• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2014.tde-19112014-160219
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Dutra Fogaça
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Mauro, Patricia Izar (Presidente)
Falotico, Tiago
Oliveira, Rodrigo Elias de
Resende, Briseida Dogo de
Setz, Eleonore Zulnara Freire
Título em português
Comportamento alimentar e propriedades físicas dos alimentos consumidos por macacos-prego (Sapajus nigritus), no Parque Estadual Carlos Botelho, SP
Palavras-chave em português
Comportamento animal
Macaco-prego
Morfologia
Propriedades físicas
Sapajus nigritus
Resumo em português
O modelo de demanda da dieta é baseado na premissa de que a morfologia desenvolve-se em resposta à pressão evolutiva causada pelos desafios dos componentes da dieta. Dessa forma, o estudo da ecologia alimentar é importante para entender a adaptação morfológica crânio-facial. Este modelo prevê que ou os tecidos com maior demanda mecânica, independente da frequência de uso, ou os alimentos consumidos com maior frequência, seriam a força seletiva primária na seleção de características morfológicas relacionadas à mastigação. Por essa perspectiva, as propriedades físicas dos alimentos são a principal pressão seletiva para diversas características anatômicas. As propriedades físicas dos alimentos referem-se às características externas e internas que dizem respeito a tamanho, forma e textura de superfície e refletem a resistência dos recursos à fragmentação, medida por resistência à fratura (toughness) e módulo de elasticidade (elastic modulus). A barreira causada pelas características físicas dos alimentos também pode levar à seleção de estratégias comportamentais para supera-lá, como o uso dos dentes de maneira mais eficiente ou o processamento de alimentos antes da ingestão. Essas estratégias comportamentais podem, portanto, garantir acesso a um alimento, mesmo que o animal não tenha especializações anatômicas para ingeri-lo. Alguns autores têm sugerido que diferenças na dieta entre adultos e jovens estariam relacionadas às propriedades físicas dos alimentos, podendo ser reflexo das diferenças etárias no aparato mastigatório do indivíduo, ou da experiência deste com comportamentos que permitam acessar um recurso de alta demanda mecânica. Neste trabalho,foram coletados dados sobre comportamento alimentar e propriedades físicas dos alimentos consumidos por uma população de macacos-prego (Sapajus nigritus) no Parque Estadual Carlos Botelho, SP, entre Agosto de 2010 a Setembro de 2012. Com esses dados analisamos se havia diferenças, entre adultos e jovens, no comportamento alimentar e /ou nos valores das propriedades físicas dos recursos consumidos e comparamos os valores máximos de resistência à fratura com duas outras populações de macacos-prego (S. apella e Cebus olivaceus), com dados cedidos pelo Dr. Barth Wright. No PECB, os valores máximos de resistência à fratura e de eslaticidade foram encontrados para o recurso folha de palmeira Euterpe edulis (38868,7 J/m²; 21494,01 MPa, respectivamente). Não houve diferença significativa entre adultos e jovens no consumo de recursos com alto valor de propriedades físicas assim como no comportamento alimentar apresentado para acessar os recursos. Além disso, encontramos que S. nigritusconsome alimentos com valores significativamente maiores de resistência à fratura (média = 6903J/m²) do que S. apella (média = 1758J/m²) e C. olivaceus (média = 1347J/m²). Nossos resultados fornecem evidências de que o aparato vi mastigatório da espécie S. nigritus é adaptado a uma dieta com recursos de altos valores de resistência à fratura que são maiores do que encontrado para as outras duas espécies de macacos-prego. Além disso, os dados encontrados aqui demonstram que as propriedades físicas dos alimentos não causam a diferença na dieta encontrada entre diferentes classes etárias, mas determinam o padrão de comportamento alimentar encontrado para acessar cada recurso
Título em inglês
Feeding behaviour and physical properties of foods eaten by the black capuchin monkeys (Sapajus nigritus), in Carlos Botelho State Park, SP
Palavras-chave em inglês
Animal behavior
Black capuchin monkeys
Morphology
Physical properties
Sapajus nigritus
Resumo em inglês
The demand model diet is based on the premise that the morphology develops in response to evolutionary pressure caused by the challenges of diet components. Thus, the study of feeding ecology is important in understanding the morphological craniofacial adaptation This model predicts that 1) or tissues with increased mechanical demands, regardless of frequency of use, or 2) the most frequently consumed foods would be the force selective primary in the selection of morphological features related to feeding. From this perspective, the food mechanical properties in shaping the craniodental anatomy of primates has been well established. The physical properties of foods refer to external and internal characteristics that relate to size, shape and surface texture and reflect the resistance to fragmentation of resources, measured by toughness and elastic modulus. The limit caused by the physical characteristics of foods can also lead to the selection of behavioral strategies to overcome - there, like the use of the teeth more efficiently or processing of foods before ingestion. These behavioral strategies can therefore guarantee access to food, even if the animal does not have anatomical specializations to ingest it. Some authors have suggested that differences in diet between adults and juveniles are related to the physical properties of food, may be a reflection of age differences in the masticatory apparatus of the individual, or experience with this behavior which permit access a resource with high mechanical demand. This work has been collected data on dietary behavior and physical properties of food consumed by a population of capuchin monkeys (Sapajus nigritus) in Statue Park Carlos Botelho, SP, from August 2010 to September 2012. With these data we analyzed whether there were differences in behavior and / or physical property values of the consumed resources among adults and juveniles and we compared the maximum values of fracture resistance with two other groups of capuchin monkeys (Cebus olivaceus and S. apella) with data provided by Dr .Barth Wight. The maximum value of toughness (38868.7 J / m²) and elastic modulus (21494.01 MPa) were found for leaf palm Euterpe edulis. There was no significant difference between adults and youth in the consumption of resources with high value of physical properties as well as feeding behavior appears to access the resources. S. nigritus eat foods with significantly higher values of fracture resistance (mean = 6903 J/m²) than S. apella (mean = 1758 J/m²) andC. olivaceus (mean = 1347 J/m²). Our results provide evidence that the masticatory apparatus of the species S. nigritus is adapted to a diet with high toughness. We also concluded that the foods with high mechanical demands. In addition, our data demonstrate that the physical properties of the food does not cause a difference in the viii diet found between adult and juveniles, but show that determine the pattern of feeding behavior found to access each feature
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
fogaca_do.pdf (1.37 Mbytes)
Data de Publicação
2014-12-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.