• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2010.tde-27072010-084124
Documento
Autor
Nome completo
Michele Pereira Verderane
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Mauro, Patricia Izar (Presidente)
Ferreira, Renata Goncalves
Mendes, Francisco Dyonisio Cardoso
Ottoni, Eduardo Benedicto
Resende, Briseida Dogo de
Título em português
Socioecologia de macacos-prego (cebus libidinosus) em área de ecótono cerrado/caatinga
Palavras-chave em português
Cebus
Comportamento social (animal)
Dietas
Ecologia
Utilização de ferramentas
Resumo em português
Os primatas exibem uma grande diversidade de sistemas sociais e a socioecologia propõe uma abordagem para o estudo da evolução dessa diversidade, através da análise das relações entre comportamento social, ecologia e dinâmica de populações. Primatas do gênero Cebus exibem vasta distribuição geográfica e grande flexibilidade alimentar e comportamental e, portanto, são modelos ideais para o teste das previsões dos modelos. Além disso, algumas populações exibem o uso espontâneo de ferramentas para processar alimentos. Embora seja reconhecido que o uso de ferramentas pode alterar as características de recursos alimentares, o impacto dessa técnica nunca foi incorporado às previsões dos modelos socioecológicos. Os objetivos deste trabalho foram (1) estudar as relações sociais de fêmeas de uma população selvagem de Cebus libidinosus, que utiliza ferramentas, em área de ecótono Cerrado/Caatinga, à luz dos modelos socioecológicos, investigando se o uso de ferramentas afeta o padrão das relações estabelecidas entre elas, e (2) estudar o orçamento de atividades, a dieta e o uso de substratos, avaliando se fatores ecológicos afetam o tempo de atividades e a dieta desses animais. Esta pesquisa foi realizada na Fazenda Boa Vista (BV), localizada no município de Gilbués, ao Sul do estado do Piauí. Foram estudados dois grupos de macacos (ZA e CH), entre maio de 2006 e abril de 2008. Os resultados mostram que a oferta de alimento na BV não sofreu variação ao longo desta pesquisa, assim como o orçamento de atividades dos animais. Frutos e invertebrados foram os principais alimentos consumidos pelos macacos, enquanto recursos obtidos com ferramentas foram pouco representativos na dieta. Diferenças sexuais no padrão de atividades e dieta sugerem que as fêmeas possuem uma demanda energética maior e/ou que são forrageadoras menos eficientes do que os machos, enquanto as diferenças entre faixas etárias indicam que os juvenis são forrageadores menos eficientes do que os adultos. Frutos, que são recursos de alta qualidade nutricional, discretamente distribuídos no ambiente e usurpáveis, foram o principal alimento das fêmeas, e o tamanho das fontes alimentares discretas variou entre intermediário e grande. O sistema social da população de estudo correspondeu ao padrão Residente-Nepotista-Tolerante (filopatria de fêmeas, formação de hierarquia de dominância linear e estável, relações de catação e coalizão entre fêmeas), corroborando a previsão dos modelos para primatas que se alimentam de recursos de alto valor energético, com distribuição discreta e usurpáveis, e que estão submetidas a forte competição direta intra e entre grupos por alimento. O padrão de atividades, a dieta, o uso de substratos e a estrutura social de C. libidinosus da BV foram semelhantes ao padrão encontrado para algumas populações de Cebus que não utilizam ferramentas, indicando que o uso desses artefatos não alterou significativamente o tempo de atividades e a dieta dos animais da BV, nem os regimes competitivos e a dinâmica das relações entre fêmeas. Contudo, é possível que o impacto do uso de ferramentas sobre esses aspectos comportamentais seja mais evidente em populações que dependam prioritariamente de alimentos extraídos com ferramentas
Título em inglês
Socioecology of bearded capuchin monkeys (Cebus libidinosus) in an area of ecotone cerrado/caatinga
Palavras-chave em inglês
Animal social behavior
Cebus
Diets
Ecology
Toil use
Resumo em inglês
