• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2013.tde-12072013-111605
Documento
Autor
Nome completo
Deisy Ribas Emerich
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Bertolla, Márcia Helena da Silva Melo (Presidente)
Rocha, Marina Monzani da
Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
Título em português
Avaliação comportamental infantil: inclusão de múltiplos informantes e o uso da entrevista clínica
Palavras-chave em português
Criança
Entrevista Psicológica
Transtornos do Comportamento Infantil
Resumo em português
Como as dificuldades comportamentais e emocionais infantis, se não superadas neste período, podem estender-se ao longo do desenvolvimento, é de fundamental importância o investimento em estudos focados na avaliação e compreensão dos problemas de comportamento desta população, para, então, realizar um planejamento de intervenção adequado às suas necessidades. O presente trabalho tem como ponto de partida o reconhecimento da importância de múltiplas fontes de informações no processo de avaliação da criança, incluindo ela própria e o psicólogo clínico, para que haja o melhor atendimento psicológico. O objetivo desta pesquisa foi identificar a presença de problemas de comportamento em crianças a partir da avaliação de seus pais e do clínico, compreender os fatores de risco que possam estar associados a presença de tais dificuldades e analisar os níveis de concordância e discordância entre as avaliações realizadas pelas múltiplas fontes. Para tanto, foram realizadas entrevistas clínicas semiestruturadas (SCICA) com 25 crianças, de ambos os sexos e com idade entre sete e 11 anos, encaminhadas para atendimento em serviços de saúde mental, a fim de compará-las com as respostas dos pais/cuidador a um inventário de comportamentos infantis, o CBCL. Também foram coletadas informações sobre a presença de fatores de risco na família (Índice de Adversidade Familiar) e sobre os problemas de comportamento dos cuidadores que realizaram a avaliação (ASR). A SCICA mostrou-se um protocolo de entrevista válido para obtenção de observação comportamental e do relato da criança sobre seu funcionamento. A partir da análise dos resultados identificou-se que tanto os problemas observados pelos clínicos, quanto os reportados pela própria criança, apresentavam-se em taxas inferiores às relatadas pelos cuidadores. As dificuldades com agressividade e com ansiedade/depressão dos pais se mostraram um fator explicativo para as discrepâncias identificadas. As análises com os fatores de risco revelaram uma correlação positiva entre os escores no IAF e a presença de dificuldades internalizantes e total de problemas relatados pelas crianças. Considerando os fatores de risco isoladamente, observou-se que o fator presença de discórdia conjugal guardava relação com as dificuldades externalizantes e totais, enquanto o fator presença de psicopatologia na família estava relacionado às dificuldades internalizantes. Os dados sobre adversidade ambiental sugerem a importância de acompanhar os pais paralelamente ao trabalho da criança, dado que as condições de saúde mental na família e a presença de conflito marital apresentam uma relação intrínseca com as dificuldades infantis. A partir das análises de discordâncias observamos que a inclusão de forma sistematizada das diversas fontes mostrou-se relevante, pois, articuladamente ao relato dos pais, foi possível ir além da queixa declarada inicialmente e identificar outras áreas deficitárias do funcionamento das crianças avaliadas
Palavras-chave em inglês
Child
Child Behavior Disorders
Psychological Interview
Resumo em inglês
The children's behavioral and emotional difficulties, if not overcome during childhood, may extend through the adult development, so it is extremely important to invest in studies focused on the evaluation and understanding of their behavioral problems to perform an intervention plan on these needs. One of the main concepts of this study is to recognize the importance of having multiple sources of information in the childs evaluation process (for instance, him/herself and the clinical psychologist) to have the best psychological care. The objective of this research was to identify the presence of behavioral problems in children based on their parents and clinical assessment, to analyze the risk factors that may be associated with these difficulties and to examine the levels of agreement and disagreement between the evaluations performed by multiple sources. To achieve that, we have compared the children's scores on a parentreport questionnaire, the CBCL, with semi-structured clinical interviews that were performed with 25 children referred for psychological care, of both genders and age range from 7 to 11 years old. We have also collected information about the presence of risk factors in the family (Rutter's Family Adversity Index) and about the presence of parents behavioral problems according to ASR. The SCICA proved to be a valid interview protocol to obtain behavioral observation and child's report about their functioning. From the analysis, we found that the problems noted by clinicians and reported by the child, were presented at rates lower than those reported by caregivers. An explanatory factor for the discrepancies found was parents´ aggression and anxiety/ depression problems. According to the analysis, Rutter's Family Adversity Index scores had a positive correlation with the presence of internalizing problems and total problems reported by children. Regarding the types of risk factors, it has been observed that the "marital discordance" factor was linked to the externalizing and total problems, while "presence of psychopathology in the family" factor was related to internalizing problems. Data on environmental adversity suggests the importance of instructing parents while the child´s treatment is being conducted, given that family mental health problems and the presence of marital conflict have a close relationship with the children's difficulties. From the identified discrepancies we can conclude that a systematic inclusion of the various sources is relevant, since the parental-report integrated with clinical psychologist perception and child's report allowed to go beyond the main complaint initially declared and identify other deficient areas of children functioning
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
emerich_me.pdf (1.82 Mbytes)
Data de Publicação
2013-07-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.