• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2017.tde-20042017-163319
Documento
Autor
Nome completo
Brunella Carla Rodriguez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Isabel Cristina (Presidente)
Fernandes, Maria Inês Assumpção
Lima, Maria Galrão Rios
Paiva, Maria Lucia de Souza Campos
Safra, Gilberto
Título em português
Parentalidade e adoção em casais de homens: uma análise psicanalítica vincular
Palavras-chave em português
Adoção
Família
Homoparentalidade
Parentalidade
Psicanálise vincular
Resumo em português
Esta pesquisa teve como objetivo investigar o processo de construção da parentalidade em casais homossexuais masculinos com filhos adotivos, com ênfase nas questões vinculares e geracionais. As transformações nas relações conjugais, parentais e familiares na contemporaneidade, apontam um questionamento da ordem simbólica, desestabilizando a ordem heteronormativa e desmascarando a sacralidade da família tradicional, a qual já não pode mais ser considerada a única base para a construção identitária. Diante do crescente aparecimento e visibilidade das novas configurações familiares, em especial da homoparentalidade, e da movimentação na relação pai/mãe e nas funções materna e paterna torna-se fundamental o estudo de outros funcionamentos familiares igualitários e criativos, em que a norma heterocêntrica não funciona como imperativo. Observa-se que nos encontramos em um momento de experimentação dessas novas famílias, o que traz consigo questionamentos e preocupações concernentes às especificidades no processo de vinculação entre pais homossexuais e seus filhos, por exemplo, o relacionado com o Complexo de Édipo. O referencial teórico utilizado nesta tese é o da psicanálise vincular aliada à teoria queer de gênero. O método utilizado é o clínico qualitativo com entrevistas semidirigidas e a aplicação da técnica projetiva do genograma. Com estes instrumentos, o objetivo pretendido foi compreender a construção da parentalidade lançando um olhar às transformações dos continentes psíquicos no contexto da adoção - considerada em sua complexidade. Para tanto, foram entrevistados cinco casais de homens com filho/s adotado/s conjuntamente. Os encontros ocorreram na casa dos colaboradores e a análise dos resultados foi feita em três categorias criadas a posteriori das entrevistas. Tendo como eixo central a questão vincular, as categorias elaboradas foram as seguintes: 1) Vínculo conjugal e a escolha pela parentalidade; 2) O vínculo parental e; 3) O vínculo familiar, o legado geracional e a família atual. A discussão dos achados da pesquisa compreendeu uma visão ampliada dos resultados, os quais foram tratados a partir de três eixos relacionados às categorias de análise: 1) Assunção homossexual e o não dito; 2) Adoção como uma forma de parentalizar e reparar e; 3) Família e norma, a nomeação dos membros como indicativo relacional. Os resultados encontrados remontam alguns diferenciais no exercício da parentalidade homossexual, a partir dos quais se destacam três que marcam a especificidade dessa experiência: 1) Os efeitos da falta de modelos parentais alternativos e a construção do vínculo parental; 2) O desejo de fazer família como forma de recuperar algo perdido e; 3) A presença da alteridade na família homoparental como potência para a subjetivação dos filhos. Para finalizar, as considerações finais retomam as reflexões sobre o conceito de família, seu significado e os modos como a dinâmica relacional e seus vínculos afetam a saúde psíquica de seus membros. Nesses termos, defendem-se a premissa da alteridade, em substituição à diferença sexual como garantia de subjetivação para as crianças provenientes desses novos arranjos
Título em inglês
Parenthood and adoption on males couples A linkage psychoanalytical analysis
Palavras-chave em inglês
Adoption
Family
Homoparenthood
Parenthood
Psychoanalysis Linkage
Resumo em inglês
This research aimed to investigate the process of parenthood construction in homosexual couples with adoptive children, emphasizing on the linkage and generational issues. The transformation on couple, parental and familiar relations on contemporaneity, points to a questioning of the symbolic order, destabilizing the heteronormative order and unmasking the sacrality of the traditional family, which can no longer be considered the only basis for the identitary construction. Before the growing emergence and visibility of the new familiar configurations, specially homoparenthood, and the motion on relation father/mother and on maternal and paternal functions it becomes fundamental to study other familiar functions more even and creative, in which the heterocentric norm does not work as an imperative. It can be noticed that we are at a moment of experimenting for these new families, what brings questionings and worries concerning to the specificities on the process of linkage between homosexual parents and their children, for example related to the Oedipal Complex. The theoretical reference used in this thesis is the Linkage Psychoanalysis, associated to the queer theory of gender. The method employed is the clinical qualitative clinical with semi directed interviews and the application of a projective technic of genogram. The purpose was to comprehend the construction of the parenthood - observing the transformation of the psychic continents in the context of adoption considered in its complexity. This way, five couples of men with children adopted together were interviewed. The meeting occurred in the house of the participants and the analysis of the results was made in three categories created after the interviews. The categories are: 1) Conjugal bond and the choice for parenthood, 2) The parental bond and 3) The familiar bond, the generational legacy and the actual family. The discussion of the findings from the research understands an amplified vision of the results, treated in three themes related to the categories of analysis: 1) Homosexual assumption and the Non-spoken, 2) Adoption as a way of parenting and reparing and 3) Family and norm, Naming the members as a relational indicative. The results point to some differentials in the homosexual parenthood, from which we point out three of these for marking the specificity of these experience: 1) The effects of the lack of alternative parental models and the construction of the parental bond, 2) The desire of making family as a way of recovering something lost and 3) The presence of otherness in homoparental family as a might to the childrens subjectivation. The final considerations retake the reflections about the concept of family, its meaning and the ways how the relational dynamics and its bonds affect the psychic health of its members. In these terms, we defend the premise of otherness, in replacement to the sexual difference as a guarantee to the subjectivation for the children from these new arrangements
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-04-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.