Primates exhibit a wide diversity of social systems. Socioecology proposes an approach for studying the evolution of this diversity, by analyzing the relationship between social behavior, ecology and population dynamics. Primates of the genus Cebus exhibit a wide geographic distribution and a related diet and behavioral flexibility, thus are ideal for testing predictions from the socioecological model. In addition, some populations exhibit the spontaneous use of tools for processing food. Although it is recognized that the use of tools may change the characteristics of food resources, the impact of this technique was never incorporated into the predictions of socioecological models. Our aims were (1) to study the social relationships of females of a wild tool using population of Cebus libidinosus, in an area of ecotone Cerrado/Caatinga, in the light of socioecological models, investigating whether the use of tools affects the pattern of females social relationships, and (2) to study the activity budget, diet and substrate use, assessing whether ecological factors affect these behavioural patterns of the animals. This research was conducted at Fazenda Boa Vista (BV), located in the municipality of Gilbués, south of Piauí state. We studied two groups of monkeys (ZA and CH), between May 2006 and April 2008. The results show that the amount of available food did not change in BV during the research period, as well as the activity budget of the animals. Fruits and invertebrates were the main foods eaten by the monkeys, while foods obtained with the aid of tools represented a small proportion of their diet. Sex differences in diet and activity patterns suggest that females have a higher energy demand and/or are less efficient foragers than males, while the differences between age groups indicate that juveniles are less efficient foragers than adults. Fruits, which are a high quality, patchily distributed and usurpable food resource, were the main food for females, and the size of patchy food sources ranged from intermediate to large. The social system of the study population corresponded to the standard Resident-nepotistictolerant (philopatry of females, linear dominance hierarchy and stable relations of grooming and coalition between females), supporting the models predictions for primates that feed on high quality, patchily distributed and usurpable food resources, and are subject to strong direct competition within and between groups for food. The pattern of activities, diet, substrate use and the social structure of C. libidinosus at BV were similar to the pattern found in some populations of Cebus that do not use tools, indicating that the use of these artifacts did not significantly alter the activity period and the diet of animals in the BV or the competitive regimes and the dynamics of relations between females. However, it is possible that the impact of using tools on behavioral aspects is most evident in populations that depend primarily on foods extracted with the aid of tools
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
verderane_do.pdf (17.20 Mbytes)
Data de Publicação
2010-10-22
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ALFARO, Jessica W. Lynch, et al. Anointing variation across wild capuchin populations : a review of material preferences, bout frequency and anointing sociality in Cebus and Sapajus [doi:10.1002/ajp.20971]. American Journal of Primatology [online], 2012, vol. 74, n. 4, p. 299-314.
  • IZAR, Patrícia, et al. Cross-genus adoption of a marmoset (Callithrix jacchus) by wild capuchin monkeys (Cebus libidinosus) : case report [doi:10.1002/ajp.20259]. American Journal of Primatology [online], 2006, vol. 68, n. 7, p. 692-700.
  • IZAR, Patrícia, et al. Flexible and conservative features of social systems in tufted capuchin monkeys : comparing the socioecology of Sapajus libidinosus and Sapajus nigritus [doi:10.1002/ajp.20968]. American Journal of Primatology [online], 2012, vol. 74, n. 4, p. 315-331.
  • SPAGNOLETTI, Noemi, et al. Stone tool use in wild bearded capuchin monkeys, Cebus libidinosus. Is it a strategy to overcome food scarcity? [doi:10.1016/j.anbehav.2012.03.002]. Animal Behaviour [online], 2012, vol. 83, n. 5, p. 1285-1294.
  • VERDERANE, Michele P., et al. Socioecology of wild bearded capuchin monkeys (Sapajus libidinosus) : an analysis of social relationships among female primates that use tools in feeding [doi:10.1163/1568539X-00003076]. Behaviour [online], 2013, vol. 150, n. 6, p. 659-689.
  • WRIGHT, Barth W., et al. Fallback foraging as a way of life : Using dietary toughness to compare the fallback signal among capuchins and implications for interpreting morphological variation [doi:10.1002/ajpa.21116]. American Journal of Physical Anthropology [online], 2009, vol. 140, n. 4, p. 687-699.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.