• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2015.tde-19112015-112007
Documento
Autor
Nome completo
Ligia Maria Borba Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Dunker, Christian Ingo Lenz (Presidente)
Fragelli, Ilana Katz Zagury
Tavares, Pedro Heliodoro de Moraes Branco
Título em português
O saber passa em ato: implicações para a práxis psicanalítica
Palavras-chave em português
Ato psicanalítico
Práxis analítica
Saber
Resumo em português
A presente pesquisa investiga a noção de práxis psicanalítica, entendida como forma de saber empregada na direção do tratamento, nas decisões clínicas a ela atinentes e na ética que lhe concerne. De que maneira é possível reconhecer o saber em ação na prática da psicanálise a partir de sua incidência do lado do psicanalista? Nossa hipótese é a de que isso permitiria pensar com maior clareza critérios para definir praxicamente um psicanalista, inclusive considerando a incorporação do saber e da experiência adquirida em seu próprio percurso formativo. Nosso objetivo é delimitar as propriedades e características desse saber que se refere ao psicanalista, que não se restringe ao domínio de conceitos teóricos e regras deontológicos, mas também e sobretudo derivaria de sua análise pessoal. Examinaremos, para tanto, as propostas lacanianas a respeito da relação entre saber e verdade, da ligação entre saber do psicanalista e objeto a, bem como do conceito de sujeito suposto saber entendendo que em tais noções se exprime a ideia de práxis e o tipo de saber que lhe seria atinente. Pretende-se verificar em que medida o saber do psicanalista possui caráter de singularidade, uma vez que advém da análise pessoal, traço de particularidade servindo ao analista para operar tratamentos em geral e, responderia também ao critério de universalidade, pela sua articulação aos conceitos do ensino teórico e pela sua aspiração de transmissibilidade
Título em inglês
The knowledge passes into act: implications for psychoanalytic praxis
Palavras-chave em inglês
Act
Knowledge
Psychoanalytic praxis
Resumo em inglês
This research is about the notion of psychoanalytic praxis, understood as a way of knowing. Applied towards a treatment, clinical decisions and ethics relating to it. How to recognize the knowledge in action in the praxis of psychoanalysis from its incidence on the analyst's side? Our hypothesis is that this would allow us to think clearly how to define criteria for a psychoanalysts praxis, even considering the incorporation of knowledge and experience in their own formation. Our goal is to define the attributes and characteristics of this knowledge as regards to the psychoanalyst, that is not restricted to the domain of theoretical concepts and deontological rules, but above all, it would derive from his personal analysis. We will examine the Lacanian proposals on the relationship between knowledge and truth, the connection between knowing the psychoanalyst and the object a, as well as the concept of the Subject Supposed to know - understanding that in such notions, the idea of praxis expressed and the type of corresponding knowledge aim to verify to what extent, the knowledge of the psychoanalyst has a unique character as it comes from personal analysis, a characteristic trait, which aids the analyst to operate a treatment. It would also answer the universality criteria, by its articulation of the concepts of theoretical teaching and by its aspiration of transmissibility
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
pereira_me.pdf (756.45 Kbytes)
Data de Publicação
2015-11-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.