of this study to compare these variables considering differences in group demography and in the environmental conditions between the two study periods. Data were collected at Parque Ecológico do Tietê from September 2006 to April 2008. Data were collect through focal-animal and all occurrences methods, and analyzed by cluster and variance analysis. The style of maternal care seems to be related to the parity of the mother. Primiparous mothers generally invest more in nursing, transportation and in maintaining proximity with their offspring while multiparous mothers invest more in grooming. However the differences were not statistically significant. The physical and social development of the young were not affected by the demographic changes undergone by the group, but were, on the other hand, affected by changes in environmental conditions. An alteration in the availability of provisioned food resulted in an increase in the rate of locomotion of the group in search for food. An increase in the distance between mother and offspring was also noted and was related to the growth of family networks, leading to the protection of the young by kin related individuals besides their mother. There was greater maternal investment in male infants. Regarding infant development, female infants had higher frequencies of independent feeding and locomotion than male infants, even though independent locomotion was greater for males at the beginning of their development. Female infants also maintained greater proximity with their mothers and with other members of the group than male infants. A greater maternal investment in male offspring, independent of the parity of mothers, is expected in primate populations living in areas where food supply is not limiting of females reproductive success, which is the case of the study area, because in such populations males present greater variability than females in reproductive success.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarinaCarminatti.pdf (3.69 Mbytes)
Data de Publicação
2010-02-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.